Vesta

Vesta era a deusa da lareira, do lar e da vida doméstica na religião romana (idenitificada com a deusa grega Héstia). Ela foi a primogênita dos titãs Cronos e Reia e, como as outras, foi engolida por seu pai. Quando seu irmão Júpiter (o Zeus grego), que conseguiu escapar do apetite de seu pai, libertou seus irmãos, Vesta foi a última a ser libertada (porque foi a primeira a engolir) e, portanto, é considerada a mais velha e a mais jovem dos Deuses. Ela era muito bonita e atraiu a atenção de Apolo e Netuno, que lutaram por sua mão. Vesta rejeitou os dois, entretanto, e implorou a Júpiter que permitisse que ela permanecesse virgem para sempre. Quando ele consentiu com isso, Vesta ficou satisfeito e cuidou de sua casa e lareira; identificando-a assim com a vida doméstica, mas, mais importante, com a tranquilidade doméstica.

O fogo da lareira na casa dos antigos romanos não era apenas essencial para cozinhar alimentos e aquecer água, mas também servia de ponto de encontro para a família e, com o tempo, tornou-se associado ao espírito daquela família particular reunida em torno daquela lareira particular . A palavra latina para 'coração' é foco que, é claro, é usado em inglês para designar um centro ou atividade de interesse. A lareira em Roma era certamente um desses centros de atividade e o fogo que queimava ali era o mais importante. Sacrifícios aos deuses do lar eram feitos pelo fogo e lançados nas chamas. Quando se saía de casa em uma viagem de negócios ou mesmo de férias, carregava-se um pouco do fogo da lareira para manter a casa fechada, mesmo quando fora. Além disso, a dificuldade de fazer ou transportar o fogo tornou a lareira que queima constantemente um elemento vital na casa, bem como nos edifícios públicos. Vesta, portanto, junto com os espíritos domésticos da Penates, Painéis e Lares, era uma deusa reverenciada em todos os estratos da sociedade romana, visto que ela literalmente "mantinha as fogueiras acesas" desde o apartamento mais modesto até a villa mais grandiosa.

No santuário de Vesta, no Fórum Romano, um incêndio queimou perpetuamente e foi atendido pelas Virgens Vestais.

No santuário de Vesta no Fórum Romano, um incêndio queimou perpetuamente e foi atendido pelas Virgens Vestal (latim: Vestales) O incêndio foi renovado anualmente em 1º de março (que originalmente era o ano novo romano) e o santuário não estava aberto ao público, exceto durante os dias de festa de Vesta (7 a 15 de junho, conhecido como o Vestalia) quando as matronas podiam visitar descalças e com humildade. Quando o Vestalia ao final, houve uma varredura cerimonial do santuário e foi considerado um momento de azar e presságios hostis até que as varreduras fossem realizadas no rio Tibre ou em determinado local combinado na cidade. Esperava-se que as virgens vestais permanecessem castas durante todo o seu mandato como servas de Vesta e a punição por não fazê-lo era ser enterrada viva ou, em um caso notável, ter chumbo derretido derramado garganta abaixo.

Vesta é sempre retratada como uma mulher totalmente vestida acompanhada de seu animal favorito, o asno. Visto que Vesta era a deusa do lar, ela também era a deusa padroeira dos padeiros da cidade e, como o burro virava a pedra de moinho para moer o trigo para o pão, o animal tornou-se intimamente associado à deusa. Ela também é frequentemente retratada segurando uma chaleira (um símbolo da lareira) e também flores cortadas (simbolizando a domesticidade). Como a deusa Bastet na crença egípcia, Vesta prestava um serviço especial às mulheres, mas era popular entre os dois sexos. Ela era a protetora de Roma no sentido de que cuidava e mantinha as casas de cada um de seus cidadãos. De todas as divindades romanas, apenas Vesta foi concedida a honra de clero em tempo integral dedicado exclusivamente a seus ritos.

As virgens vestais mantinham o fogo sagrado aceso em seu templo e cuidavam de sua lareira em gratidão por sua caridade e cuidado com o povo. Eles foram dissolvidos em 394 EC pelo imperador cristão Teodósio I, que também proibiu a adoração de Vesta junto com os outros deuses dos pagãos e fechou as escolas e templos. Depois de quase mil anos de observância em Roma, o fogo sagrado de Vesta foi extinto e a nova fé cristã instituiu seus próprios rituais.

História de amor?

Inscreva-se para receber nosso boletim informativo semanal gratuito por e-mail!


  • 4 Vesta tem um diâmetro de cerca de 525 quilômetros / 326 milhas.
  • O asteróide constitui cerca de 9% da massa do cinturão de asteróides.
  • Em comparação com outros asteróides, Vesta é ligeiramente maior do que Pallas, no entanto, é 25% mais massivo.
  • Entre os outros protoplanetas rochosos remanescentes, Vesta é o único com um interior diferenciado, muito semelhante ao que formava os planetas terrestres.
  • Este asteróide colossal foi descoberto em 1807 pelo astrônomo alemão Heinrich Wilhelm Matthias Olbers.
  • Por causa de inúmeras colisões, Vesta perdeu vários fragmentos de si mesmo há cerca de dois bilhões de anos.
  • Existem duas crateras enormes no hemisfério sul de Vesta, o que evidencia isso.
  • Esses eventos não acontecem sem criar mais causalidades. Muitos dos destroços caíram na Terra como meteoritos howardita-eucrita-diogenita.
  • Esses destroços têm sido uma enorme fonte de informações sobre a composição de Vesta.
  • Vesta é também o asteróide mais brilhante visível da Terra, tendo uma magnitude aparente de 5,1 a 8,48.
  • A magnitude absoluta do asteróide foi estimada em 3,20.
  • Vesta foi classificado como um objeto celeste tipo V espectral.
  • As temperaturas em Vesta foram calculadas em 85 K no mínimo e 270 K no máximo.
  • A órbita de Vesta está inteiramente dentro da de Ceres.
  • A distância máxima de Vesta do Sol é ligeiramente maior do que o comprimento mínimo de Ceres do Sol.
  • A famosa espaçonave Dawn entrou na órbita de Vesta em 2011 e partiu um ano depois para continuar sua missão ao maior asteróide conhecido por nós, Ceres.

