Podcasts de história

Ano Dois, Dia 76 Administração Obama, 6 de abril de 2010 - História

Ano Dois, Dia 76 Administração Obama, 6 de abril de 2010 - História

9h40 O PRESIDENTE ofereceu um café da manhã de oração na Páscoa


10:45 O PRESIDENTE recebeu o Briefing Diário Presidencial


12h00 O PRESIDENTE e O VICE-PRESIDENTE receberam o Economic Daily Briefing


12h30 O PRESIDENTE e O VICE-PRESIDENTE almoçaram

14:00 O PRESIDENTE reuniu-se com consultores seniores


16h30 O PRESIDENTE reuniu-se com o Secretário de Defesa Gates


Saúde Obama

Agora que o plano de saúde de Obama foi aprovado em lei, parece que mais americanos são a favor do plano. Antes de ser sancionado pelo presidente Obama em 23 de março, parecia que uma grande porcentagem dos americanos se opunha ao plano de saúde de Obama. Agora, parece que muitos estão chamando a legislação de um & # 8220bom primeiro passo & # 8221 que deve ser seguido por mais ações.

Embora pareça que mais americanos estão se inclinando a favor do que agora é lei, ainda há muitos que permanecem divididos sobre a legislação de saúde que mal foi aprovada pela Câmara. Uma pesquisa conduzida pelo USA Today / Gallup Poll descobriu que 31%, quase um terço dos entrevistados, acredita que o projeto de lei faz os tipos errados de alterações. Aproximadamente um mês atrás, uma pesquisa foi feita pelo USA Today sobre o plano de saúde de Obama. Entre essa pesquisa e a mais recente, uma mudança notável em direção ao apoio ao projeto ocorreu entre as minorias, americanos de baixa renda e indivíduos com menos de 40 anos de idade.

Com a nova lei de saúde, mudanças serão implementadasnos próximos anos. Muitas pessoas estão preocupadas com as condições pré-existentes e se serão ou não cobertas pelo plano de saúde de Obama. A partir deste ano, o acesso ao seguro saúde para aqueles com uma condição pré-existente que não têm seguro há 6 meses estará disponível. Um pool de alto risco é um programa que fornece

É um seguro para americanos que não têm seguro saúde, mas têm uma doença pré-existente. Os pools de alto risco fornecem seguro acessível que é temporário até o ano de 2014, quando o plano de saúde de Obama impedirá que as seguradoras neguem cobertura devido a condições pré-existentes.

O plano de saúde de Obama oferece aos indivíduos com Medicare a oportunidade de participar de cuidados preventivos gratuitos a partir de 1º de janeiro de 2011. Essa medida significa que aqueles que estão no Medicare podem ter serviços preventivos que não estão sujeitos a co-pagamentos e isenta esses serviços de sendo franquias. Outro benefício que muitos favorecem é o fato de que, após 6 meses da promulgação, os jovens podem permanecer com a apólice de seguro dos pais até o 26º aniversário sob novos planos de saúde, e certos planos existentes permitirão que pessoas dessa faixa etária tenham direitos adquiridos.

A presidente da Câmara, Nancy Polosi, fez a declaração em uma cerimônia no Capitólio de que a aprovação deste projeto de lei & # 8220 faz uma enorme diferença nas vidas dos americanos & # 8221 Ao mesmo tempo, o deputado John Boehner de Ohio, que é o líder do Partido Republicano, não estava tão satisfeito com o plano de saúde de Obama quanto Polosi, afirmando que este era um momento desagradável para milhões de pessoas. & # 8221

Sejam políticos ou cidadãos americanos comuns, o presidente Obama sente que, uma vez que as pessoas percebam o que a lei de saúde realmente contém e como ela funciona, aqueles com uma atitude negativa a respeito mudarão de tom. Ele afirmou: & # 8220A partir deste dia, todos os cínicos, todos os opositores & # 8217s & # 8211 eles & # 8217 terão que confrontar a realidade do que é esta reforma e do que ela não é & # 8217t. & # 8221 O Presidente disse que todas as pessoas contra o plano de saúde de Obama finalmente perceberão que isso não é uma tomada do governo do sistema de saúde.

Embora muitos americanos agora estejam vendo o plano de saúde de Obama de uma maneira mais positiva, ainda há muitos que não estão felizes com a aprovação do projeto. Agora que é lei, parece que todos terão que conviver com ela, satisfeitos ou não.

Obama-health-care.org


Opções de acesso

1 Craig Whitlock e Greg Jaffe, “Afghan War Hero to Receive Medal of Honor,” Washington Post, 11 de setembro de 2010, A06 "CNN Poll Shows Growing Pessimism over the Afghanistan War", CNN, 29 de setembro de 2010, disponível em www.cnn.com/2010/POLITICS/09/29/afghanistan.poll.

2 Três dias antes da cerimônia, notícias do Afeganistão incluíam um ataque suicida em um mercado público, uma tentativa de ataque suicida a uma base aérea da OTAN e um ataque do Taleban que matou três soldados da coalizão. Rod Norland, “Motorcycle Bomb Kills on a Violent Day in Afghanistan”, New York Times, 14 de novembro de 2010, A16.

3 Para um relato definitivo, ver Timothy N. Castle, Um dia muito longo: site ultrassecreto 85 e o bombardeio do Vietnã do Norte (Nova York: Columbia University Press, 1999), esp. 33–40 e 111–37.

4 Como Mary Dudziak, Tempo de guerra: uma ideia, sua história e suas consequências (Nova York: Oxford University Press, 2012), 132, escreveu: “O engajamento militar não parecia mais exigir o apoio do povo americano, mas, em vez disso, sua desatenção”.

5 Aqui estou seguindo o argumento de Kristin Ann Hass, Sacrificando soldados no National Mall (Berkeley: University of California Press, 2013), 19-20.

6 “Transcrição: Observações do Dia da Memória do Presidente Obama no Memorial da Guerra do Vietnã”, FoxNews.com, 28 de maio de 2012, disponível em www.foxnews.com/politics/2012/05/28/transcript-president-obama-memorial-day-remarks -at-vietnam-war-memorial. Para uma análise mais longa do discurso, consulte David Kieran, Para sempre o Vietnã: como uma guerra divisiva mudou a memória pública americana (Amherst: University of Massachusetts Press, 2014), 235–36.

7 Christian G. Appy, American Reckoning: The Vietnam War and Our National Identity (Nova York: Viking, 2015), 237–38. Sobre como o impacto da lembrança dos veteranos caluniados e os esforços para retificá-lo têm nublado a consideração da política mais ampla da guerra, ver Jerry Lembcke, A imagem cuspida: mito, memória e o legado do Vietnã (Nova York: New York University Press, 1998), 122-23. Sobre essas questões, consulte Fredrik Logevall, Escolhendo a guerra: a chance perdida de paz e a escalada da guerra no Vietnã (Berkeley: University of California Press, 1999) Nick Turse, Mate qualquer coisa que se mexer: a verdadeira guerra americana no Vietnã (Nova York: Picador, 2013) Edwin A. Martini, Agente laranja: história, ciência e política da incerteza (Amherst: University of Massachusetts Press, 2012) e Larry Berman, Sem paz, sem honra: Nixon, Kissinger e traição no Vietnã (Nova York: Touchstone, 2001).

8 Patrick Hagopian, A Guerra do Vietnã na memória americana: veteranos, memoriais e a política de cura (Amherst: University of Massachusetts Press, 2009), 10 Appy, 241.

9 Andrew Bacevich, O Novo Militarismo Americano: como os americanos são seduzidos pela guerra (Oxford e Nova York: Oxford University Press, 2005), 107.

10 Grimes, Kyle, "The Entropics of Discourse: Michael Harper's Debridement and the Myth of the Hero", Black American Literature Forum, 24, 3 (1990), 417-40CrossRefGoogle Scholar, 423 Bacevich, 107 Hagopian, 190, 402.


