Podcasts de história

Rainier sch. - História

Rainier sch. - História

Rainier sch.

Rainier

(Sch .: t. 340, 1. 119'9 "; b. 26 '; dr. 8'6"; v. 5 k., Cpl. 41; a.
2 4 ", 2 mg.)

O primeiro Rainier, anteriormente Patrol and Angel, foi construído em 1917 em Portland, Oreg .; adquirido pela Marinha em 7 de junho de 1917 e comissionado em 30 de julho de 1917 em Mare Island, Califórnia, com o tenente Jame ~ auranee Kauffman no comando.

Durante a Primeira Guerra Mundial, Rainier foi designado para a Divisão 2, Frota do Pacífico, e designado para a Patrulha Mexicana. Ela operou nas águas do sul e da Baja Califórnia até 1.NIareh 1913.

Rainier descomissionado em 28 de maio de 1919 em Mare Island Navy Yard; foi retirado da lista da Marinha em 8 de setembro de 1919 e vendido em 5 de agosto de 1921 para E. W. Cullen, Alameda, Califórnia.


As histórias de Prescott

Uma pequena serraria foi construída originalmente aqui em 1883. Os operários viviam no que costumava ser conhecido como "Danby Landing". A área ficou conhecida como "Prescott" por volta de 1907, quando Edward L. Prescott construiu uma grande serraria. A Astoria and Columbia Railroad construiu uma estação de trem aqui para melhor atender a Beaver Lumber Company, operando em conjunto com a fábrica, que estava localizada na área agora chamada de Prescott Beach.

Do 28 de setembro de 1906 "Morning Astorian":

"O que será uma das serrarias mais modernas do rio Columbia agora está sendo construída rapidamente em Danby Landing, três milhas a leste de Rainier, pela empresa Beaver Lumber da qual E.L. Prescott da empresa Prescott Machinery de Portland, é presidente e R.F. Barker, ex-gerente da empresa Diamond Match em Chico, Cal., E um dos melhores moinhos da costa, é gerente geral. Lá a ferrovia está construindo uma central e a estação será chamada Prescott. A intenção é estar em operação em cerca de três meses. ”

Do "Oregon Daily Journal" de 14 de novembro de 1906:

"A cerca de 3 1/3 milhas de Rainier, apenas entre Rainier e Goble, uma nova estação surgiu, que promete em pouco tempo fazer uma pequena cidade agradável. Com o recente advento de um grande moinho, a empresa Beaver Lumber , vieram 40 homens como operários. Muitos deles já trouxeram suas famílias e estão se preparando para se estabelecer. A estação já recebeu um nome, sendo chamada Prescot."

Do dia 22 de fevereiro de 1907 "Morning Astorian":

"JE Quinn, da Beaver Lumber Company de Prescott, Oregon, estava em Astoria ontem a negócios. Ele relata que a grande nova fábrica quase concluída e estará pronta para funcionar em 1º de abril, ou assim que o novo hotel que a empresa está construindo estiver concluída. Esta é uma das usinas mais modernas e bem equipadas no rio Columbia e administrada pelo povo. Como prevemos, é um registro esplêndido. A usina está localizada a 5 km a leste de Rainer na A. & amp CRR, que estabeleceu uma estação lá. RF Barker, anteriormente da Diamond Watch Co., é o gerente geral. "

Do "Aurora Observer", 15 de maio de 1924:

"No domingo passado, o Sr. e a Sra. Geo. Miller e seu filho Alvin foram de carro a Prescott, Oregon, para visitar seu filho Geo. W e sua esposa. George é o cronometrista geral da Beaver Lumber Company em Prescott. Os Beaver Lumber Mills são localizado nas margens do rio Columbia. O negócio da empresa é bastante grande. Eles carregam madeira diretamente de suas próprias docas em navios à vela, principalmente para o leste, Nova York e outros pontos semelhantes. Grandes pilhas ou pilhas de madeira podem ser vistas em toda a fábrica, dando a entender que esta propriedade da fábrica é um bem importante para o Oregon, pois dá emprego a muitos trabalhadores. "

Da "Rainier Review", Christmas Edition, 1925:

"A pequena cidade de Prescott, três milhas a leste de Rainier, foi construída em torno do moinho da empresa Beaver Lumber. [A cidade] não é incorporada, mas tem uma população de cerca de 200 pessoas. Há 85 casas permanentes na cidade, a maioria dos quais pertence à empresa.

O local agora chamado de Prescott costumava ser conhecido como Danby’s Landing. Quando a fábrica foi construída, o nome foi mudado para Prescott, provavelmente porque a fábrica usa uma grande quantidade do que é conhecido como maquinário Prescott. A população da cidade está mudando, mas não varia de maneira considerável.

É mantida uma escola bem equipada de duas salas, com uma frequência de cerca de 50 pessoas. Opal Phelps e senhorita Laura Strickler são os professores. Os cultos da escola dominical são realizados todas as sextas-feiras à noite por uma das igrejas Rainier.

John Rupprath é responsável pela loja mantida pela madeireira. Ele também lida com a correspondência, embora George Miller seja oficialmente o postmaster. A empresa mantém um hotel, onde estão hospedados 110 homens. Sra. Dan Marshall e Sra. Marion Bacon estão no comando. Fred Bach conduz o salão de bilhar.

A empresa Beaver Lumber teve no ano passado o terceiro maior corte no rio, sendo superada apenas pela empresa Inman-Poulson e pela usina Westport. Em julho deste ano a fábrica foi fechada e foram feitos reparos que aumentaram a capacidade da fábrica. Atualmente, com turno diurno e noturno, o corte é em média entre 2,1 e 2,5 milhões de metros por mês. O corte foi em média de 175.000 por turno, com um turno diurno e noturno funcionando continuamente. Isso dá origem a uma folha de pagamento de $ 40.000 por mês, os dois turnos dando emprego a cerca de 330 homens.

Os homens empregados aqui são divididos de forma bastante igual entre aqueles que constroem suas casas ou alojam-se em Prescott e aqueles que vivem em outro lugar e dirigem para trabalhar lá. A fábrica emprega homens de todo o território ao redor de Rainier, de Goble, Beaver Homes e até mesmo de lugares distantes como Mayger, bem como de Rainier. Os homens dirigem para o trabalho todos os dias e moram em casa.