Vesta é um dos quatro maiores asteróides, sendo os outros Ceres, Pallas e Hygiea. É o primeiro asteróide a ser visitado por uma nave espacial, e é o asteróide mais brilhante no céu noturno, às vezes sendo visível até a olho nu.

É designado como 4 Vesta, pois é o quarto asteróide descoberto. O nome Vesta vem da mitologia romana, ela era a deusa do lar e do lar. O homem que deu o nome ao asteróide foi o matemático alemão Carl Friedrich Gauss.

Ele desempenhou um papel considerável na descoberta de Vesta e, como tal, recebeu a honra de nomear o objeto celeste. Outra razão pela qual ele nomeou foi porque o astrônomo alemão Heinrich Olbers que já nomeou e descobriu Pallas e Ceres em 1801-2, entregou-lhe esta honra.


Veneração Vestal

De acordo com autores romanos, o culto foi fundado por Numa Pompilius, um rei romano semimítico que governou por volta de 715 a 673 a.C. Ao contrário da maioria dos cultos religiosos romanos, a adoração de Vesta era dirigida por mulheres. A lareira era sagrada para esta deusa, uma das três principais deusas virgens de Roma (as outras duas sendo Minerva e Diana). Os ritos que cercam as vestais permaneceram relativamente fixos desde a época da República Romana até o século IV d.C.

Seis sacerdotisas virgens foram dedicadas a Vesta como oficiosas de tempo integral que viviam em sua própria residência, o Atrium Vestae no Fórum Romano. A longa tradição das vestais deu aos romanos um traço reconfortante de continuidade e pode explicar a forma circular tradicional do Templo de Vesta, um estilo associado a cabanas rústicas no passado remoto da cidade.

Este local de adoração, que ficava ao lado do Átrio, era onde as sacerdotisas cuidavam do fogo sagrado da deusa. Uma vez por ano, em março, eles reacendiam o fogo e garantiam que permanecesse aceso no ano seguinte. Sua tarefa era séria, pois o fogo estava ligado ao destino de sua cidade, e a negligência traria desastre para Roma.

Para se tornar uma vestal foi a sorte do sorteio. Captio, o processo pelo qual as meninas eram selecionadas para deixar suas famílias e se tornarem sacerdotisas, também é a palavra latina para “captura” - uma frase reveladora que evoca o sequestro de mulheres para noivas que ocorreu na Roma arcaica. Registros de 65 a.C. mostram que uma lista de vestais em potencial foi elaborada pelo Pontifex Maximus, a autoridade religiosa suprema de Roma. Os candidatos deveriam ser meninas com idades entre 6 e 10 anos, filhos de pais patrícios e livres de defeitos físicos e mentais. Os candidatos finais foram então selecionados publicamente por sorteio. Uma vez iniciados, eles prestaram juramento ao serviço de Vesta por 30 anos.

Ao serem selecionados, sua vida foi passada no Atrium Vestae em uma família substituta, presidida por vestais mais velhas. Além de hospedagem e alimentação, eles tinham direito a guarda-costas de lictores. Nos primeiros 10 anos, eles foram iniciados, ensinados pelas sacerdotisas mais velhas. Então, elas se tornaram sacerdotisas por uma década antes de assumirem as funções de mentor das iniciadas nos últimos 10 anos de seu serviço.

Treinando os noviços

Depois de sorteados lotes da lista de meninas que poderiam servir a Vesta, as iniciadas eram levadas ao Atrium Vestae, onde seu treinamento começaria. O treinamento era supervisionado pela sacerdotisa chefe, a Vestalis Maxima, que estava sob a autoridade do Pontifex Maximus. Os primeiros 10 anos foram gastos com treinamento para suas funções. Eles passariam a segunda década administrando ativamente os ritos, e os dez últimos anos foram gastos treinando noviços. A castidade das sacerdotisas era um reflexo da própria saúde de Roma. Embora derramar o sangue de uma virgem para matá-la fosse um pecado, isso não impedia a aplicação de punições corporais severas. O historiador do primeiro século Plutarco escreve: “Se essas vestais cometem qualquer falta menor, são puníveis apenas pelo sumo sacerdote, que açoita o ofensor”.

Dinheiro público e doações para a ordem financiaram o culto e as sacerdotisas. Em Roma, religião e governo estavam intimamente ligados. A organização do estado espelhava de perto a da instituição romana básica: a família. O centro da vida da casa romana, ou domus, era o lar, cuidado pela matriarca para o bem de sua família e marido. Da mesma forma, as vestais cuidaram da chama de Vesta para o bem do estado.

Ao contrário de outras mulheres romanas, as vestais gozavam de certos privilégios: além de poderem possuir propriedades e gozar de certas isenções fiscais, as vestais foram emancipadas da propriedade de suas famílias patria potestas, poder patriarcal. Eles poderiam fazer seus próprios testamentos e testemunhar em um tribunal sem serem obrigados a prestar juramento.


Vesta Curries

Embora o curry seja o prato nacional dos britânicos atualmente, nos anos 1960 e 1970, quando o fish & amp chips ainda era a refeição favorita da Grã-Bretanha, comer curry era o auge da ousadia culinária.