Carreira legislativa: 1997-2008

Senador estadual: 1997–2004

Obama foi eleito para o Senado de Illinois em 1996, sucedendo a senadora estadual Alice Palmer como senadora pelo 13º distrito de Illinois, que na época abrangia bairros de Chicago South Side de Hyde Park - Kenwood do sul ao South Shore e do oeste ao Chicago Lawn. [45] Uma vez eleito, Obama ganhou apoio bipartidário para a legislação que reformava as leis de ética e saúde. [46] Ele patrocinou uma lei aumentando os créditos fiscais para trabalhadores de baixa renda, negociou a reforma da previdência e promoveu o aumento dos subsídios para creches. [47] Em 2001, como co-presidente do Comitê Conjunto bipartidário de Regras Administrativas, Obama apoiou os regulamentos de empréstimo salarial do governador republicano Ryan & # 8217 e os regulamentos de empréstimos hipotecários predatórios destinados a evitar execuções hipotecárias. [48]

Obama foi reeleito para o Senado de Illinois em 1998, derrotando o republicano Yesse Yehudah na eleição geral, e foi reeleito novamente em 2002. [49] Apresse por uma margem de dois para um. [50]

Em janeiro de 2003, Obama tornou-se presidente do Comitê de Saúde e Serviços Humanos do Senado de Illinois e # 8217s, quando os democratas, após uma década em minoria, recuperaram a maioria. [51] Ele patrocinou e liderou a aprovação unânime e bipartidária de uma legislação para monitorar o perfil racial, exigindo que a polícia registrasse a raça dos motoristas que detiveram, e uma legislação que tornou Illinois o primeiro estado a ordenar a filmagem de interrogatórios de homicídio. [47] [52] Durante sua campanha para as eleições gerais de 2004 para o Senado dos EUA, os representantes da polícia creditaram a Obama por seu envolvimento ativo com organizações policiais na promulgação de reformas da pena de morte. [53] Obama renunciou ao Senado de Illinois em novembro de 2004 após sua eleição para o Senado dos EUA. [54]

Campanha do Senado dos EUA

Resultados do condado na corrida para o Senado dos EUA em 2004 em Illinois. Os condados de azul foram conquistados por Obama.

Em maio de 2002, Obama encomendou uma pesquisa para avaliar suas perspectivas em uma corrida ao Senado dos EUA em 2004, ele criou um comitê de campanha, começou a arrecadar fundos e convocou o consultor de mídia política David Axelrod em agosto de 2002, e anunciou formalmente sua candidatura em janeiro de 2003. [55 ]

Obama foi um dos primeiros oponentes da invasão do Iraque em 2003 pelo governo George W. Bush e # 8217. [56] Em 2 de outubro de 2002, o dia em que o presidente Bush e o Congresso concordaram com a resolução conjunta que autorizava a Guerra do Iraque, [57] Obama dirigiu-se à primeira manifestação de alto nível contra a Guerra do Iraque em Chicago, [58] e se manifestou contra a guerra. [59] Ele discursou em outro comício anti-guerra em março de 2003 e disse à multidão que & # 8220it & # 8217s não é tarde demais & # 8221 para parar a guerra. [60]

As decisões do atual republicano Peter Fitzgerald e de sua antecessora democrata Carol Moseley Braun de não participar da eleição resultaram em disputas primárias democratas e republicanas abertas envolvendo quinze candidatos. [61] Nas eleições primárias de março de 2004, Obama venceu em uma vitória esmagadora inesperada - que da noite para o dia o tornou uma estrela em ascensão dentro do Partido Democrata nacional, começou a especular sobre um futuro presidencial e levou à reedição de suas memórias, Sonhos do meu pai. [62] Em julho de 2004, Obama fez o discurso principal na Convenção Nacional Democrata de 2004, [63] visto por 9,1 milhões de telespectadores. Seu discurso foi bem recebido e elevou seu status dentro do Partido Democrata. [64]

Obama e # 8217s esperavam oponente na eleição geral, o vencedor das primárias republicanas Jack Ryan, retirou-se da corrida em junho de 2004. [65] Seis semanas depois, Alan Keyes aceitou a indicação republicana para substituir Ryan. [66] Nas eleições gerais de novembro de 2004, Obama venceu com 70 por cento dos votos. [67]

Senador dos EUA: 2005–2008

Obama discursando na University of Southern California, em 28 de outubro de 2006.

Obama foi empossado como senador em 3 de janeiro de 2005, [68] tornando-se o único membro do Senado no Congresso dos Negros. [69] CQ Weekly caracterizou-o como um & # 8220 democrata leal & # 8221 com base na análise de todos os votos do Senado em 2005–2007. Obama anunciou em 13 de novembro de 2008 que renunciaria à sua cadeira no Senado em 16 de novembro de 2008, antes do início da sessão do pato manco, para se concentrar em seu período de transição para a presidência. [70]

Legislação

Obama foi co-patrocinador do Secure America and Orderly Immigration Act. [71] Ele apresentou duas iniciativas com seu nome: Lugar – Obama, que expandiu o conceito cooperativo de redução de ameaças Nunn – Lugar para armas convencionais [72] e a Lei de Transparência e Responsabilidade de Financiamento Federal de 2006, que autorizou o estabelecimento de USAspending.gov , um mecanismo de pesquisa na web sobre gastos federais. [73] Em 3 de junho de 2008, o senador Obama - junto com os senadores Tom Carper, Tom Coburn e John McCain - apresentou a legislação de acompanhamento: Fortalecimento da Transparência e Responsabilidade na Lei de Gastos Federais de 2008. [74]

Obama patrocinou uma legislação que exigiria que os proprietários de usinas nucleares notificassem as autoridades estaduais e locais sobre vazamentos radioativos, mas o projeto não foi aprovado no Senado após ter sido fortemente modificado no comitê. [75] Com relação à reforma do delito civil, Obama votou a favor da Lei de Justiça de Ação de Classe de 2005 e da Lei de Emendas da FISA de 2008, que concede imunidade de responsabilidade civil a empresas de telecomunicações cúmplices de operações de escuta telefônica sem mandado da NSA. [76]

Obama e o senador norte-americano Richard Lugar (R-IN) visitam uma instalação de desmantelamento de mísseis de lançamento móvel russo em agosto de 2005. [77]

Em dezembro de 2006, o presidente Bush sancionou a Lei de Ajuda, Segurança e Promoção da Democracia da República Democrática do Congo, marcando a primeira legislação federal a ser promulgada com Obama como seu principal patrocinador. [78] Em janeiro de 2007, Obama e o senador Feingold introduziram uma cláusula sobre jatos corporativos na Lei de Liderança Honesta e Governo Aberto, que foi sancionada em setembro de 2007. [79] para criminalizar práticas enganosas em eleições federais, [80] e o Ato de Desescalonamento da Guerra do Iraque de 2007, [81] nenhum dos quais foi assinado em lei.

Mais tarde, em 2007, Obama patrocinou uma emenda ao Ato de Autorização de Defesa acrescentando salvaguardas para descargas militares por transtorno de personalidade. [82] Esta emenda foi aprovada pelo Senado na primavera de 2008. [83] Ele patrocinou a Lei de Habilitação de Sanções do Irã, apoiando o desinvestimento de fundos de pensão estaduais da indústria de petróleo e gás do Irã, que não aprovou legislação do comitê e copatrocinou para reduzir os riscos do terrorismo nuclear. [84] Obama também patrocinou uma emenda do Senado ao Programa de Seguro de Saúde para Crianças do Estado & # 8217s, proporcionando um ano de proteção no trabalho para familiares que cuidam de soldados com ferimentos relacionados ao combate. [85]

Comitês

Obama ocupou cargos nas Comissões de Relações Exteriores, Meio Ambiente e Obras Públicas e Assuntos de Veteranos & # 8217 do Senado até dezembro de 2006. [86] Em janeiro de 2007, ele deixou a comissão de Meio Ambiente e Obras Públicas e assumiu funções adicionais com Saúde, Educação, Trabalho e Pensões e Segurança Interna e Assuntos Governamentais. [87] Ele também se tornou presidente da subcomissão de Assuntos Europeus do Senado & # 8217s. [88] Como membro do Comitê de Relações Exteriores do Senado, Obama fez viagens oficiais à Europa Oriental, Oriente Médio, Ásia Central e África. Ele se encontrou com Mahmoud Abbas antes de Abbas se tornar presidente da Autoridade Nacional Palestina e fez um discurso na Universidade de Nairóbi condenando a corrupção dentro do governo queniano. [89]


Por que o presidente Obama ou Hillary não mandaram os desordeiros pararem?