Nessa operação, a fábrica está usando aproximadamente 1.500 cavalos de potência, que é dividida igualmente entre vapor e eletricidade. Recentemente, a empresa Puget Sound Power & amp Light instalou uma linha especial para a fábrica direto da planta de Kalama, Wash., A fim de fornecer a energia necessária para as máquinas. Anteriormente, essa carga era retirada da linha que fornecia Rainier.

A empresa Beaver Lumber corta sua própria madeira, que é extraída e transportada do acampamento no vale do Nehalem para Scappoose, de onde as toras são transportadas para a fábrica. No Vale Nehalem, um acampamento madeireiro de seis lados é mantido, e uma estrada madeireira foi construída que é a única estrada deste lado de Linnton que entra no vale do outro lado da divisão. Isso é feito por meio de um grande túnel atrás de Scappoose. Esta estrada também é um meio de transporte comum em uma parte de seu comprimento.

Com suas próprias reservas de madeira e por meio de suas várias conexões, a empresa Beaver Lumber tem madeira suficiente para uma execução indefinida. "

Obrigado ao historiador do condado de Columbia, Lyn Topinka, Bibliotecas da Universidade de Oregon Eugene, OR e outros que pesquisaram e preservaram a história de Prescott, Oregon. Obrigado por nos permitir criar um link para seus sites.

Lewis e Clark

Lewis e Clark passaram a noite de 5 de novembro de 1805, perto de hoje Praia Prescott, Oregon. Nas anotações de Clark em seu primeiro rascunho, ele coloca o acampamento três milhas abaixo da foz do rio Kalama. Em 27 de março de 1806, em seu retorno rio acima, Lewis e Clark passam Praia Prescott e acampe rio acima perto da comunidade de Goble.

Do volume I da Sociedade Histórica do Condado de Columbia (1961).

A Sra. Minnie Fowler McCrae, filha de Frances Fowler, que ocupou 640 acres de terra onde Prescott agora está localizado é autoridade para o início da história desta área da seguinte forma:

Frances Fowler e sua esposa, Mary, vieram para o oeste de carroça coberta em 1865 e ocuparam terras do governo. Depois de entrar com o processo e se estabelecer aqui com sua família, a terra passou a ser deles em 1868 como uma reivindicação de doação de terras. Eles construíram sua casa no extremo sul da ilha. Mais tarde, ela foi preenchida entre a ilha e o continente no lado de Oregon do Columbia, então não é mais uma ilha.

Em 1883, uma pequena serraria foi construída onde hoje fica o cais de Graham, e casas foram construídas para os trabalhadores da serraria. A vila foi chamada de Danby. Depois de vários anos, a fábrica foi interrompida e as casas estavam vazias, quando Robert Graham e sua família chegaram aqui em 1900. Naquela época, Balfour e Guthrie de Portland eram os proprietários, tendo-o obtido pela execução de uma hipoteca que eles possuíam sobre a propriedade . Os Grahams compraram em 1901, 131 acres ao todo. Várias das casas antigas foram movidas juntas para formar o primeiro lar da família Graham, e outras das construções foram usadas por outras famílias. Entre eles estavam as famílias Ward, Furer e Ruby.

A ferrovia foi concluída para Astoria em 1898, e então foi mais fácil para os colonos daqui visitarem outras cidades ao longo do rio. Não houve estação aqui por algum tempo e eles tiveram que ir para Rainier para embarcar no trem.

Em 1906, a Beaver Lumber Co. comprou um terreno ao norte da propriedade Graham e iniciou suas operações em 1907, e Danby foi renomeado como Prescott.


Viciado em problemas

Rainier, ou como às vezes é conhecido: Alibi Juice, Carbonated Facial e Great Emancipator, foi originalmente fabricado em Seattle em 1884.

A empresa também era conhecida por empregar as mulheres mais bonitas da cidade para nadar nuas em meio à cerveja para dar um toque extra. Algumas dessas mulheres, em busca de maior liberdade econômica, também aceitaram outros empregos em Seattle. Isso provavelmente tinha algo a ver com o & # 8220Ring of Rainier, & # 8221 um conjunto distinto de feridas que circundavam a boca dos bebedores de Rainier na época.

Em 1901, a cervejaria foi vendida a um homem chamado Adolph Hitler & # 8212Wait, eu & # 8217m desculpe, eu não consigo ler minha própria escrita, na verdade diz que a cervejaria foi vendida a um homem chamado Kenneth Blumenthal. Sob a direção de Blumenthal & # 8217, a cervejaria cresceu e concentrou as vendas nos grupos marginais que mais a apreciavam: transitórios, vagabundos e mulheres. Por este mesmo motivo, as latas de cerveja Rainier começaram a ostentar o slogan, & # 8220Rainier: Seu primeiro passo para um lugar muito escuro. & # 8221

Blumenthal vendeu a cervejaria Rainier para um empresário da Califórnia que a vendeu como agente de goma de mascar.

Cinco anos depois, o mesmo empresário da Califórnia foi morto em um pátio de trem por Charlie Chaplin no primeiro filme de rapé comédia do mundo, antes que alguém percebesse que não deveria haver filmes de rapé comédia. A horrível filmagem foi reeditada e se tornou o delicioso clássico de Chaplin & # 8220The Tramp. & # 8221 Logo depois, Rainier foi vendido para uma empresa em Seattle.

Em 1927, para reduzir custos, Rainier começou a ser feito com água do Rio Duwamish, um rio conhecido por suas muitas qualidades & # 8220pudding & # 8221. Alguns temiam que isso alterasse o sabor de Rainier, já que peixes vomitando continuamente uma combinação de DDT, fibra de vidro e pregos enferrujados constituem 3% do Duwamish. Mas quaisquer preocupações com relação a Rainier foram dissipadas quando as autoridades de saúde perceberam que 4% da Duwamish é na verdade cerveja Rainier causada, claro, por descarte industrial, mas principalmente por micção descuidada.

Em 1934, Rainier foi vendido brevemente como & # 8220Goodnight Medicine for Overactive Children. & # 8221 Essa prática foi interrompida quando crianças hiperativas começaram a esfaquear pessoas para & # 8220 Goodnight Medicine for Overactive Children. & # 8221

Em 1951, o primeiro Rainier foi exportado para o Japão. O Japão mandou tudo de volta.