Mostrou que você tinha uma paleta sofisticada e mundana.

No entanto, não foi particularmente fácil conseguir um curry. Na verdade, a única maneira real de saciar seu desejo por algo picante era ir ao supermercado local e comprar um Vesta.

Este era um curry DIY que estava disponível em uma variedade de sabores & # 8211 nenhum dos quais era particularmente quente ou parecido com curry.

A caixa continha saquinhos de pó colorido que você preparava colocando-os em uma panela de água fervente e mexendo.

O resultado final foi um ensopado marrom brilhante que parecia e tinha gosto de merda. E o que fazia sua cozinha feder como uma fossa de Calcutá.


Asteróide Vesta tem uma história colorida

O enorme asteróide Vesta é o segundo maior corpo do cinturão de asteróides. É tão grande, na verdade, que muitos o consideram mais como um planeta do que apenas mais uma protuberância rochosa. Existem boas razões para considerá-lo semelhante a um planeta: Mas para dois impactos massivos que quase explodiram a coisa (voltaremos a isso mais tarde), Vesta seria aproximadamente esférico e, entre outras coisas, suas entranhas são diferenciadas - ele tem um núcleo, manto e crosta. Assim como a Terra, Marte e Vênus.

Se Júpiter não tivesse se formado, e sua enorme gravidade não tivesse agitado o cinturão de asteróides em perpétua desintegração, é possível que Vesta tenha crescido e se tornado um verdadeiro planeta próprio. Mas Júpiter apareceu, e Vesta congelou em uma espécie de estágio de semente de planeta embrionário. É uma relíquia do início do sistema solar e um alvo valioso para cientistas que buscam aprender mais sobre como nossa vizinhança planetária tomou forma.

Até recentemente, porém, não sabíamos muito sobre Vesta, exceto que era grande, parecia estar faltando um pedaço de seu pólo sul e tinha doado pedaços de si mesmo para o bom planeta Terra (algo como um sexto dos meteoritos que caíram na Terra são fragmentos de Vesta).

Não foi até 2011 que a imagem completa do protoplaneta começou a surgir (mesmo as melhores imagens do Hubble eram coleções borradas de pixels). Foi quando a intrépida nave Dawn da NASA, encarregada de explorar dois dos mundos do cinturão de asteróides, deu um zoom para ver de perto. Dawn passou mais de um ano orbitando o protoplaneta de 525 quilômetros de largura. Ele mapeou a superfície de Vesta, mediu seu campo de gravidade e tirou imagens detalhadas antes de seguir para seu próximo alvo.

Quase assim que a espaçonave chegou a Vesta, ela retransmitiu imagens para a Terra que intrigaram os cientistas. Correndo ao longo do equador de Vesta havia vales enormes comparáveis ​​em tamanho ao Grand Canyon. Parecia que algo havia agarrado a rocha, colocado uma das mãos no pólo norte e a outra no sul, e pressionado o protoplaneta entre as palmas. Mais tarde, a equipe de Dawn descobriria que um impacto massivo reverberou tão poderosamente em Vesta que estava realmente deformado e agora exibe as cicatrizes ao longo do equador.

Esse impacto, que ocorreu há mais de um bilhão de anos, foi o segundo de duas colisões cataclísmicas no pólo sul de Vesta. O primeiro, há cerca de dois bilhões de anos, criou a bacia de Veneneia, que mede cerca de 400 quilômetros de diâmetro. O segundo destruiu a cratera ferida, esculpindo a bacia de impacto Rheasilvia com 500 quilômetros de largura na primeira.

Quando a poeira das colisões baixou, o pólo sul destruído de Vesta cresceu uma enorme montanha. Estendendo-se por 180 quilômetros e se erguendo a 25 quilômetros da base da cratera, o pico Vestal é realmente enorme.

Como Vesta sobreviveu a tal violência não está claro. Mas as cicatrizes dos impactos estão por toda parte - incluindo aquelas fraturas equatoriais - e aqui na Terra, na forma de fragmentos que caíram como meteoritos.

Impactos menores e menos intrusivos criaram marcas em grande parte da superfície de Vesta, que é extremamente variada em tonalidade e textura. Manchas escuras como carvão estacionadas ao lado de áreas brancas brilhantes intrigaram os cientistas, que se perguntaram como o asteróide veio a ser pintado com tons tão variados. E como esse material misterioso e escuro acabou no Vesta de cor mais clara?

Acontece que ele foi deixado lá por outros asteróides - asteróides escuros conhecidos como condritos carbonáceos. Os cientistas resolveram esse enigma recentemente ao caracterizar os minerais presentes nas manchas escuras de Vesta (parte deste trabalho envolve a geração de imagens como a acima, onde as cores correspondem a diferentes composições químicas). Nessas manchas escuras, eles detectaram a serpentina mineral, que só se forma em condições específicas. Coisas como erupções vulcânicas e o aquecimento, derretimento e recongelamento de Vesta à medida que se formou teriam destruído a serpentina - mas o impacto de um asteróide não. Além disso, a equipe suspeita que a maioria das marcas escuras de Vesta se originou do asteróide que criou a cratera Veneneia (este trabalho confirma uma hipótese anterior envolvendo asteróides).

Existem outras características desconcertantes na superfície de Vesta, incluindo pequenos regos que podem ter sido escavados pela água.

Enquanto os cientistas trabalham para resolver esses mistérios restantes, Dawn está ocupada acelerando em direção ao seu próximo alvo, Ceres. O maior de todos os mundos no cinturão de asteróides, Ceres é um planeta anão genuíno, um pedaço de gelo que é muito diferente do Vesta seco e empoeirado. Quando Dawn chegar na primavera de 2015, será a primeira espaçonave enviada para orbitar dois corpos distintos no sistema solar - e a primeira a espreitar Ceres.