Vou lhe dar o benefício da dúvida e presumir que você não está mentindo, mas simplesmente um idiota.

& quotDe acordo com o Rev. Al Sharpton, que apareceu frequentemente em St. Louis com a família Brown e fez um discurso no funeral do Sr. Brown, o Sr. Obama “estava preocupado com Ferguson se manter no curso em termos de perseguir o que era que ele sabia que estávamos defendendo. Ele disse que espera que estejamos fazendo todo o possível para manter a paz. ”
http://www.nytimes.com/2014/11/17/us/groups-in-ferguson-prepare-for-grand-jury-decision.html?_r=0

Essa última linha foi simplesmente descartável para lhe dar cobertura da importância de sua mensagem.

Você reconhece isso. não é?

Ele é um esquerdista. violência é sua linguagem.

Georges Eugène Sorel (2 de novembro de 1847 em Cherbourg - 29 de agosto de 1922 em Boulogne-sur-Seine) foi um filósofo francês e teórico do sindicalismo revolucionário. Sua noção do poder do mito na vida das pessoas inspirou marxistas e fascistas, é, junto com sua defesa da violência, a contribuição pela qual ele é mais frequentemente lembrado. http://en.wikipedia.org/wiki/Georges_Sorel

1. Eu respondo direta e vigorosamente.
Posso ser mais legal se você for mais inteligente.

2. Eu não disse nada. não é uma coisa. sobre qualquer previsão de uma presidência Trump ..
nem eu me regozijei.

. O fato é que tenho grande receio sobre isso, pois todos os inimigos que ele teve durante a campanha farão tudo o que puderem para impedi-lo de fazer as coisas que redundarão em benefício do povo americano.

3. Vamos todos lembrar que Obama disse quando ganhou:
“O presidente Obama ouviu as queixas republicanas sobre seu pacote de estímulo durante uma reunião com líderes congressistas na sexta-feira de manhã - mas também não deixou dúvidas sobre quem está no comando dessas negociações. "Eu ganhei", observou Obama com naturalidade, de acordo com fontes familiarizadas com a conversa.
Obama para GOP: 'Eu ganhei'


Agora. o que você estava dizendo sobre & quotser um vencedor elegante & quot?

Velha Senhora

Membro Diamante


& quotObama não comenta protestos & quot

Vou lhe dar o benefício da dúvida e presumir que você não está mentindo, mas simplesmente um idiota.

& quotSegundo o Rev. Al Sharpton, que apareceu frequentemente em St. Louis com a família Brown e fez um discurso no funeral do Sr. Brown, o Sr. Obama “estava preocupado com Ferguson se manter no curso em termos de perseguir o que era que ele sabia que estávamos defendendo. Ele disse que espera que estejamos fazendo todo o possível para manter a paz. ”
http://www.nytimes.com/2014/11/17/us/groups-in-ferguson-prepare-for-grand-jury-decision.html?_r=0

Essa última linha foi simplesmente descartável para lhe dar cobertura da importância de sua mensagem.

Você reconhece isso. não é?

Ele é um esquerdista. violência é sua linguagem.

Georges Eugène Sorel (2 de novembro de 1847 em Cherbourg - 29 de agosto de 1922 em Boulogne-sur-Seine) foi um filósofo francês e teórico do sindicalismo revolucionário. Sua noção do poder do mito na vida das pessoas inspirou marxistas e fascistas, é, junto com sua defesa da violência, a contribuição pela qual ele é mais frequentemente lembrado. http://en.wikipedia.org/wiki/Georges_Sorel

1. Eu respondo direta e vigorosamente.
Posso ser mais legal se você for mais inteligente.

2. Eu não disse nada. não é uma coisa. sobre qualquer previsão de uma presidência Trump ..
nem eu me regozijei.

. O fato é que tenho grande receio sobre isso, pois todos os inimigos que ele teve durante a campanha farão tudo o que puderem para impedi-lo de fazer as coisas que redundarão em benefício do povo americano.

3. Vamos todos lembrar que Obama disse quando ganhou:
“O presidente Obama ouviu as queixas republicanas sobre seu pacote de estímulo durante uma reunião com líderes congressistas na sexta-feira de manhã - mas também não deixou dúvidas sobre quem está no comando dessas negociações. "Eu ganhei", observou Obama com naturalidade, de acordo com fontes familiarizadas com a conversa.
Obama para GOP: 'Eu ganhei'


Agora. o que você estava dizendo sobre & quotser um vencedor elegante & quot?

Vento Divino

Membro Platinum

É interessante para mim que estejamos dispostos a aceitar 33.000 mortes como um subproduto infeliz da 2ª Emenda.

Mas quebre algumas janelas como um subproduto da Primeira Emenda e todos perderão a cabeça (insira o meme do Coringa).

1) É interessante para mim que os anti-artilheiros da LW pensem que banir armas vai impedir o suicídio. Não vamos esquecer que apenas a cada ano mais de 40.000 americanos cometem suicídio. Cerca de metade deles está com uma arma de fogo, o que prejudica gravemente os gritos da multidão contra a proibição de armas e pró-armas sobre "violência com armas de fogo" e seu número infame e enganador de "33.000 mortes".

2) Mais de 30.000 americanos morrem todos os anos em acidentes de carro, cerca da metade envolvendo álcool, mas nem um único anti-artilheiro LW dá a mínima para essas mortes. Não há exigências para proibir automóveis particulares ou álcool.

3) Os protestos são bons e um direito da Primeira Emenda. Não dá às pessoas o direito de privar outras pessoas de seus direitos, vandalizar propriedades, cometer incêndio criminoso, assassinato ou qualquer outro crime. O fato de você apoiá-los nisso diz mais sobre suas tendências criminosas do que seu apoio à Constituição.


Oitenta e seis artigos de impeachment contra Obama

Há uma onda de crescimento nas fileiras do Partido Republicano Americano e do Tea Party de que o processo de impeachment deve ser iniciado contra o presidente Obama em uma lista inteira de violações da Constituição e da Lei dos Poderes de Guerra

Os congressistas Allen West of Florida (R-Florida) e Darrell Issa (R-California) têm criticado consistentemente e ruidosamente o presidente por ultrapassar o marco político e contornar a aprovação do Congresso em uma série de políticas e questões duvidosas: e o recente ataque de Obama contra a Suprema Corte de Justiça e a gafe russa & rdquo Open Mic & rdquo sobre Segurança Nacional levam a uma pergunta: Barack Obama está apresentando seu próprio caso de impeachment? Obama não se tornou o candidato democrata à presidência sem a ajuda de vários líderes do Partido Democrata, que sabiam que ele não era elegível para o cargo

Listados abaixo estão os oitenta e seis artigos de impeachment.

1. Nomeação de um & ldquoshadow governo & rdquo de cerca de 35+ indivíduos denominados & ldquoczars & rdquo que não são confirmados pelo Senado e respondem apenas ao presidente, mas têm poderes regulatórios abrangentes & ndash uma violação clara do conceito de separação de poderes. Obama contornou o Senado com muitas de suas nomeações de mais de 35 & ldquoczars. & Rdquo

2. Nenhum apoio do Congresso para a ação da Líbia (violação da Lei dos Poderes de Guerra). Obama mentiu para o povo americano quando disse que não havia tropas americanas no terreno na Líbia e depois disse que eram apenas "tropas pedagógicas". Obama violou a Lei dos Poderes de Guerra de 1973 ao conduzir uma guerra contra a Líbia sem autorização do Congresso.