Em 1967, uma sessão de fotos publicitárias para Rainier coincidiu com um motim no centro da cidade. Desnecessário dizer que um homem vestindo uma fantasia de lata de Rainier foi atirado por uma janela de vidro por saqueadores. Isso influenciou o novo slogan impresso em latas e garrafas, & # 8220Rainier: Não queremos problemas. & # 8221

Entre 1975 e 1977, devido a reclamações, o Center for Disease Control listou a cerveja Rainier como um vírus. Ele tinha um lugar no refrigerador de amostras do CDC & # 8217s entre a raiva e o raquitismo. Durante esse tempo, as latas de Rainier foram forçadas a carregar um adesivo do Sr. Yuck.

Em 1980, uma segunda cervejaria Rainier foi inaugurada em Newark, New Jersey, para aumentar a distribuição nacional da cerveja & # 8217s. Este foi fechado semanas depois, quando se descobriu que, dada a escolha, ninguém mais no país escolheu Rainier.

Em 1999, quando as fábricas de cerveja estavam sendo transferidas para Olympia, um vendedor de cerveja, que é basicamente como um vendedor de carros sem um centímetro de alma, me disse que Rainier não seria mais produzido com xarope de milho. Além disso, os cervejeiros iriam & # 8220 tentar mais arduamente & # 8221 Acho que a cerveja sofreu como resultado de ambas as decisões.

Ao longo dos anos, sempre houve o boato de que Rainier está cheio de agentes cancerígenos. Eu & # 8217d tenho que perguntar a você, & # 8220O que não & # 8217t cheio de cancerígenos? & # 8221 E então você & # 8217d dizer & # 8220Mais coisas & # 8221 e então eu & # 8217d mudar de assunto.

Rainier agora é feito em Irwindale, Califórnia, com água de Irwindale, Califórnia. Alguns dos destaques de Irwindale, Califórnia? Guy Lancelot & # 8217s Museum of the American Drinking Straw por exemplo. O cinema de 99 centavos é o outro.

Rainier é fabricado no estacionamento de um Irwindale Jack in the Box por pessoas que podem escolher entre recolher o lixo na estrada ou fabricar a cerveja Rainier. Você pode sentir sua aversão ao trabalho em cada gole.

Olhando para trás na longa história de Rainier & # 8217s em Seattle, é difícil imaginar os dois separados. Pode ser legalmente considerado um veneno, mas é um veneno local.

Portanto, gostaria de fazer um brinde ao rápido retorno de Rainier e ao conhecimento de que, como um centavo ruim ou herpes, Rainier sempre voltará.


HistoryLink.org

Esta História do Povo da Escola Secundária Rainier Beach foi tirada de Building for Learning: Seattle Public School Histories, 1862-2000 por Nile Thompson e Carolyn J. Marr. Esse livro, publicado em 2002 pelas Escolas Públicas de Seattle, compilou perfis de todos os prédios de escolas públicas que haviam sido usados ​​pelo distrito escolar desde sua formação por volta de 1862. Os perfis do livro estão sendo disponibilizados como Histórias do Povo em HistoryLink.org cortesia das Escolas Públicas de Seattle. Deve-se notar que estes ensaios são de 2000. Alguns dos edifícios perfilados são históricos, alguns de safra recente e muitos já não existem (novos nomes e edifícios não incluídos nestes perfis de 2000 foram adicionados), mas cada um joga ou desempenhou um papel importante na educação da juventude de Seattle.

Rainier Beach High School

Os planos para uma combinação de escola secundária e secundária na seção sudeste da cidade foram iniciados em 1957. Uma parte do local foi comprada da cidade de Seattle em agosto de 1958. Durante os estágios de planejamento, a escola era conhecida como Southeast Seattle Junior -Escola Secundária. Seu nome é uma homenagem a Samuel Gompers, um notável pioneiro do movimento trabalhista, mas o nome foi dado a uma escola profissionalizante (ver Rainier). As plantas arquitetônicas apresentadas em 1959 apresentavam duas alternativas de edificação, com ou sem auditório e ginásio. Depois de muita polêmica, o auditório foi retirado dos planos por questões financeiras.

Naquela época, considerou-se que uma instalação combinada para as séries 7-12 seria adequada para muitos anos vindouros. A Escola Secundária Rainier Beach Junior-Senior foi inaugurada em setembro de 1960 com 845 alunos do ensino médio e 412 alunos do ensino médio. Como era a prática ao abrir novas escolas de segundo grau em Seattle, não havia turmas do último ano e apenas uma pequena turma do terceiro ano ingressou no primeiro ano. Em 1967, a escola estava superlotada, com 2.159 alunos alojados em um prédio projetado para 1.500. O diretor, Don Means, exortou o distrito escolar a estabelecer uma instalação separada para os alunos mais jovens. A Escola Média Modelo começou em portáteis nos terrenos de Rainier Beach em setembro de 1970. No primeiro ano, apenas alunos da 7ª série frequentaram a escola média no ano seguinte, ela compreendia as séries 7ª-8ª. A escola secundária mudou-se para um novo edifício permanente chamado South Shore em dezembro de 1973. Em setembro seguinte, a American Indian Heritage School mudou-se para os portáteis em Rainier Beach.

Em 1968, Rainier Beach e suas escolas primárias alimentadoras desenvolveram um programa individualizado de ensino fundamental e médio que se tornou um modelo para escolas do interior da cidade. Este programa incluía currículo não graduado em algumas disciplinas, pequenos grupos de professores, orientadores e alunos que monitoravam o progresso individual e um programa alternativo. Em 1969, Rainier Beach foi selecionada para participar do projeto internacional Model Schools. As atividades dos alunos, incluindo clubes e atletismo, tornaram-se parte da tradição em evolução da escola. Ao longo dos anos, o time de basquete masculino tem se saído excepcionalmente bem, vencendo o campeonato estadual 3-A e depois o campeonato 2-A em 1988.

Durante as décadas de 1980 e 1990, uma política distrital que limitava a porcentagem de matrículas de minorias em qualquer escola significava que alguns residentes do bairro não podiam frequentar a escola. Essas diretrizes, que foram colocadas em vigor para se qualificar aos benefícios federais, estão agora sendo relaxadas para permitir uma maior participação local na escola.