“Depois de mais de dois séculos de estudo telescópico, o maior corpo entre o Sol e Plutão ainda não visitado por uma espaçonave está prestes a ser revelado”, disse o engenheiro-chefe da Dawn e diretor de missão Marc Rayman, do Laboratório de Propulsão a Jato.

Dawn mapeará a superfície de Ceres e buscará pistas sobre como este mundo gelado se formou, antes de encerrar sua missão em 2016.

O ato final da espaçonave não será um mergulho dramático na superfície de seu planeta-alvo, como algumas das outras espaçonaves da Terra fizeram. Ceres é potencialmente um mundo úmido e rico em minerais - que poderia, em teoria, sustentar a vida. Contaminar Ceres com qualquer coisa da Terra seria excepcionalmente irresponsável.

Então, quando o combustível de Dawn acabar e suas mensagens para a Terra cessarem, ela ficará para sempre em órbita ao redor de Ceres.

“A espaçonave permanecerá um monumento celestial silencioso à curiosidade humana, criatividade, engenhosidade e paixão pela aventura e conhecimento”, diz Rayman. “Ele permanecerá em órbita ao redor de Ceres com a mesma certeza que a lua permanece em órbita ao redor da Terra ou a Terra permanece em órbita ao redor do sol.”


Kilmer House

Como leitores da Kilmer House - e Site popular do The Duct Tape Guys - sabe, a fita adesiva foi inventada por uma empresa operacional da Johnson & amp Johnson em resposta a um pedido dos militares dos EUA por uma fita impermeável à base de tecido durante a Segunda Guerra Mundial. Mas você já se perguntou porque o Exército fez esse pedido, e quem teve a ideia original da fita adesiva? Bem, não se pergunte mais, graças à leitora da Kilmer House Kari Santo, cuja bisavó Vesta Stoudt teve a ideia que levou à fita adesiva.

Conheça Vesta Stoudt, cuja ideia levou à fita adesiva! Foto do The Chicago Sunday Tribune, 24 de outubro de 1943

Na década de 1940, Vesta Stoudt, mãe com dois filhos que serviam na Marinha, foi trabalhar na Green River Ordnance Plant entre Dixon e Amboy, Illinois, para fazer sua parte para ajudar seus filhos e seus companheiros militares. Então Vesta conseguiu um emprego na Green River inspecionando e embalando cartuchos usados ​​para lançar granadas de rifle que foram usados ​​por soldados do Exército e da Marinha. Os cartuchos foram embalados onze em uma caixa, e as caixas foram presas com fita adesiva e enceradas para torná-las impermeáveis ​​e à prova de umidade. As abas da caixa foram seladas com fita de papel fino e uma lingüeta da fita foi deixada solta para que pudesse ser puxada para liberar o revestimento de cera à prova d'água e abrir a caixa. O problema era que a fita de papel fino não era forte o suficiente e as abas frequentemente se rasgavam quando os soldados as puxavam para abrir as caixas de munição, deixando-os freneticamente lutando para abrir as caixas sob o fogo inimigo. Vidas estavam em risco - incluindo a vida de seus filhos. Então, Vesta Stoudt veio com uma solução: selar as caixas com uma fita à prova d'água forte, à base de tecido, em vez da fita de papel fino. Vesta levantou a questão com seus supervisores, mas, embora eles achassem que era uma boa ideia, ela não estava chegando a lugar nenhum com a implementação. Aqui está o que Vesta Stoudt disse:

“Eu sugeri que usássemos uma fita de tecido forte para fechar as costuras e fazer uma aba da mesma. Funcionou bem, mostrei a diferentes inspetores do governo e eles disseram que estava tudo bem, mas nunca consegui que mudassem a fita ”. [Cópia da carta original de Vesta Stoudt ao presidente Franklin Delano Roosevelt, 10 de fevereiro de 1943, cortesia de Kari Santo]

Portanto, Vesta Stoudt fez o que qualquer outra mãe com dois filhos na Marinha faria: escreveu uma carta ao presidente Franklin Delano Roosevelt descrevendo o problema e contando-lhe sua ideia sobre como corrigi-lo.

Carta de Vesta Stoudt para o presidente Franklin Delano Roosevelt, 10 de fevereiro de 1943, cortesia de Kari Santo

"Agora, seu filho, meu filho e o filho do nosso vizinho devem puxar essa fita de alguma forma, talvez com os dentes ou a faca, se ele tiver a sorte de ter uma chance em dez de ele não ter nenhuma." [Cópia da carta original de Vesta Stoudt ao presidente Franklin Delano Roosevelt, 10 de fevereiro de 1943, cortesia de Kari Santo]

Aqui está o diagrama do problema que Vesta esboçou em sua carta:

O desenho de Vesta Stoudt da questão da guia da caixa de munição, de sua carta ao presidente Roosevelt.