3. Traição de aliados (Israel e Grã-Bretanha. Obama colocou a segurança de nosso aliado de maior confiança no Oriente Médio, Israel, em perigo enquanto aumentava o financiamento para a Autoridade Palestina (Fatah, apenas outro grupo terrorista islâmico) enquanto eles ordenavam um pacto de reconciliação com o grupo terrorista de longa data Hamas e a divulgação dos segredos nucleares britânicos aos russos no Tratado de Início. Obama deu códigos de mísseis aos mísseis Trident britânicos para a Rússia.

4. Implementação pela porta dos fundos da Lei DREAM, que concederia anistia de 22 milhões de ilegais. Obama aprovou o Dream Act por meio de uma ordem executiva, contornando o Congresso novamente. DREAM é: Desenvolvimento, Assistência e Educação para Menores Estrangeiros

5. Telegrafar reduções de tropas aos inimigos & ndash contra a consulta de seus comandantes de campo experientes & ndash enquanto abraça negociações com nosso inimigo, o Talibã, e reconhece outro, a Irmandade Muçulmana.

6. Traição do Arizona. Obama abriu um processo federal contra um estado soberano, o Arizona, buscando proteger seus cidadãos desta ameaça de imigração ilegal em massa

7. Obama e rsquos Falha em fazer cumprir a lei dos EUA, a Lei de Defesa do Casamento. He & rsquos despojou a América de sua base moral com seu apoio à homossexualidade e ao ataque ao casamento entre um homem e uma mulher. Obama permite que o DOJ se recuse a fazer cumprir a Lei de Defesa do Casamento.

8. Apoio de um procurador-geral inepto e incompetente que falhou em processar casos de intimidação de eleitores (Novo Partido dos Panteras Negras), iniciou um programa de contrabando de armas perigoso (Operação Velozes e Furiosos) & ndash que resultou na morte de um de nossos próprios policiais agentes. Obama permitiu que ocorresse a Operação Velozes e Furiosos, que permitiu que centenas de cidadãos mexicanos e o Agente de Fronteiras Brian Terry fossem assassinados com armas ilegais distribuídas pelo ATF e pelo DOJ.

9. Aumentar a carga regulatória sobre as empresas americanas por meio de contornar o processo legislativo com suas agências do poder executivo, como a Agência de Proteção Ambiental e a Food and Drug Administration.

10. Falha em tomar as medidas necessárias para proteger nossas fronteiras e conter o fluxo de imigração ilegal, denominado como & ldquorepel invasões & rdquo em nossa Constituição dos Estados Unidos no Artigo 1, Seção 8 e Artigo 4, Seção 4. Obama não conseguiu defender o solo dos EUA em Arizona enquanto as tropas mexicanas trazem ilegais e drogas para os EUA, cruzando a fronteira fazendo isso. Esta é uma violação direta do Artigo IV, Seção 4 da Constituição.

11. Comandando inadequadamente a liberação de reservas estratégicas de petróleo e fornecendo ao Brasil US $ 2 bilhões para sua exploração offshore de petróleo.

12. Solicitação ilegal de fundos dentro da Casa Branca (vídeo arrecadação de fundos de US $ 5 para jantar). Os direitos inalienáveis ​​concedidos a nós pela vida, liberdade e busca (não garantia) da felicidade & ndash do Criador estão sendo ameaçados pela administração Obama. Este atual governo abreviou o consentimento dos governados e que sempre que qualquer forma de governo se torne destrutiva para esses fins. É direito do povo alterá-lo ou aboli-lo.

13. Assumir o poder de revisão judicial da Suprema Corte com um ataque preventivo contra os juízes que possam contemplar uma decisão desfavorável sobre o ObamaCare.

14. Gafe & rdquoOpen Mic & rdquo na qual explicou ao presidente russo Dimitri Medvedev que ele & rsquod tem mais & ldquoflexibilidade & rdquo para sacrificar a segurança americana após sua reeleição

15. Transcrições da Occidental College revelam que Obama reivindicou cidadania estrangeira para obter bolsa de estudos? http://tinyurl.com/czldzx8

16. Obama & rsquos canal secreto por trás do acordo nuclear com o Irã, um inimigo declarado da América e de nossos aliados

17. Oferta de Obama e rsquos de um assento à mesa para nosso inimigo declarado, o Talibã

19. Obama e seu governo vazando informações anteriormente classificadas sobre os esforços de nossas comunidades de inteligência para desacelerar a marcha do Irã em direção ao armamento nuclear.

20. Obama desestabilizou o aliado ocidental Hosni Mubarak no Egito e permitiu que o Militant e a Irmandade Muçulmana Anti-Ocidente assumissem o regime egípcio, representando uma ameaça mortal ao nosso aliado Israel e aos nossos próprios bens e interesses ocidentais na região. Obama instigou uma revolução no Egito contra um aliado na Guerra ao Terror.

21. Obama nomeou conselheiros da Irmandade Muçulmana, inimigos do Estado, para a Casa Branca. Ajuda e conforto para a Irmandade Muçulmana é TRAIÇÃO de acordo com o Artigo 3 Seção III da Constituição dos Estados Unidos. Http://tinyurl.com/3x88l2s

22. Obama contornando o Congresso novamente por decreto executivo para permitir que imigrantes ilegais permaneçam e votem na América por motivos e propósitos eleitorais partidários.

23. Obama vendendo cidadania a criminosos em oposição direta à Lei Federal.

24. O administrador de Obama ajudou o Egito a remilitarizar o Sinai, & ldquos algo proibido pelos Acordos de Camp David & rdquo http://is.gd/nDwdbl

25. Obama tentou obrigar as instituições religiosas a pagar pelos serviços de aborto & mdash uma violação clara dos direitos da Primeira Emenda

27. Obama gasta bilhões em ajuda aos inimigos da America & acutes, enquanto desconsidera as necessidades dos EUA.

28. Obama é diretamente responsável por muitas guerras e assassinatos de cristãos no Oriente Médio

29. Obama arruinou financeiramente este país e suas ações estão levando à queda do dólar. O presidente Obama é um idiota ou está propositalmente tentando destruir a economia americana.

30. Obama está esvaziando nossos militares e destruindo nossa capacidade de coleta de informações.

31. Obama, também conhecido como Barry Soetoro, deliberadamente escondeu seu verdadeiro passado ilegal para ser POTUS, VERDADE: por que os registros de #Obama selaram ID de estudante ESTRANGEIRA http://twitpic.com/aufduf Podemos confiar no Pres. quem joga sistema e ndash mente

32. Encobrimento criminal pela Casa Branca sobre BengaziGate, onde quatro americanos, incluindo o Embaixador Stevens, foram assassinados por extremistas islâmicos.

33. #CANDYGATE Conluio com a moderadora da CNN Candy Crowley no segundo debate para encobrir BengaziGate A controvérsia Candy-Obama: Obtenha a transcrição & rsquo http://amsp.ec/1P1Dyy

35. O governo Obama definiu o Fort Hood Terrorist Act como um acidente no local de trabalho, que deu socorro e conforto aos nossos inimigos.

36. O crime de tráfico de armas no portão de fronteira resultou na morte de um agente da patrulha de fronteira, bem como de numerosos civis mexicanos inocentes.

37. Suspeita de fraude eleitoral organizada e generalizada engendrada por Agentes do Regime Obama nas Eleições Presidenciais de 6 de novembro.

38. Obama e o terrorista impenitente William Ayers se apropriaram indevidamente de mais de 300 milhões de dólares em doações destinadas à educação de estudantes da minoria de Chicago. Eles encaminharam o dinheiro para amigos ativistas comunitários de Obama e rsquos, que então tentaram transformar os estudantes em radicais. O programa foi um fracasso total.