Vários programas inovadores se originaram em Rainier Beach. De 1975 a 1983, os alunos de uma classe de aviação construíram um avião experimental que acabou sendo leiloado por mais de US $ 3.000. A Boeing Company tem sido um parceiro ativo neste e em muitos programas de tecnologia subsequentes. O outono de 1990 marcou o início de uma Academia Modelo de Ensino que prepara os alunos para a faculdade e uma carreira na educação, uma das cinco academias no país. Hoje, o programa DECA em educação de marketing é o principal programa de negócios do distrito, com alunos ganhando prêmios estaduais e nacionais. Também em Rainier Beach, a Belief Academy para alunos com deficiências de aprendizagem e comportamentais tem usado técnicas de ensino integradas para criar um ambiente de aprendizagem positivo. Rainier Beach também foi a primeira escola do distrito com um Centro de Saúde para Adolescentes, inaugurado em 1988.

Um tão aguardado Centro de Artes Cênicas foi inaugurado no outono de 1998. Como o auditório original nunca havia sido construído, esta escola magnética de artes visuais e performáticas finalmente ganhou instalações de primeira classe. O novo auditório oferece um palco de última geração e assentos confortáveis. Uma cobertura externa e uma praça de entrada realçam a aparência das paredes curvas azuis do centro.

Nome: Rainier Beach Junior-Senior High School
Localização: 8815 Seward Park Avenue S
Edifício: tijolo de 2 andares
Arquiteto: John W. Maloney
Local: 21,6 acres
1960: Nomeado em 9 de março, inaugurado em 7 de setembro
1972: Tornou-se Rainier Beach High School
1998: Centro de Artes Cênicas inaugurado

Rainier Beach High School em 2000
Matrícula: 786
Endereço: 8815 Seward Park S
Apelido: Vikings
Configuração: 9-12
Cores: azul e laranja
Jornal: O Escudo Viking
Anual: Valhalla

Este ensaio faz parte da coleção História do Povo da HistoryLink. As histórias das pessoas incluem memórias pessoais e reminiscências, cartas e outros documentos históricos, entrevistas e histórias orais, reimpressões de publicações históricas e atuais, ensaios originais, comentários e interpretação e expressões de opinião pessoal, muitos dos quais foram enviados por nossos visitantes. Eles não foram verificados por HistoryLink.org e não representam necessariamente suas opiniões.

Distrito Escolar Público de Seattle

Vista aérea, Rainier Beach School, Seattle, 1965

Cortesia das Escolas Públicas de Seattle (021-1)

Rainier Beach School High, Seattle, 2000

Foto de Mary Randlett, cortesia das Escolas Públicas de Seattle (021-82)

Entrada, Centro de Artes Cênicas, Escola Secundária Rainier Beach, Seattle, 2000

Foto de Mary Randlett, cortesia das Escolas Públicas de Seattle (021-84)

Fontes:

Nile Thompson e Carolyn J. Marr, Building for Learning: Seattle Public School Histories, 1862-2000 (Seattle: Seattle Public Schools, 2002).


Rainier começou na década de 1870 como uma parada na linha ferroviária do Pacífico Norte entre Kalama, Washington e Tacoma. Situado entre as pradarias de ‘dez al quelth’ - Lushootseed para "o melhor até agora" - foi nomeado devido à sua vista do Monte Rainier. [5] Em 1890, Albert e Maria Gehrke foram os primeiros colonos permanentes a se apropriarem de Rainier. Mais tarde naquele ano, uma loja e uma agência dos correios foram estabelecidas por Henry Harmer, que se estabeleceu com sua esposa Jessie e filhos no rio Deschutes perto de Rainier. [5] Rainier foi oficialmente lançado em 1891. [6]

Em 1896, a primeira escola em tempo integral da comunidade, bem como uma igreja luterana foram construídas por Albert Gehrke e seus dois irmãos, Theodore e Paul [5]. Os prédios são agora marcos históricos estaduais. [7]

Em 1906, a Bob White Lumber Company foi inaugurada, trazendo prosperidade para a área por meio da extração de madeira e serraria. [5] Outras madeireiras, como Deschutes, Gruber and Docherty e Fir Tree, também foram logo atraídas para a área. No final da década de 1920 e início da década de 1930, várias dessas fábricas e muitos dos edifícios locais foram destruídos por uma série de incêndios, levando muitos residentes a procurar trabalho na Madeira Weyerhaeuser nas proximidades de Vail, que agora é uma cidade fantasma. [5]

A população de Rainier em 1940 era de 500. [8] Em 1941, o Guia WPA para Washington descreveu Rainier como "o centro social para fazendeiros e madeireiros da vizinhança, embora suas fábricas fechadas e casas vazias a marquem como uma cidade madeireira fantasma". [8]

Rainier foi oficialmente incorporado em 23 de outubro de 1947. [9]

De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área total de 1,73 milhas quadradas (4,48 km 2), toda ela terrestre. [10] Em termos de cobertura do solo, 18% (179 acres) da cidade é urbana, 27% (267 acres (1,08 km 2)) é florestada e 55% (540 acres (2,2 km 2)) é coberta com vegetação e solos não florestais. [11]

O clima de Rainier tende a ser relativamente ameno. Embora a temperatura tenha atingido um recorde de 104 Fahrenheit em 1981, a temperatura média do mês mais quente, agosto, é de 25 ° C. [12] Da mesma forma, enquanto a temperatura baixa recorde era de -8 ° F em 1979, a temperatura média de janeiro, o mês mais frio, é de 32 Fahrenheit. [12] Com uma média de 8,13 polegadas de chuva, novembro é o mês mais chuvoso. [12] Rainier tem uma média de aproximadamente 50 polegadas de precipitação por ano. [13]

População histórica
Censo Pop.
1950331
1960245 −26.0%
1970382 55.9%
1980891 133.2%
1990991 11.2%
20001,492 50.6%
20101,794 20.2%
2019 (estimativa)2,287 [3] 27.5%
Censo Decenal dos EUA [14]
Estimativa de 2018 [15]

Edição do censo de 2010

De acordo com o censo [2] de 2010, havia 1.794 pessoas, 656 domicílios e 484 famílias residindo na cidade. A densidade populacional era de 1.037,0 habitantes por milha quadrada (400,4 / km 2). Havia 717 unidades habitacionais com uma densidade média de 414,5 por milha quadrada (160,0 / km 2). A composição racial da cidade era 90,7% branca, 1,2% afro-americana, 1,2% nativa americana, 1,1% asiática, 0,1% das ilhas do Pacífico, 1,1% de outras raças e 4,6% de duas ou mais raças. Hispânicos ou latinos de qualquer raça eram 5,0% da população.