“Eu sugeri que usássemos uma fita de tecido forte para fechar as costuras e fazer uma aba da mesma. Funcionou bem, mostrei para diferentes inspetores do governo, eles disseram que estava tudo bem, mas eu nunca consegui que trocassem a fita. Eu tenho dois filhos lá fora em algum lugar, um na Ilha do Pacífico e o outro com a Frota do Atlântico. Você também tem filhos no serviço. Não podemos decepcioná-los, dando-lhes uma caixa de cartuchos que leva um minuto ou mais para abrir, o inimigo tirando suas vidas, que poderia ter sido salva. Se a caixa tivesse sido colada com uma fita de tecido forte que pode ser aberta em uma fração de segundo. Eu não sabia a quem escrever para o Sr. Presidente, então escrevi para você esperando por seus meninos, meus meninos, e cada homem que usa a granada de rifle, que este pacote de cartuchos de rifle possa ser colado com a fita correta. ” [Cópia da carta original de Vesta Stoudt ao presidente Franklin Delano Roosevelt, 10 de fevereiro de 1943, cortesia de Kari Santo]

Presidente Franklin Delano Roosevelt, foto de domínio público cortesia do Wikimedia Commons

Foto de domínio público de Franklin Delano Roosevelt, cortesia de Wikimedia Commons

Roosevelt enviou a carta de Vesta ao Conselho de Produção de Guerra em Washington, DC, e apenas algumas semanas depois, em março, ela recebeu uma série de respostas de chefes da organização dizendo que sua ideia seria considerada como sendo encaminhada ao divisão apropriada e eles esperavam que ela lhes enviasse quaisquer outras ideias que tivesse no futuro e, finalmente, que sua recomendação para a nova fita tivesse sido aprovada e fosse “de mérito excepcional”.

Carta para Vesta Stoudt, 26 de março de 1943, do The War Production Board em Washington D.C., informando-a de que sua ideia para fita adesiva havia sido aprovada. Carta cortesia de Kari Santo.

Por causa da longa experiência da Johnson & amp Johnson na fabricação de fitas adesivas cirúrgicas, o War Production Board pediu a Johnson & amp Johnson para fazer a fita, que foi batizada de “Duck Tape” porque, segundo a história, era 1) à prova d'água, como um pato e 2) era feita com tecido de algodão pato. A fita logo ficou conhecida como “Fita 100 Milhas por Hora” nas forças armadas e, por ser forte e à prova d'água, os soldados a usaram para consertar quase tudo. Vesta Stoudt recebeu uma carta do presidente Roosevelt e ganhou o prêmio War Worker do Chicago Tribune por sua ideia e persistência.

General Robert Wood Johnson uniformizado durante seu mandato como chefe da Smaller War Plants Corporation em Washington, D.C. na década de 1940, de nossos arquivos.

O general Robert Wood Johnson, que era presidente da Johnson & amp Johnson na época, teria apreciado a criatividade, iniciativa e recusa de Vesta Stoudt em aceitar um "não" como resposta a serviço de salvar vidas. (Afinal, foi essa mesma motivação que levou o pai e os tios de Johnson a fundar a Johnson & amp Johnson em 1886 para fazer o primeiro produtos cirúrgicos esterilizados produzidos em massa para salvar a vida dos pacientes.)

Fita adesiva: o resultado de uma mãe tentando ajudar seus filhos - e os filhos de todos os outros - durante a Segunda Guerra Mundial.

Vesta Stoudt mostrou que uma pessoa com uma ideia pode fazer a diferença, e todos que serviram - e continuam servindo - nas forças armadas têm com Vesta uma dívida vital de gratidão. E para os leitores que adoram fita adesiva, mas cujas vidas não dependem dela, da próxima vez que você consertar uma cadeira de jardim, a base de um ventilador (um uso real de fita adesiva por este blogueiro!), Ou fazer um duto carteira de fita ou vestido de baile, dedique um minuto para agradecer a Vesta Stoudt por esta peça indispensável da vida moderna.

E um grande obrigado à bisneta de Vesta, Kari Santo, por enviar a história incrível de sua bisavó para compartilhar no blog.


O significado de Vesta na astrologia

Vesta é um planeta bebê importante (recentemente reclassificado) em seu mapa astrológico de nascimento pessoal. Nós a associamos com o Virgens vestais da Roma Antiga, que adorava Vesta em seu templo, sob a autoridade de apenas um homem, o Pontifex Maximus. O ambiente totalmente feminino e os problemas de poder e controle com o homem responsável nos dão um significado para Vesta & # 8217s.

Essas foram seis mulheres escolhidas a dedo, escolhidas pelo Pontifex Maximus (o sacerdote chefe de Roma) e, após a época de Augusto, de 27 aC-14 dC, pelo próprio imperador. Eles tinham entre seis e dez anos. Eles tinham que estar livres de deformidades físicas ou mentais. Eles tiveram que concordar em ser virgens por pelo menos 30 anos & # 8211 após os quais foram libertados.

O professor Corey Brennan, da Academia Americana em Roma, diz: & # 8220Eles não tinham família, estavam totalmente sozinhos. Isso era exclusivo para as mulheres em Roma, & # 8221 acrescentando que & # 8220 elas também eram limitadas por suas posições como guardiãs do fogo sagrado & # 8221.

Vesta governava o fogo e os romanos pensavam que, enquanto as virgens mantivessem a chama viva, Roma estaria protegida. Permitir que o fogo sagrado se extinguisse faria com que a vestal responsável fosse despojada e espancada.

O historiador romano Livy documenta casos em que vestais foram condenadas à morte. A virgem vestal Minucia foi acusada de ter & # 8220 um amor impróprio pelo vestuário & # 8221, enquanto outras foram mortas com base no testemunho de escravos do templo. A história nos diz que mais de um foi enterrado vivo. No entanto, estranhamente, as virgens levavam vidas privilegiadas e recebiam uma pensão substancial de Roma. Ao contrário de outras mulheres romanas, elas não eram propriedade de seus pais ou maridos.

VESTA E SATURNO & # 8211 FILHA E PAI

A astrologia é baseada em uma árvore genealógica romana, e Saturno é o pai de Vesta. Talvez não seja surpreendente. Ele é um símbolo de medo e os Vestales estavam, sem dúvida, vivendo com medo em seu templo. Ao mesmo tempo, os homens morriam de medo de serem acusados ​​de fazer sexo com qualquer um deles & # 8211 a punição era terrível. Não admira que algo tão básico como um triângulo amoroso, ou ciúme dentro de um casamento, possa desencadear um sentimento tão terrível e cru. Um arquétipo muito antigo está sendo acionado sempre que Vesta está foragido.