39. Obama, como senador do estado de Illinois, redirecionou dezenas de milhões em dólares de impostos de Illinois para Valerie Jarrett e Tony Rezko, para fornecer moradia para famílias de baixa renda. Eles retribuíram o favor com doações políticas. As unidades habitacionais foram construídas com materiais e mão de obra baratos e ficam inabitáveis ​​após apenas 10 anos de uso.

40. Obama aceitou milhões em contribuições ilegais de campanha de cartões de crédito estrangeiros depois que os filtros de cartão de crédito usados ​​para filtrar o dinheiro estrangeiro foram desligados. Isso também permitiu que os doadores domésticos, que estavam acima do limite legal, contribuíssem mais.

41. Os esforços de Obama e do SecState Clinton & rsquos para submeter os EUA ao Tratado de Armas Leves da ONU são violações diretas da Segunda Emenda da Constituição dos EUA.

41. Obama tentou transferir o controle do Census Bureau do Departamento de Comércio para a Casa Branca, a ser administrado pelo então Chefe de Gabinete Rahm Emmanuel.

42. Obama concedeu anistia sob o radar aos imigrantes ilegais ao permitir que o Diretor do ICE, John Morton, proibisse os oficiais do ICE de fazer cumprir as leis de imigração dos EUA.

43. Obama permitiu que o titular da USAG ignorasse a violação das leis de imigração dos EUA nas cidades-santuário, ou seja, San Francisco, etc.

44. Obama demitiu ilegalmente o IG Walpin por investigar o amigo de Obama e rsquos, o prefeito Kevin Johnson (Sacramento), por fraude (850K) com o AmeriCorps.

45. Obama desrespeita o tribunal federal por sua moratória ilegal de perfuração de petróleo no Golfo e no inferno

46. ​​Obama passou um mês como Presidente do Conselho de Segurança da ONU em 2009, o que levanta a questão de seu conflito de interesses entre os EUA e a ONU. Isso também é provavelmente uma violação de seu juramento de ofício, uma vez que a ONU está em conflito com nossa Constituição em muitos níveis, ou seja, LOST, proibição de armas leves da ONU, etc.

47. Obama assinou um EO em dezembro de 2009 que permite à Interpol operar nos Estados Unidos sem supervisão do Congresso, tribunais, FBI ou autoridades locais.

48. Obama e o SecState Clinton se apropriaram indevidamente, er, usaram US $ 23 milhões em fundos do contribuinte dos EUA para ajudar a terra natal de Obama no Quênia a se mudar para uma nação comunista onde a liberdade de expressão, os direitos de propriedade privada e outros direitos são subservientes à & ldquo; justiça social & rdquo. Isso inclui o fato de que a constituição do Quênia adotou a Lei Sharia, que viola os direitos humanos básicos das mulheres.

49. Obama provavelmente estava envolvido com o então governador Rod Blagojevich para tentar vender sua cadeira no Senado de Illinois, ou seja, pagar para jogar. Jesse Jackson Jr está sendo investigado por isso e parece que Valerie Jarrett também pode estar envolvida.

50. Obama dirigiu um site que pedia aos americanos que relatassem sobre outros americanos, na área de ObamaKare, usando whitehouse.gov e dinheiro do contribuinte para fazê-lo. Ele repetiu isso com AttackWatch.

51. Obama entrou na cédula de Indiana por meio de fraude eleitoral em 2008.

52. Obama sealed all of his records that would show that he is possibly an illegal president, that he is feloniously using a false SSN, that his draft registration number is false, that his Fulbright award was falsely awarded as Obama claimed foreign student status, and that his student aid was falsely obtained.

53. Obama violated the Constitution by firing the GM CEO.

54. Obama violated bankruptcy laws by forcing GM bondholders to accept millions of dollars in losses of money that they were legally entitled to.

55. Obama violated bankruptcy laws by awarding the UAW with a share of GM and Chrysler during their bankruptcy proceedings.

56. Obama bought votes for ObamaKare with acts like, &ldquoCornhusker Kickback&rdquo, &ldquoLouisiana Purchase&rdquo and the DoI increasing water allocations toCalifornia&rsquosCentral Valley. This brought in the votes of Dennis Cardoza and Jim Costa, both Democrat holdouts.

57. Obama lied about Americans being able to keep their healthcare coverage if they wanted to. ObamaKare is already forcing them out of their current coverage.

58. Obama attempted to bribe Joe Sestak with a job offer in order to get him to drop out of the Senate race against Arlen Specter.

59. Obama bypassed Congress and told the EPA to set carbon emission standards.

60. Obama forced BP to pony up a $20 billion slush fund to compensate Gulf Coast businesses and residents affected by the BP oil spill. It was administered by one of Obama&rsquos political appointees and there is NO Congressional oversight.

61. Obama did nothing to Holder (abetted a felony) when Holder refused to prosecute two New Black Panther Party members for brandishing weapons in front of a voting location in Filthadelphia. A direct violation of the voters Civil Rights.

62. Obama bypassed the Senate with a recess appointment of Donald Berwick as the head of the Centers for Medicare and Medicaid Services. Violates policy. http://www.speaker.gov/blog/?postid=273766

63. Obama illegally fired Sherry Sherrod from the USDA over remarks she made at an NAACP meeting in March 2010. He violated her due process.

64. Obama violated contractual law when his regime cancelled 77 oil field development contracts previously approved by Interior Secretary Ken Salazar, under Bush 43&rsquos administration. This keeps us from extracting from 2-3 TRILLION barrels of oil.

65. Obama used the DHS to determine the political affiliation of Americans making FOIA requests about the Regime. This led to requests being stalled, lost, etc.

66. Obama acted in April 2009, at the G20 meeting, to expand the Special Drawing Rights, that now gives the IMF more control over the US economy.

67. Obama issued an EO on July 12, 2011, attempting to restrict the Second Amendment rights of US citizens in Texas, California, New Mexico and Arizona.

68. Obama&rsquos allowed the FCC to assume authority over the internet, in direct violation of a federal appeals court that DENIED the commission that authority. In December, the FCC voted and passed the first federal regulations on internet traffic.

69. Obama allows the DHS/TSA to routinely violate the 4th/5th Amendment rights of Americans at airports, train stations, and VIPER checkpoints.

70. Obama allows the DOJ in 2009 to stop enforcing federal drug laws in regards to marijuana.

71. Obama attempted to bypass Congress and raise the Debt Ceiling by &ldquoreinterpreting&rdquo the 14th Amendment.

72. Obama just bypassed the Senate AGAIN by appointing Richard Cordray to a new unconstitutional agency, the Consumer Financial Protection Bureau. Violates policy. http://www.speaker.gov/blog/?postid=273766

73. Obama deprived the due process of two U.S.citizens, Anwar al-Awlaki and Samir Khan, by assassinating them via a CIA drone attack in Yemen on Sept. 30, 2011. This also raises the question of an act of war against Yemen for firing into a sovereign nation. Obama said in 2008: &ldquoNo. I reject the Bush Administration&rsquos claim that the President has plenary authority under the U.S. Constitution to detainU.S.citizens without charges as unlawful enemy combatants.&rdquo

74. Obama allowed Education Secretary Arne Duncan to grant waivers to No Child Left Behind however, this is a law enacted by Congress and neither Obama nor Duncan have the authority to authorize that.

75. Obama allowed the bailouts to grant money without the authority to do so. &ldquoNo money shall be drawn from the treasury, but in consequence of appropriations made by law.&rdquo Article 1, Section 9, Clause 7U.S.Constitution

76. Obama allowed Operation Castaway to occur, which allowed firearms laws to be broken through coercion of legal gun dealers.

77. Obama bypassed the Senate to appoint three people to the National Labor Relations Board. (Naturally, they&rsquoll all be Obomobots) Violates policy. http://www.speaker.gov/blog/?postid=273766

78. Obama twenty three illegal Executive Orders to impose a Gun Grab, which is a direct violation of the Second Amendment.