Havia 656 domicílios, dos quais 40,1% tinham filhos menores de 18 anos morando com eles, 54,1% eram casais vivendo juntos, 13,4% tinham uma chefe de família sem marido presente, 6,3% tinham um chefe de família do sexo masculino sem esposa presente, e 26,2% eram não familiares. 20,3% de todos os domicílios eram compostos por indivíduos e 5,6% tinham alguém morando sozinho com 65 anos ou mais. O tamanho médio da casa era 2,73 e o tamanho médio da família era 3,11.

A mediana de idade na cidade era de 37,1 anos. 26,1% dos residentes tinham menos de 18 anos, 7% tinham entre 18 e 24 anos 28,2% tinham de 25 a 44 anos, 29,2% tinham de 45 a 64 anos e 9,4% tinham 65 anos ou mais. A composição de gênero da cidade foi 49,7% masculino e 50,3% feminino.

Edição do censo de 2000

De acordo com o censo de 2000, havia 1.492 pessoas, 530 domicílios e 410 famílias residindo em Rainier. A densidade populacional era de 922,8 pessoas por milha quadrada (355,6 / km 2). Havia 551 unidades habitacionais com uma densidade média de 340,8 por milha quadrada (131,3 / km 2). A composição racial da cidade era 92,56% branca, 0,54% afro-americana, 1,81% nativa americana, 0,74% asiática, 0,27% ilhéu do Pacífico, 0,80% de outras raças e 3,28% de duas ou mais raças. Hispânicos ou latinos de qualquer raça eram 3,89% da população.

Havia 530 domicílios, dos quais 40,9% tinham filhos menores de 18 anos morando com eles, 61,9% eram casais vivendo juntos, 10,9% tinham uma mulher chefe de família sem marido presente e 22,5% não eram familiares. 17,7% de todos os domicílios eram compostos por indivíduos e 4,5% tinham alguém morando sozinho com 65 anos ou mais de idade. O tamanho médio da casa era 2,82 e o tamanho médio da família era 3,17.

Na cidade, a distribuição etária da população mostra 30,6% menores de 18 anos, 7,0% de 18 a 24 anos, 32,1% de 25 a 44 anos, 21,8% de 45 a 64 anos e 8,6% de 65 anos ou Mais velho. A idade média foi de 34 anos. Para cada 100 mulheres, havia 98,4 homens. Para cada 100 mulheres com 18 anos ou mais, havia 95,5 homens.

A renda média de uma família em Rainier era de $ 42.955, e a renda média de uma família era de $ 44.226. Os homens tiveram uma renda média de $ 34.609 contra $ 27.375 para as mulheres. A renda per capita da cidade era de $ 16.636. Cerca de 6,6% das famílias e 6,8% da população estavam abaixo da linha da pobreza, incluindo 6,8% dos menores de 18 anos e 6,8% dos maiores de 65 anos.

Rainier possui oito hectares de parques. [16] No centro da cidade, o Veterans Memorial Park é dedicado a "todos os veteranos, pessoal da ativa, reservistas das forças armadas e membros da polícia e dos bombeiros, e qualquer indivíduo ou grupo que sirva nossa comunidade e país. " [17]

Perto dali, o Wilkowski Park é o local do Rainier Roundup, o festival anual de música bluegrass da cidade que ocorre no quarto fim de semana de agosto. [18] [19] Ao lado do parque, a trilha Yelm – Tenino conecta as cidades de Yelm, Rainier e Tenino em uma via pavimentada para caminhantes e ciclistas. [20]

Outros parques em Rainier incluem Gehrke Park, Holiday Park e Raintree Park. [16]

O governo de Rainier é composto por um prefeito e um conselho municipal. Em 2017, Robert Shaw tornou-se prefeito de Rainier. [21] O conselho da cidade em 2010 consistia dos membros do conselho Kristin Guizzetti, George Johnson, Tom Arnbrister, Jonathan Stephenson e Everett Gage. [22] Outros cargos governamentais em Rainier incluem o de administrador municipal, escrivão, tesoureiro, procurador municipal, chefe dos bombeiros e diretor de obras públicas.

Rainier é servido pelo Rainier School District. O distrito consiste em uma escola primária, uma escola secundária e uma escola secundária. Em maio de 2017, o número de matrículas do distrito era de 847 alunos, ministrados por 49 professores. [23] Em 2017, o superintendente do distrito era Bryon Bahr. [23]

Em maio de 2017, a Rainier Elementary School atendia 372 alunos, do jardim de infância ao quinto ano, com Rita Meldrum como diretora. [23] A matrícula da Rainier Middle School, que atende da sexta à oitava série, foi de 186 em 2017, com o diretor em 2017 sendo John Beckman. [23] A Rainier High School, também servida pelo diretor John Beckman, incluiu 252 alunos do nono ao décimo segundo ano em 2017. [23] [24]

Sob a corporação sem fins lucrativos da Rainier Area Building Community, no início do século 21, a Rainier Historical Society começou a restaurar a escola histórica de Rainier, que foi construída em 1915, e a convertê-la em um centro comunitário conhecido como Lifelong Learning Centro. [25] Em 2005, o Rainier Food Bank foi inaugurado no local, servindo clientes às quartas-feiras e sábados. [26] Um brechó também foi inaugurado, com os lucros indo para financiar os custos operacionais do edifício. Uma galeria de arte e salas de reuniões públicas se seguiram. Em novembro de 2009, a Biblioteca Voluntária Rainier abriu no centro, apresentando uma coleção de livros doados disponíveis para empréstimo. [27] Uma parceria com a Biblioteca Regional Timberland trouxe a adição de um quiosque de computador e a capacidade de pegar livros reservados do sistema de Biblioteca Regional Timberland na Biblioteca Voluntária Rainier. [28] No outono de 2011, o banco de alimentos, sob o nome de Rainier Emergency Food Center, mudou-se para uma igreja próxima devido a questões de segurança na escola histórica. O prédio, que havia estado perto de ser demolido, foi devolvido ao bairro escolar para servir de escritório em 2015, ano de seu centenário, e a biblioteca e brechó foram fechados. [29]