Esse arquétipo percorreu todo o caminho desde a Roma Antiga até a Idade Média e hoje, nos tempos modernos & # 8211, quando o adultério ainda pode encerrar um casamento e muitas profissões ainda são dominadas pelas mulheres, mas com superiores homens no comando. Em seu mapa natal, você verá Vesta simbolizado por um minúsculo símbolo de fogo & # 8211 a chama sagrada. Vesta é sobre o & # 8216heat & # 8217 que pode surgir em ambientes exclusivamente femininos onde há competição pela aprovação ou atenção masculina. Este asteróide requer tratamento especial, a menos que você queira ser enviado de volta à Idade Média nos dias sombrios antes que homens e mulheres descobrissem a política de gênero.

COMO VESTA SE APRESENTA NO SEU HORÓSCÓPIO

Às vezes, um homem se casa com uma mulher e começa uma família, apenas para descobrir que acabou cercado por mulheres & # 8211 com filhas, em vez de filhos. Também é comum encontrar Vesta em profissões dominadas por mulheres, como revistas femininas (com um editor homem no topo) ou em companhias aéreas, onde um piloto do sexo masculino pilota o avião e o número de comissárias é maior. Este é o gráfico de Sir Richard Branson, abaixo. Ele nasceu com Vesta aos 10 Touro (o signo que rege o negócio), Hygiea aos 10 Sagitário (o signo que rege as viagens) e Diana aos 9 Aries (o signo que rege a autopromoção). Até sua companhia aérea é chamada Virgem. Ele é freqüentemente mostrado se promovendo na companhia de mulheres, no plural. A marca Virgin & # 8217s há muito está associada às suas atendentes glamorosas, em massa. Às vezes, a astrologia pode ser impressionante, é tão literal!

O horóscopo de Richard Branson mostra Vesta com 10 Touro, Hygiea com 10 Sagitário, Diana com 9 Áries.

POLÍTICA DE GÊNERO E VESTA NOS SINAIS E NAS CASAS

Por placa e casa, Vesta mostra onde você encontrará a política de gênero. Situações com um homem & # 8211 e duas ou mais mulheres & # 8211 precisam ser tratadas com cuidado quando Vesta aparece em seu horóscopo de nascimento. Se você encontrar Vesta em Câncer e na Quarta Casa, sua família será dominada por mulheres / meninas com um homem & # 8211 geralmente seu pai & # 8211 o único homem. Se você encontrar Vesta em Leão e na Quinta Casa, então um menino pode nascer de uma mãe solteira com filhas / irmãs como companhia. Se Vesta está em Libra e na Sétima Casa, você pode atrair triângulos amorosos ou homens com bagagem & # 8211 o cenário clássico & # 8216outra mulher & # 8217. Onde está Vesta em seu gráfico? Se ela aparecer em sua Oitava Casa, você pode entrar em situações financeiras ou patrimoniais (repetidamente) em que, como mulher, está lidando com outra mulher (ou talvez, a Outra Mulher) em relação a um homem & # 8211 e o negócio em jogo.

Como você pode ver neste extrato do meu guia eletrônico Astrologia Asteróide (grátis para membros Premium) Vesta, fundada em 1807, estreou no mesmo ano da ópera La Vestale. Ela é o asteroide número 4 em seu mapa natal e é proeminente no mapa da romancista Jane Austen, que nasceu com Vesta aos 19 de Aquário na casa dos grupos, Saturno aos 19 de Libra na casa do casamento e Marte aos 19 de Capricórnio em a casa da ambição. Austen reuniu tudo isso (de sua vida pessoal) na história duradoura de uma família de meninas, todas procurando por maridos, no best-seller atemporal Orgulho e Preconceito. Tanto o Sr. Darcy quanto o Sr. Bennett interpretaram a figura do Pontifex Maximus na história de Jane Austen & # 8217s das & # 8216virgins & # 8217 & # 8211 das irmãs Bennett. A maneira de Austen lidar com Vesta em seu gráfico foi ver o lado engraçado & # 8211 e escrever uma comédia romântica clássica. Vesta costuma ser mais bem tratada com um rico senso de humor, e talvez seja por isso Orgulho e Preconceito floresceu por tantos anos.

AMOR EM UM CLIMA FRIO. NANCY MITFORD, DIANA MITFORD E VESTA

As irmãs Mitford foram outro exemplo clássico de uma família Vesta, já que o único menino no clã aristocrático foi tragicamente morto durante a guerra, deixando todas as meninas Mitford com seu pai (Farve in Nancy Mitford & # 8217s romances, Amor em um clima frio e A busca do amor) como chefe do agregado familiar.

As irmãs lidaram com o calor de Vesta & # 8217s com vários graus de sucesso. Nancy, Diana, Jessica, Unity e Deborah (Debo) estavam frequentemente em guerra entre si, e também eram ferozmente leais quando Farve os ameaçava com punição. Vesta pode aparecer quando vemos o feminismo em ação, mas ela também está lá, quando você vê uma atmosfera tóxica resultante quando mulheres ou meninas competem entre si, pela aprovação de um homem.