79. Providing aid and comfort to the enemy by announcing the date for unilateral withdrawal from Iraq and Afghanistan. Thereby providing the impetus for the escalation of the green on blue attacks

80. Obama by announcing the date for unilateral withdrawal from Iraq and Afghanistan, thereby triggered the disintegration of the green respect that had been a goal of the training mission.

83. Obama nominating a Muslim John Brennan to be Director of the CIA,when America is at War with Radical Islamic Terrorists.

UNKNOWN: How many exact other violations of his Oath of Office.

&ldquoI do solemnly swear (or affirm) that I will faithfully execute the office of President of the United States, and will to the best of my ability, preserve, protect and defend the Constitution of the United States.&rdquo


100 events that helped shape President Obama's first 100 days

On Wednesday, President Obama marks 100 days in office. It seems that almost every one of those 100 days has created either history or headlines. To commemorate the occasion, Daily News Senior Correspondent David Saltonstall looks at 100 events that have helped define the first 100 days of the Obama presidency.

THE BIGGIES
1. First African-American President.
2. Signs $787 billion stimulus bill.
3. Bans torture by U.S. military and intelligence agencies.
4. Bails out banks, auto companies and others with a $1.1 trillion tab.
5. Signs Lilly Ledbetter Act, giving women who seek equal pay new legal protections.
6. Extends health coverage to 4 million more children.
7. Launches plan to help 9 million homeowners refinance mortgages.
8. Vows to remove combat troops from Iraq by August 2010.

THE FIRSTS
9. Obama became first President to carry a BlackBerry.
10. Hosts a Seder in the White House.
11. In first formal press conference, Obama takes question from The Huffington Post, the first blog so recognized.
12. Obama invites gay parents and their kids to attend the White House Easter Egg Roll.
13. The President's Saturday "radio address" can be seen on YouTube.
14. President's relative faces deportation for over-staying a visa.
15. The White House Web site gets its first presidential blog.

DOH!
16. Retakes oath of office after Supreme Court Chief Justice John Roberts muffs original on Inauguration Day.
17. Veep Joe Biden gets presidential slap for joking about oath flub.
18. Accepts withdrawal of HHS nominee Tom Daschle for failing to pay $120,000 in taxes.
19. Rants when AIG doles out $165 million in bonuses to execs.
20. On "Tonight Show," says of his meager bowling skills, "it was like Special Olympics" - a gold medal gaffe.
21. Announces with fanfare he was trimming just $100 million from $3.9 trillion federal budget. Er, that's like shaving $1. off a $50,000 car.
22. Takes three swings on getting a commerce secretary. Washington Gov. Gary Locke finally gets nod.
23. Takes heat in Britain for giving Prime Minister Gordon Brown a cheapo gift.

SO COOL
24. Becomes first Prez to hit late-night TV on "The Tonight Show."
25. Michelle Obama beats French First Lady/ former supermodel Carla Bruni in fashion stakes!
26. Obama's pecs make cover of Washingtonian mag.
27. Obama souvenirs take in $2 million during inauguration.
28. More than 300,000 White House wanna-bes submit resumes to work in administration.
29. Michelle decides she has a right to bare her buff arms.
30. Obama installs basketball hoops on White House tennis court.
31. Stevie Wonder and Earth, Wind & Fire play the White House.
32. Beyonce serenades Obamas during Inauguration Ball.
33. J. Crew sales skyrocket thanks to Michelle.
34. Chia Obama becomes a big seller, but green Afro has some seeing red.

AROUND THE WORLD
35. When Somali pirates hijack an American freighter, Obama doesn't blink. Three pirates wind up dead.
36. Takes Europe by storm during G-20 summit, finding time to hook up Queen with new iPod.
37. Announces start of negotiations to limit nuclear arms.
38. Mediates international tax haven dispute between France and China by suggesting change of a single word.
39. Middle East envoy George Mitchell says a two-state solution is the only way to end the conflict.
40. Lifts travel and money transfer restrictions to Cuba.
41. Shakes hands with Venezualan strongman Hugo Chavez - and gets slapped by conservatives for appearing "weak."
42. On Day 4, ends a ban on federal funding for international organizations that offer abortion counseling.
43. Visits nine foreign lands.
44. 3 a.m. call finally comes - at 4:30 a.m. - when North Korea launches a long-range missile test.
45. Michelle takes heat for touching Queen Elizabeth II. But video shows Her Majesty made the first move.

THE WARS
46. On Day 3, signs orders to close Guantanamo Bay detention center.
47. Makes surprise trip to Iraq on Day 78.
48. Orders 21,000 more troops to Afghanistan.
49. Asks Congress for $83.4 billion more to fund Iraq and Afghanistan.
50. Tells Turkish parliament "the United States is not and never will be at war with Islam."
51. After saying architects of Bush-era torture polices would not be prosecuted, Obama backtracks and leaves door open.
52. Boosts funding for vets suffering from mental health problems or traumatic brain injury.

ALL IN THE FAMILY
53. New "Sweet Sasha" and "Marvelous Malia" dolls from Beanie Baby people are discontinued.
54. Obamas settle on Bo, a Portuguese water dog given by Sen. Ted Kennedy.
55. Obamas celebrate Easter at an Episcopal church near White House.
56. Obamas report $2,656,902 in income.
57. Marian Robinson, the First Lady's mom, moves to the White House to help care for First Kids.
58. White House gets a swing set.
59. On Presidents Day, First Family celebrates by going home to Chicago, a week after visiting Camp David for the first time.
60. On Day 18, Obamas take in Alvin Ailey dance troupe at Kennedy Center.

AT HOME
61. Overturns Bush-era ban on federal funding for embryonic stem cell research.
62. Dedicates $5 billion to expand Head Start and childcare options for working families.
63. Holds first online Town Hall meeting from White House.
64. Triples size of AmeriCorps volunteers to 250,000.
65. Promises to tackle immigration reform this year.
66. On Day 18, meets 40 family members who lost relatives on 9/11 or in attacks on warship Cole.

WHITE HOUSE LIFE
67. Obama correctly picks UNC to win NCAA basketball championship, but the rest of his favorites don't get to final weekend.
68. Michelle plants vegetable garden outside the Oval Office.
69. The Obamas refuse $100,000 subsidy to remodel the White House, and will pay for changes themselves.
70. Obama has invited his beloved Chicago Bulls and White Sox to the White House.
71. Obama takes in NBA game between Wizards and Bulls on Day 40.
72. Oprah makes room for Michelle on cover of her magazine.


Europa

Use by the Russian government

During the First Chechen War Chechen President Dzhokhar Dudaev was killed on 21 April 1996, by two laser-guided missiles when he was using a satellite phone, after his location was detected by a Russian reconnaissance aircraft, which intercepted his phone call. [21] [ não na citação dada ]

On 20 March 2002 Ibn al-Khattab who during the Second Chechen War participated in leading his militia against Russian forces in Chechnya, as well as managing the influx of foreign fighters and money was killed when a Dagestani messenger hired by the Russian FSB gave Khattab a poisoned letter. Chechen sources said that the letter was coated with "a fast-acting nerve agent, possibly sarin or a derivative". [22]

On 13 February 2004 Zelimkhan Yandarbiyev who served as acting president of the breakaway Chechen Republic of Ichkeria between 1996 and 1997, was killed when a bomb ripped through his SUV in the Qatari capital, Doha. Yandarbiyev was seriously wounded and died in hospital. His 13-year-old son Daud was seriously injured. [23] The day after the attack, Qatari authorities arrested three Russians in a Russian embassy villa. One of them, the first secretary of the Russian Embassy in Qatar, Aleksandr Fetisov, was released in March due to his diplomatic status and the remaining two, the GRU agents Anatoly Yablochkov (also known as Belashkov) and Vasily Pugachyov (sometimes misspelled as Bogachyov), were charged with the assassination of Yandarbiyev, an assassination attempt of his son Daud Yandarbiyev, and smuggling weapons into Qatar. [24] There were some speculations that Fetisov had been released in exchange for Qatari wrestlers detained in Moscow. [25] On 30 June 2004, both Russians were sentenced to life imprisonment passing the sentence, the judge stated that they had acted on orders from the Russian leadership. [26] [27] [28] But on 23 December 2004, Qatar agreed to extradite the prisoners to Russia, where they would serve out their life sentences. The agents however received a heroes' welcome on returning to Moscow in January 2005 but disappeared from public view shortly afterwards. The Russian prison authorities admitted in February 2005 that they were not in jail, but said that a sentence handed down in Qatar was "irrelevant" in Russia. [29]