Rainier hospeda vários eventos anuais. Em agosto, o Rainier Roundup Days inclui um desfile da comunidade e um festival de música bluegrass. [18] [19] Também em agosto, a Rainier Community & amp Alumni Celebration é realizada para homenagear todos os antigos e atuais residentes de Rainier. [30] A comunidade hospeda regularmente o Relay for Life, durante o qual, ao longo de um período de 18 horas, os participantes caminham ao redor da pista do colégio para arrecadar dinheiro para a American Cancer Society. [31] [32]


Rainier Scholars Stats

  • 100% de acadêmicos concluem o ensino médio a tempo e prontos para a faculdade
  • 99% de bolsistas são admitidos em pelo menos uma instituição de quatro anos
  • 90% dos bolsistas devem obter um diploma universitário dentro de um período de cinco anos
  • 90% de estudiosos vêm de uma família sem um diploma universitário

A University Prep tem atualmente 41 Rainier Scholars, mais do que qualquer outra escola independente de tamanho semelhante.


Outras maneiras de dar

Presentes de Correspondência de Funcionários

Maximize sua doação entrando em contato com o departamento de recursos humanos para saber se seu empregador tem um programa de doações correspondentes. Entre em contato conosco se tiver alguma dúvida sobre os pedidos correspondentes.

Nomeie Rainier Scholars em sua vontade ou confiança

Uma das maneiras mais simples de apoiar o Rainier Scholars é por meio do seu testamento ou do Revocable Living Trust. Ao nos incluir em seus planos imobiliários, você pode especificar que seus ativos sejam direcionados para Rainier Scholars. Se você incluir Rainier Scholars em seus planos imobiliários, por favor, informe-nos de sua generosidade para que possamos agradecê-lo pessoalmente. Entendemos que seu presente não é vinculativo e que você pode alterar seu plano de propriedade a qualquer momento.

Criar uma designação de beneficiário

Você pode nomear Rainier Scholars como beneficiário de sua apólice de seguro de vida ou contas de aposentadoria. Além de fornecer vantagens fiscais potenciais, as designações de beneficiários são uma maneira rápida e conveniente de fazer um presente.

Para obter mais informações sobre doações planejadas, envie um e-mail para nosso Diretor de Desenvolvimento.

A oferta de liderança ajuda a sustentar nossa organização e apóia nossos acadêmicos em toda a sua jornada.

O crente

Financia a visão, ajudando os acadêmicos a se enxergarem na faculdade e na carreira

O explorador

Apoia acadêmicos do ensino médio, à medida que eles começam a explorar a faculdade, a liderança e os caminhos de carreira

$10,000

O Líder Emergente

Financia atividades de liderança em escolas de ensino médio e desenvolvimento de carreira

$15,000

The Scholar

Lança um bolsista da 5ª série em uma trajetória universitária com a fase de Enriquecimento Acadêmico de 14 meses

$25,000

O graduado

Fornece suporte holístico durante os anos do ensino médio e da faculdade, culminando na formatura da faculdade

$60,000

The Changemaker

Financia um aluno em uma jornada de mudança de vida, da 5ª série até a formatura da faculdade


Rainier sch. - História

MaryAnn Brookhart se lembra do dia em 1964 quando seus pais deixaram seu irmão de 12 anos, Gregory Paul, na Escola Rainier para deficientes físicos em Buckley, Washington. Ela tinha 17 anos e insistiu em cavalgar com eles.

"Eles o tiraram do carro e algum tempo depois voltaram sem ele e nenhuma palavra foi dita - nunca", disse Brookhart.

Daquele dia em diante, a Escola Rainier foi a casa de Gregory, enquanto seus pais e 10 irmãos moravam a cerca de uma hora de distância em Tacoma, Washington.

Inicialmente foi traumatizante, disse Brookhart. Nas ocasiões em que visitou o irmão, que era não-verbal e com diagnóstico de "retardo mental" grave, ele parecia internado e "espancado". But over the years, Brookhart came to accept that the state-run Rainier School was where her brother belonged.

"I finally got to that place where it was the only place for him, and it was good," Brookhart said.

By the 1970s, more than 4,000 developmentally disabled people were served in six state institutions spread across Washington, according to the Department of Social and Health Services.

Over the decades, that population fell dramatically as a national movement took hold to deinstitutionalize people with disabilities. But Gregory remained at the Rainier School. Year after year. Decade after decade.

As demand fell, institutions began to close. In the early 1990s, the state shuttered the Interlake School near Spokane, Washington. In 2011, the Frances Haddon Morgan School in Bremerton, Washington, also closed.

Today, most of the state's 50,000 developmentally disabled clients live in the community. Roughly 600 of those people remain in the state's four remaining residential habilitation centers.

Beginning in the late 1990s, after her mother died, Brookhart started visiting her brother regularly at the Rainier School from her home in University Place, Washington. Six years ago, she became his legal guardian.

And then last March, a letter arrived in the mail that changed everything.

The letter said the federal government was decertifying the unit that Gregory lived in and that he needed to relocate.

"It was absolutely so frightening," Brookhart said.

The idea of her brother having to move after more than half a century — 55 years — at the Rainier School seemed overwhelming.

The closure of PAT A, one of three residential facilities at the Rainier School, affected 87 residents. Many of them, like Gregory, lived there for decades. One resident lived there 76 years.

As the weeks passed and the reality set in, Brookhart began to have a change of heart. She credits a counselor at the Rainier School, David Klingensmith, for patiently addressing the family's fears for Gregory. Klingensmith also referred Brookhart to the Family Mentor Project, where she met other families whose loved ones had made the transition out of state institutions.

Over time, Brookhart's sense of dread was replaced by hope for her brother.