Nancy nasceu com Vesta em conjunto com Apollo, na Sexta Casa de Trabalho, e também o corpo. Vesta estava com virgem 24 e Apollo estava com virgem 23 no dia em que ela chegou. Sua irmã Diana nasceu com Vesta aos 23 anos de Áries e Urano em uma praça a 24 de Capricórnio. As duas irmãs se envolveram com homens, mais tarde na vida, que trouxeram triângulos amorosos com elas. Nancy was fascinated by a Frenchman who could never belong to her exclusively – and who in fact, broke her heart – and Diana found herself embraced by Oswald Mosley and his complex private life.

If you are a woman and you have a pattern of being drawn into relationships with men who have former wives or girlfriends who cannot let go (and whom, tellingly, they cannot release) or you fall in love with people who are married or dating other women – have a look at Vesta in your chart. Are you repeating family patterns? If you are a man and you find yourself surrounded by daughters, former wives or new wives who are at war with each other, look at Vesta in your chart for clues. This is the Nancy Mitford horoscope, below.

The Nancy Mitford horoscope shows Vesta at 24 Virgo, Apollo at 23 Virgo.

CHICKS, GROUPIES, GIRLS AND ELECTRIC LADYLAND

I always guessed that Jimi Hendrix might have Vesta making exact patterns in his natal chart, because of the cover of Electric Ladyland. There is a particular kind of ‘guy’ both in the music industry and other professions too, who delights in the ego massage and attention, of a group of women creating a harem atmosphere around him. Women do not exist as individuals to them, they are merely all ‘girls’ as part of a generally pleasant, personality-free, mass of ladies. You see Vesta a lot in astrology, too, because it is typically dominated by women, yet frequently puts men at the top of the profession. Ahem!

Jimi Hendrix was born with Vesta at 16 Aquarius in the house of groups (and groupies) sextile Bacchus – the pleasure asteroid – in Sagittarius, in the house of travel. And touring rock bands, of course.

Bacchus is crucial. If you’re going to use Vesta in your astrology, you can’t ignore the other asteroids too, or indeed any of the other heavenly bodies of modern astrology. They all complete the Roman family tree of our planets and their close relatives. Bacchus matters just as much as Vesta, especially if you are reading the birth chart of a promiscuous man who cannot commit. It may be that his pleasure principle (Bacchus) is tied to his need to have an Electric Ladyland.

MEN WHO DON’T PUT OUT

Men who don’t put out – who are religiously celibate (sometimes literally so) – often find themselves surrounded by women. Why so many female friends? Why so many panting admirers? Perhaps it’s because the power of playing Pontifex Maximus to the ‘virgins’ comes from never actually choosing one to be the harem favourite. Once a choice is made, the game is over. How can you tell if a man has a Vesta problem? Simples. Join forces with the other women and see what happens when it’s (all of you) having a joke at his expense. Vesta men tend to run screaming from feminism as it can feel so threatening.

Jimi, your Vesta is showing

FATHERS, WIVES AND DAUGHTERS – VESTA IN FAMILIES

It should come as no surprise to find out that not only King Henry VIII (with his six unfortunate wives) as well as Prince Andrew, have strong Vesta patterns. Henry was born with Vesta at 11 Virgo in aspect to the Moon at 10 Aries. That’s almost an exact quincunx. Andrew was born with Vesta at 22 Sagittarius exactly trine Hygiea at 22 Leo, the sign of royalty, no less. Knowing that ‘Vesta is in the house’ in families can help all concerned consciously manage the situation.

The Prince Andrew horoscope shows Vesta at large (Daily Telegraph)

HANDLING VESTA IN YOUR PERSONAL HOROSCOPE

What works with Vesta? A sense of humour. Tolerance. Tempo. Tact. A frank acceptance of the reality of the power issues, when one male is surrounded by two or more females. Vesta can sometimes produce a very painful, even poisonous atmosphere. Perhaps it’s not surprising. In modern life, we have to find creative and thoughtful ways to cope when Vesta is in the house. Sometimes, awareness is all you need. Just realising that you are having transits to your Vesta can stop you from buying into a potentially toxic situation (if you are a woman) when an old boyfriend wants you to become involved with his new family.

Kurt Cobain is another example of a Vesta man. He left behind a wife and daughter, tragically, when he left the planet too young. He was the Pontifex Maximus. I find it interesting that he also used to frock up! Maybe that was his way of handling this asteroid in his chart – he literally removed his male status from the harem. Kurt was born with Vesta at 24 Scorpio, in the house of wills, testaments and legacies, exactly trine Chiron at 24 Pisces. The sign and house you find Vesta occupying, and the sign and house of any corresponding horoscope factor, making aspects (allow one degree) usually tells you the story. Sometimes astrology is really very simple. Just read the poetry of the signs and the houses they rule, in the natural zodiac/horoscope.

BILL CLINTON AND WOODY ALLEN – WHEN VESTA HURTS

Bill Clinton was born with Vesta at 6 Aries, Mars at 6 Libra and Neptune at 6 Libra. He is the only male in a family with two other females. He and Hillary survived his affair with Monica Lewinsky, but it remains a classic example of what can go wrong if Vesta is allowed to hurt. Obviously the other factors in the chart are the key here – Libra rules marriage. They all survived, and in fact Jupiter will cross Mars and Neptune at 6 Libra as Hillary runs for President. It’s a remarkable time in his life.

Woody Allen, whose chart is shown below Bill Clinton’s, was born with Vesta at 12 Pisces, the North Node at 13 Capricorn, the South Node at 13 Cancer (the sign of family) and Chiron at 13 Gemini. That is a enorme Vesta pile-up. One suspects that the Vesta stories in Allen’s life end up in his scripts, because Gemini rules writing. Note that Vesta is tucked away in the house of secrets.