On 10 July 2006 Shamil Basayev, a Chechen militant leader, who was alleged to be responsible for numerous guerrilla attacks on security forces in and around Chechnya [30] [31] [32] and the 2002 Moscow theater hostage crisis and described by ABC News as "one of the most-wanted terrorists in the world." [33] was killed by an explosion near the border of North Ossetia in the village of Ali-Yurt, Ingushetia, a republic bordering Chechnya. According to the official version of Basayev's death, the FSB, following him with a drone, spotted his car approach a truck laden with explosives that the FSB had prepared, and by remote control triggered a detonator that the FSB had hidden in the explosives. [34] [35]

In Bosnia and Serbia

Referring to human rights abuses during the Bosnian War, the U.S. State Department noted politically or ethnically motivated "targeted killings" in Bosnia in Section 1a., "Political and Other Extrajudicial Killing," of its 1993 report on human rights practices in Bosnia and Herzegovina. [36] [ verificação necessária ] Targeted killings were also reported by Serbian and Albanian forces during the Kosovo War. [37] Both wars involved largescale targeted killings of journalists. [38]

Use by Iranian government

Alleged and confirmed assassinations were reported to have been conducted by the Islamic State of Iran and previously by the Pahlavi regime. It includes attempts on notable persons who were reported to have been specifically targeted by the various Iranian security and intelligence, most notably against Kurdish dissidents of the Kurdish Democratic Party of Iran in 1980s and 1990s. Prior to the establishment of the Islamic State in 1979, the Organization of Intelligence and National Security also allegedly performed a number of political motivated assassinations against dissidents and opposition leaders.

Use by the Israeli Government

Some of the known operations include: [39] [ verificação necessária ]

    against Black September and Palestinian Liberation Organisation personnel alleged to have been directly or indirectly involved in the 1972 Munich massacre, led to the Lillehammer affair. against top Palestine Liberation Organisation leaders in Beirut, 1973: Muhammad Najar, Kammal Adwan, and Kammal Nasser. [40] [verificação necessária] known by his nom de guerreAbu Jihad. One of the founders and Military Head of Fatah, killed in Tunis, 1988 [41] [verificação necessária] (Hamas bombmaker, "the Engineer") in Beit Lahya, Gaza, 1996. Ayyash was killed by a cell phone allegedly containing "50 grams of high-grade explosives." [42] [não na citação dada] (Hamas) in Jordan, 1997 (failed) [citação necessária] killed by a one-ton bomb during July 2002 in Gaza. Also killed were 11 civilians, including Shehadeh's wife and three sons, and four other children. [43][44] [não na citação dada] killed along with 7 other bystanders on Friday morning, 22 March 2004, when an AH-64 Apache helicopter fired Hellfire missiles as he exited a mosque in the al-Sabra neighborhood of Gaza. [45] [não na citação dada] [46] [não na citação dada]
  • Possible targeted killing: Imad Mugniyah, a senior Hezbollah commander, was killed in February 2008 in a car bomb. The Israeli Mossad is alleged to have been behind the killing. [47] [não na citação dada]
  • Possible targeted killing: Mahmoud al-Mabhouh, a senior Hamas commander and one of the founders of the al-Qassam Brigades, was killed in January 2010 by being electrocuted and/or drugged with succinylcholine, a quick-acting paralytic, and then suffocated in his room in a five-star Dubai hotel the Dubai police said that the Israeli Mossad was behind the killing. [48] [não na citação dada] [49] [não na citação dada] [50] [não na citação dada] [51] [não na citação dada]

During the First Intifada Palestinian uprising, the Palestinian human-rights group Al Haq condemned Israeli soldiers for what they described as "deliberate, cold-blooded. targeted" killings of Palestinians in the West Bank and Gaza Strip. [52] [ verificação necessária ] Human rights group Middle East Watch alleged in 1993 that interviewed Israeli soldiers had targeted often unarmed Palestinians, some under the age of 16, for "premeditated assassinations" or targeted killing, a charge denied by Israeli officials. [53] [ verificação necessária ] The allegations included the execution of Palestinians in custody. [54] [ verificação necessária ]

Controversy over targeted killings continued during the Second Intifada. Palestinians charged that individuals belonging to the group Hamas and shot in targeted killings were being assassinated. [ original research? ] [55] [ verificação necessária ] Israeli officials initially accepted responsibility for only some of the killings, and Israeli media termed the practice a "liquidations policy," whereas Palestinians called it "state terrorism." [56] [ verificação necessária ] In January 2001 Israeli officials confirmed "the practice of targeted assassinations." [57] [ não na citação dada ] Conflict in Israeli over the legality of the practice centered on the case of Dr. Thabet Thabet, assassinated as he left his home on New Year's Eve. Dr. Thabet was alleged by the Israeli military to be a senior local leader of Fatah and plotting attacks against Israelis in the West Bank. A dentist, Dr. Thabet was also a friend of many Israeli peace activists and considered one himself. Israeli activists called the killing "a crime," "Mafia-style," and "immoral." Ephraim Sneh, then Israeli Deputy Prime Minister, described the policy as "effective, precise and just." [57]

o Washington Post commented that Israeli policy of targeted killing during the Second Intifada expanded upon previous policies, targeting not only terrorists but also those thought to direct or coordinate them. [57] Another controversial killing, which occurred following the Bush Administration's condemnation of the practice, was that of Mahmoud Madani, a leader of Hamas shot while leaving a mosque in the Balata refugee camp. The Israeli military suspected Madani of plotting bombings in Israel. [58] [ verificação necessária ]

At that time, spokesman for the American State Department Richard Boucher condemned both violence by Palestinians and targeted killings by Israelis during a State Department news briefing. [59] American Secretary of State Colin Powell registered his opposition to "a policy of targeted killings" and the U.S. State Department urged Israel to stop them. [60]

Then Democratic Party senator Joseph Biden criticized the George W. Bush Administration for condemning the targeted killings the administration continued to oppose them. [61]


Obama's Drilling Plans Increase US Dependence on Foreign Energy (Pt. 2)-A Political Opening For GOP

On April 1st President Obama announced the expansion of oil and gas exploration off the coast of the southern US and in the Gulf of Mexico. In the same policy address, he made another announcement, one that raises concerns about America’s energy future. He declared off-limits Alaska’s northern coast, an area that studies have shown can supply America with a prodigious amount of oil and natural gas for years to come.

e360.yale.edu/content/feature.msp?id=2086

Secretary of the Interior Ken Salazar says Obama terminated energy development in these areas because of the "unanswered questions" about the environmental impact of drilling in the region’s Chukchi and Beaufort seas.. Salazar insists we need to engage in “the kind of scientific gathering that will give us the answers to some key questions." Geologists think such a rationale unsatisfactory. They contend that prior research has already determined that drilling will not harm the natural environment.

Salazar cited another quite different reason for not drilling off Alaska’s north coast. The Alaska region, he claims, is simply not as productive as everyone thinks! Such a conclusion would seem to fly in the face of an exhaustive 2008 US Geological Survey report which estimated that the Arctic Circle region holds 1.6 quadrillion ( 1600 trillion) cubic feet of undiscovered gas, 30% of the world's supply, and 83 billion barrels of undiscovered oil, 13% of the world's total.

Salazar believes that there is only the equivalent of 3 billion barrels of “economically recoverable” oil, loosely defined as oil worth the price per barrel to pursue.