Beginning in April, the state began moving five to 15 clients a month out of the closing unit. About half went to state-operated nursing facilities at the Fircrest Residential Habilitation Center in Shoreline, Washington, and Lakeland Village in Spokane, Washington.

The remaining residents were moved into group homes in the community. Gregory was a candidate for placement in one of those homes.

In July, the family learned where he was going. Gregory was assigned to a State Operated Living Alternatives home located on a golf course in Lacey,Washington, near Olympia. He would live with three other clients from the Rainier School, including his best friend. The home is staffed around-the-clock by state employees.

After renovations were made to accommodate the special needs of the clients, Gregory and his housemates moved in earlier this month. As with any move, Brookhart said her brother had to get used to his new surroundings. But so far it's going well — extremely well.

"I've been up there four times and I'm blown away [by] how happy Greg is," Brookhart said. "Never did I think he could make it through this huge move."

One sign of his happiness: Brookhart said when she used to visit her brother at the Rainier School he'd use hand signals to let her know he wanted to go for a ride in the car. But now he doesn't ask anymore. Instead, he wants to explore his new neighborhood in his wheelchair.

"It's a miracle," Brookhart said.

There's also something else Brookhart has noticed. The neighbors have been warm and welcoming to Gregory and his housemates. It wasn't always that way.

"Sixty years ago, neighbors didn't want anything to do with my brother," Brookhart said. "It's beyond wonderful."

According to the state, 69 clients have been moved so far from PAT A at the Rainier School. Eighteen clients remain. The deadline to have them all out is Sept. 30, 2019.

Gregory turns 67 next week. For the first time since he was 12, he will celebrate his birthday in his own home.


Capital próprio

Rationale:
The Administration of the Rainier School District acknowledges that culturally diverse and underserved populations within public school&rsquos systems must receive equitable treatment, at that these factors should not be a predictor of overall student outcomes. The Rainier School District will address the gaps that continue to exist because of history, current, or institutional practices that do not take into account the value of the diversity of our student body and community. It is a benefit to the entire Rainier Community when an emphasis is placed on the success of each and every child. The School District has a collective responsibility, and should be accountable, to ensure that children of every race, national origin, language, religion, gender, sexual orientation, gender identity or expression, socioeconomic status, and ability, reach their full potential.

The Beliefs and Commitments of the Rainier School District continue to be:

  • Learning is vital and necessary for ALL.
  • Staff, family and community working together contribute to the success of each student.
  • Education creates an informed citizen that is informed of his/her strengths.
  • Learning requires a safe and caring environment.

Therefore, we are committed to:

  • Providing a diverse and respectful learning environment.
  • Ensuring a collaborative atmosphere where students actively participate and take ownership for their learning.
  • Setting high expectations for ALL.
  • Providing a creative and motivating environment where students are able to take risks and explore their potential.

The Rainier School District aspires to provide respectful and relevant learning environments that include diversity, as well as create schools where students, families, community members, and employees feel welcome and supported. Culturally diverse factors including race, socio-economic status, gender, sexual orientation, gender identity or expression, and ability should not be a predictor of student success.

District Response:
The district will prioritize eliminating barriers created by disparity and disproportionality through the following actions:

  • Provide ongoing professional development opportunities on cultural awareness and literacy.
  • Implement and train staff on the use of the equity decision making tool.

Equity in District and Systems Operations:

  • Continue the development and implementation of the equity decision making tool.
  • Collect, analyze and use disaggregated data (where legally allowable and appropriate), with impact on cultural diversity as a focus.
  • Identify institutional barriers and transform policies and practices that lead to over-representation of students from underserved populations, including, but not limited to discipline and special education.
  • Identify institutional barriers and transform policies and practices that lead to under-representation of students from underserved populations, including, but not limited to Highly Capable, accelerated learning, and advanced courses at the Middle School level for High School Credit.
  • Recognize and empower the families of underserved students to become partners for student success.
  • Conduct annual reviews of institutional practices and goal setting for equity and addressing gaps in cultural diversity and underserved populations.

Cross Reference School District Policies:
3205 Sexual Harassments of Students Prohibited
3205P Procedure
3207 Prohibition of Harassment, Intimidation or Bullying
3210 Nondiscrimination
3210P Procedure
3211 Gender-Inclusive Schools
3211P Procedure


June 18th 2021 - Notice of Chlorine Shortage

The City of Rainier was informed of the potential for a shortage of Chlorine in the region for the drinking water system on June 17th.

Staff immediately assessed the situation. The city has a reserve of 30 to 40 days supply. The staff with the approval of the Mayor stopped all irrigation of City properties to reduce the demand for chlorine.

Arrangements have been made to work with the supplier to maintain a minimum amount to keep the drinking water system safe.

The city does not use chlorine at the wastewater plant. The disinfection process for the wastewater is with ultraviolet light.

Voluntary reductions for irrigation and other non-essential uses would help bridge the gap until the supply is restored.

City RV Park Closed

At its Monday, May 3 meeting, the city council voted unanimously to indefinitely close the city's RV Park property at 696 West A Street. This closure came at the recommendation of city staff.

Letter to Governor Brown May 3, 2021

Elected officials throughout the county signed off on the letter, which went to the governor in protest of the county being placed back in the high risk category.

Honoring Richard Sanders

Rainier City Councilor Richard "Rick" Sanders passed away the evening of April 18, surrounded by loved ones.

Sanders was a 25-year resident of Columbia County, with 15 of those being in Rainier. He served in the U.S. Coast Guard and U.S. Coast Guard Reserve and was an honorably discharged veteran.

Following his military service, Sanders spent most of his career working for Portland General Electric. He dedicated much of his post-retirement life to public service, with stints on Rainier's Planning Commission and Budget Committee.

Sanders successfully ran a write-in campaign for a City Council seat in the November 2018 election. He served on the council ever since.

In his spare time, Sanders enjoyed being with his grandchildren, recreational boating and riding his motorcycle. The flag at Rainier City Hall is at half mast in his honor. There will be a moment of silence for Sanders at the council's May 3 meeting.

Local Matters on KLTV


Mayor Jerry Cole and City Administrator W. Scott Jorgensen appeared on the March 31 edition of Local Matters on KLTV.

Click the link below to watch the video:

COVID-19 Vaccine at Senior Center March 19, 2021

The Rainier Senior Center is going to start giving the COVID vaccine on Thursday, March 25 and every other Thursday after that.