Since the Obama speech the administration has moved to restrict drilling elsewhere. In response to complaints from environmentalists, the Bureau of Land Management announced it was going to delay a scheduled oil and natural gas lease sale in Montana and North and South Dakota to study the impact of potential greenhouse gases. o American Petroleum Institute says that this decision to factor greenhouse gases into the leasing decision takes BLM into “unchartered territory " and will delay or prevent much-need investment and development in the region.

The Administration is offering little hope that it will ever approve energy development of another major oil and gas repository, the Alaska National Wildlife Refuge. "The fact of the matter is that the Alaska National Wildlife Refuge is not on the map for exploration or development," Secretary Salazar said recently. "It never has been under President Obama.”

Obama clearly believes that we do not have to tap into our huge oil and gas reserves to solve our energy problems. He devoted much of his speech to praising alternative “clean and green” energy sources such as biomass, hybrid cars and advanced batteries. Delivering his address in an Air Force hangar, Obama directed the audience’s attention to a nearby fighter plane that “will be the first plane ever to fly faster than the speed of sound on a fuel mix that is half biomass.” If the Air Force can run on biofuels, Obama reasoned, so can the nation’s factories and homes.

The political ramifications of Obama’s decisions are enormous. The price at the gas pump has jumped from $2.00 to $3.00 since Barack Obama assumed the presidency. Political opponents will be quick to link any further increases in the price of gas to Obama’s unwillingness to tap into the Alaskan energy cornucopia. They will also point out that his decision to limit drilling in the nation’s Outer Continental Shelf will cost Americans jobs at a time when we desperately need job creation. De acordo com American Energy Alliance, opening the OCS will create

1.2 million jobs annually across the country and increase the GDP by $8 trillion.

From now until November, the GOP will most certainly remind Americans that the President is refusing to take the actions necessary to reduce energy dependence, lower gas prices, create jobs,

and shrink the national debt. A few days after the speech former Alaska Governor Sarah Palin , speaking at the Southern Republican Leadership Conference, mockingly described Obama’s drilling pronouncement as “stall baby stall,” not “drill baby drill.” At their national rallies the various Tea Parties slammed Obama’s reluctance to drill in the OCS and elsewhere. Libertarians, a growing force in both major parties, have broadened the debate to one over whether the Federal government is overstepping its Constitutional authority in telling states and private businesses where they can and cannot drill for oil, gas, and other minerals.

The President is correct that the US must develop a new generation of fuel sources. Unfortunately, biomass and windmills will not power the factories, cities, and homes of the American nation whose population will expand to 400 million by 2050. We must instead develop 21st century energy sources such as nuclear fusion, wireless energy technologies, as well as clean coal. We must also aggressively drill for the oil and natural gas in our Outer Continental shelf.

Without a pro-growth “expansionary” energy policy, the US cannot retain its position as global economic, political, and military leader.


The influence of Maoist thought

A deep strain of Maoist Thought has pervaded Barack Obama's influences throughout his life and persisted in appointments he has made as President.

SDS veteran and Progressives for Obama webmaster [57] Carl Davidson first met Barack Obama through the Chicago New Party, whose endorsement and campaign workers Obama sought and accepted in his run for the Illinois state senate in 1996. Davidson organized the October 2002 rally at Federal Plaza in Chicago [58] where Obama was established as a chief spokesperson for anti-US foreign policy. Davidson was a leading member of the October League (OL) and the Communist Party (Marxist-Leninist), or CP(M-L) [59] hailed by Chinese Communist Party chairman Hua Guofeng at banquet for CP(M-L) leaders in Beijing in 1977 as the semi-official Maoist party in the United States. Hua Guofeng declared the founding of the CP(ML) a “new victory of the Marxist-Leninist Movement in the U.S.” [60] Davidson is a longtime supporter of the VVAW [61] whose chief spokesman John Kerry charged American servicemen with war crimes. The VVAW worked in collusion with North Vietnam and the Vietcong to organize a domestic insugency [62] and the defeat of the United States in Vietnam. [63] In 2004 Davidson said, "the U.S government, at least over the past 50 years, has been the chief terrorist and sponsor of terrorism in the world." [64]

Obama appointed Anita Dunn as White House Communications Office Director in April 2009. In June 2009 Dunn publicly declared herself, before a group of high students, to be a deep admirer of Chairman Mao's political philosophy. Mao is recognized as the largest mass murderer ever on the planet. [65]

Obama appointee Van Jones was a founder [66] of the "often vulgar Maoist" [67] [68] organization STORM. STORM's own literature describes the organization as laying a foundation to build "Third World communism." The group studied Lenin's theories of the state, revolution, the party, and "the political ideas of Mao Tse-tung." [69] According to the document, the "growing Maoist orientation" within the group was a factor contributing to internal strife and the group's eventual dissolution. [70] The document states that in addition to "the basics of Marxism, including dialectical materialism," it conducted "a group reading of Mao's On Practice e On Contradiction" and "pushed at or went beyond the limits of the traditional Marxist canon, studying such topics as revolutionary feminism, the Palestinian liberation struggle, transgender liberation, methods of evaluation, self-care for cadre and revolutionary mass [community] organizing." [71] The group was extensively involved in the community organizing movement. [72] In 1992 the premier Maoist organization in the United States, the Revolutionary Communist Party (RCP) [73] and offshoot of SDS was instrumental in fomenting riots in Los Angeles in which 58 people were killed, and more than 2,300 injured in the wake of the trial of four police officers charged with beating Rodney King. [74] Van Jones traveled from Connecticut to be on hand and was arrested in the aftermath. [75] Van Jones is also a founding board member of Apollo Alliance for clean energy and so-called "green-collar jobs." [11] Jeff Jones is the New York State director of Apollo Alliance. [12] Jeff Jones was a member of the Maoist Action Faction of SDS and along with Ayers and Dohrn co-authored Prairie Fire: The Politics of Revolutionary Anti-imperialism based on the Sayings of Chairman Mao.

Obama Car Czar Ron Bloom declared himself in agreement with Chairman Mao and referred to the free market system as "nonsense." [76]

Obama fundraiser, personal friend, and former employer Dr. Bill Ayers' teaching curricula relies heavily on material that use Mao Zedong, Josef Stalin, Vladimir Lenin, and Fidel Castro as authoritative sources. [77] Ayers has been a committed Maoist since at least 1969. [78] Ayers is said to have ghost written part of Barack Obama's autobiography, Dreams From My Father. [79] Ayers was a leader in the SDS's Maoist "Action Faction" which became the Weather Underground (WUO). Ayers, Jeff Jones, and Mark Rudd of Progressives for Obama paid homage to Anna Louise Strong, author of the The Thought of Mao Tse-tung, [80] after purging deviationist elements from the SDS leadership in 1969. [81]

Ayers wife, former FBI Top Ten Most Wanted terrorist Bernardine Dohrn, worked in the Law Firm of Sidley Austin [82] in the late 1980s where Barack, Michelle Obama, and Dohrn first met. Dohrn participated in the purging of CPUSA elements from SDS leadership and declared the refurbished SDS leadership would be responsible for the correct Marxist-Leninist line and would exclude non-Maoist, "deviationist" views. Dohrn held the leadership position of Inter-Organizational Secretary in the SDS National Office. The Ayers/Dohrn faction of SDS formed the Weather Underground Organization. SDS Regional Community Organizer David Gilbert declared violent Third World revolution was the only way to achieve "world communism," the goal of WUO. [83]

ACORN founder Wade Rathke was an alumnus of the Maoist dominated Students for a Democratic Society (SDS). [84] Obama told ACORN "during the transition, we're going to be calling all of you in to help us shape the agenda. We're going to be having meetings all across the country with community organizations so that you have input into the agenda for the next presidency of the United States of America." [85]

o Honolulu Record, the newspaper Obama's mentor Frank Marshall Davis wrote for was accused of Maoist deviationism during the Sino-Soviet split by its CPUSA overlords. [86]