To get placed on the list, call the center at 503-556-3889 from 9:30 to 10:30 a.m. or noon to 1 p.m.

There is no waiting list for people to get the vaccine. The list is prioritized by age and people with illnesses going first.

RAINIER MAYOR'S TASKFORCE FOR COVID VACINATIONS Mar 17, 2021

Have you tried finding a Covid Vaccination but are having a hard time figuring it out?

Please call City Hall between the hours of 09:00 AM and 5:00 PM Monday through Friday and leave your contact information with staff. A local dedicated volunteer on the Taskforce will help you schedule a vaccination.

Please note we do not give the vaccination.
We will do our best to help you find one.

Road Closure


The portion of 1st Street between the 500 and 600 blocks
has been temporarily closed to through traffic.

NOTICE: Rainier City Hall Re-Opens March 1 Feb 25, 2021

Rainier City Hall will be re-opened to the public March 1 for its usual operating hours of 9 a.m. to 5 p.m., Monday through Friday.

The library will resume its regular hours of 9 a.m. to 4:30 p.m. Tuesdays, Wednesdays and Thursdays, 10:30 a.m. to 4:30 p.m. on Fridays and 10:30 a.m. to 2:30 p.m. on Saturdays. It will be closed Sundays and Mondays. No more than six patrons will be allowed inside the library at any given time.

Sand Bags Available


Sand bags and sand are available free to the public and located at the city's waste water treatment plant at 690 West A Street and across from the Fire Department at the intersection of West 2nd and C streets. Residents are asked to bring their own shovels.

The City has Partnered with Service Line Warranties of America (SLWA)

The City has partnered with Service Line Warranties of America (SLWA), a provider of home emergency repair solutions to homeowners nationwide, to offer Exterior Water Service Line Coverage and Exterior Sewer/Septic Line Coverage to Rainier homeowners.

Many homeowners are not aware that they are responsible for certain repairs. For example, many Americans don't know that they are responsible for repairs to water service and sewer/septic lines on their private property. Many homeowners are not prepared to handle the high costs of unexpected water service or sewer/septic line breakdowns.

Optional plans from SLWA can help protect you from the potentially expensive repair costs of water and sewer/septic lines inside and outside your home.

You can visit www.slwofa.com or call 1-844-257-8795 for more information or to sign up for coverage.

Project Planned for West 4th to West 3rd Between E and F Streets

The City is planning on conducting a project from West 4th to West 3rd between E and F Streets. This project includes the lining and repair of the main sewer line, the replacement of the water line with a six inch line, fire hydrants and service lines to the water meters, storm drainage and resurfacing of the road with payment approximately 28 inches in width.

Planning for the project is currently underway, and the inspection of the sewer line and requests for quotes have been submitted.

The water line replacement is estimated to take place in the fall of 2020. Repair of the sewer line would then follow in November or December of that year. Storm drainage work would occur around January 2021, with road preparation and paving anticipated two months afterward, with the streets ready to be paved by June 2021.

For more information, call Public Works Director Sue Lawrence at 503-396-1736 or City Hall at 503-556-7301.

Small Business Resources: Letter From the Mayor Apr 15, 2020

Small Business Resource Page
To assist our business community, up to date information will be posted as it becomes available.

"I am offering the time and effort of city staff and its resources to assist you as much as possible in accessing this imminently needed aid. If you find you need assistance in applying for a loan or grant or assistance cutting through the red tape that is an inevitable part of these programs, city staff will do its best to help"

Rainier, Oregon Mayor Jerry Cole has declared a state of emergency Mar 16, 2020

Rainier, Oregon Mayor Jerry Cole has declared a state of emergency for the city of 2,000 residents that sits along the Columbia River in Columbia County.

The declaration will not only streamline assistance to residents and businesses to weather the unprecedented viral outbreak, but allow the city government to expedite actions needed to protect individuals and businesses in the city as well as use special procedures to expedite the purchase of goods and services needed by city departments to maintain safety, health, and wellbeing in Rainier.

"I want to assure everyone that Rainier is as safe, secure and protected as possible during this challenging time of COVID-19. This infection is being more fully understood every day, and more specific preventative measures are being formulated daily. Until we understand the full picture of the disease and the best responses to it, we must follow the broad preventative measures as directed by the President, Congress, our Governor, Columbia County, and State health officials."

"While these declarations are often used by cities when there is major disruption from a highly visible natural disaster such as a flood or earthquake, we are now threatened by in invisible and sometimes lethal threat," said Mayor Cole. "We have little experience with a contagion and what damages it may bring to our community and how long the measures needed to attempt to stem its rapid growth may take. This declaration, along with those of the President and the Governor, are part of a coordinated effort that will aid in our ability to tap into outside resources and ease the process to receive any possible Federal reimbursement for costs incurred."

"I ask that you all help us by following the guidelines, rules and recommendations that the City, County, State and Federal governments issue - these are the best directives to keep you safe and to limit the impacts of COVID-19," said Cole. "There is information and links to the Small Business Administration and the CDC on the city website, cityofrainier.com that are strong resources available 24 hours a day."

The declaration took effect at midnight on March 16, 2020 and will stay in effect through April 30, 2020.

Keep Up to Date on COVID-19 at CDC Website Mar 16, 2020

Developments on the spread, treatment, and social restrictions surrounding the COVID-19 outbreak change rapidly. The Centers for Disease Control have put into action a comprehensive website with information and news on prevention, treatment, the spread of the virus and much more.
https://www.cdc.gov/coronavirus/2019-nCoV/index.html

Guidance for Businesses and Employers Mar 16, 2020

Guidance for Businesses and Employers to Plan and Respond to Coronavirus Disease 2019 (COVID-19)

Health and government officials are working together to maintain the safety, security, and health of the American people. Small businesses are encouraged to do their part to keep their employees, customers, and themselves healthy.

There are applications for low-interest loans, information about Small Business Administration Products and Resources, as well as Guidance for Businesses and Employers during this time.

Of particular interest to small businesses in our area is the following:


Assista o vídeo: Historia Kills Her Father u0026 Sees Some Of His Memories. Attack on Titan: Season 3 (Novembro 2021).