For better or worse, Vesta is a key player in the lives of both these famous saxophone players, Mr. Clinton and Mr. Allen, below! How does Vesta work in your own chart – and the charts of the men or boys in your life? If you are a man, how do you handle the female overload that can happen when Vesta turns up in your chart? As with everything in astrology, the first step towards handling these chart patterns is knowing they exist in the first place. Sometimes, sidestepping Vesta games is simply the best thing – and the obvious thing – to do. And of course, you can also cross the road to avoid the next Vesta type you meet. Women can act out the toxic side of Vesta’s ruthless female competitiveness and betrayal, just as much as men can act out the power-tripping, controlling side of this pattern, too. The key is self-knowledge which is why astrology can be so useful.

The Bill Clinton chart shows Vesta, Mars and Neptune in aspect.

Woody Allen has a huge Vesta pattern in his birth chart.


Vesta is an infant planet in your own birth graph. We link her with the Vestal Virgins of Ancient Rome, who loved Vesta in their sanctuary, under the specialist of only one man, the Pontifex Maximus. The all-female condition and the power and control issues with the male in control, give us Vesta’s significance.

These were six hand-picked ladies, picked by the Pontifex Maximus (the main cleric of Rome) and after the season of Augustus, from 27BC-AD 14, the Emperor himself. They were matured somewhere in the range of six and ten. They must be free of physical or mental deformation. They needed consent to be virgins, for no less than 30 years.

Vesta ruled fire and Romans believed that as long as the virgins kept the fire alive, Rome was ensured. Letting hallowed flame to blow out would prompt the Vestal responsible for being stripped and beaten. This is the history behind Vesta astrology.

Vesta and Saturn

Vesta Astrology depends on a Roman family tree, and Saturn is the dad of Vesta. Maybe it’s not astounding. He is a sign of fear, and the Vestales were without a doubt living in fear in their temple. In the meantime, men were scared of being blamed for engaging in sexual relations with any of them.

In your birth chart, you will see Vesta symbolized by a little flame image – the holy fire. Vesta is about the ‘heat’ which can emerge in all-female conditions where there is a rivalry for male endorsement or male consideration. This space rock requires extraordinary care, except if you need to be sent back into the Middle Ages during the dark days.

Vesta in the Signs and houses

By sign and house, Vesta guides you where you will face gender political issues. In the circumstances with one male – and at least two females – need to be careful when Vesta shows up in your birth horoscope. If you discover Vesta in Cancer and the Fourth House, your family will be ruled by ladies/young ladies with one man – mostly your father– the only male.

If you discover Vesta in Leo and the Fifth House, at that point, a child might be destined to a single mother with little girls/sisters for the company. If Vesta is in Libra and the Seventh House, you may draw in love triangles – the great ‘other lady’ situation.

Having many females in your circle

If you are a lady, and you have a history of being in relationships with men who have previous spouses or girlfriends who can’t give up (and whom, unsurprisingly, they can’t leave), or you become hopelessly attached with men who are married or dating other ladies then make sure to check out Vesta in your chart.

Other asteroids are important too

Bacchus is important. In case you’re going to utilize Vesta in your astrology, you can’t let go of other space rocks as well, or without a doubt any of the other heavenly bodies of astrology. They all finish the Roman family tree of our planets and their nearby relatives. Bacchus matters the same amount as Vesta, particularly if you are perusing the birth graph of an indiscriminate man who can’t commit to one person. It might be that his pleasure standard (Bacchus) is attached to his need an Electric Ladyland.

Not being able to settle down with one woman

Men who are religiously chaste (in some cases truly so) frequently wind up around ladies. Why such a large number of female companions? Why such huge numbers of gasping admirers? Maybe this is on the grounds that the power of playing Pontifex Maximus to the ‘virgins’ originates from never really picking one to be the favorite one. When a decision is made, the game is finished. How can you tell if a man has a Vesta issue? Fácil. Unite with the other ladies and see what happens when it’s (every one of you) having a joke around him. Vesta men will in general run shouting from women’s liberation as it can feel so undermining.

Vesta in your horoscope

Vesta astrology can produce an extremely agonizing, even harmful environment. In present-day life, we need to discover innovative and careful approaches to adapt when Vesta is in the house. At times, staying cautious is all you need. Simply understanding that you are having transits to your Vesta can prevent you from getting tied up with a possibly poisonous circumstance (if you are a lady) when a former lover needs you to wind up with his new family.

Avoiding Vesta

If you are a man, how would you handle the female over-burden that can happen when Vesta turns up in your graph? As with everything in vesta astrology, the initial move towards taking care of these chart designs is realizing they exist in any case. In some cases, avoiding Vesta games is basically the best thing to do. What’s more, obviously, you can likewise cross the path to keep away from the next Vesta type you meet. Ladies can showcase the harmful side of Vesta’s merciless female aggressiveness and disloyalty, the same amount of as men can showcase the power-stumbling, controlling side of this example, as well.

Finalmente!

Now you have an idea about Vesta in astrology and how they are linked with one another. You can check your chart to find out in which house of yours is Vesta found so you have a clue if something related to that happens and if you are a guy you can try avoiding Vesta if it’s in your chart.


Nothing works better than numbers to back up words:

  • 20 million valves produced since 1984
  • 15 million cylinders produced since 1984
  • 0.01% non-compliance
  • 8,000 available valve references
  • 25,000 available cylinder references
  • 70% foreign sales
  • 30 countries exported to
  • 1996 year in which we received our first ISO9001 certification

The Dietz Vesta was one of the most popular and widely sold lanterns and is still very common on the market today. The Vesta was first marketed and sold sometime between 1900 and 1910 and was sold continuously with variations up until the mid 1950s. There are two primary types of the Vesta, the earlier “hi-top” model and later “lo-top”. The Vesta takes a unique globe at 4-1/4″ tall and is easily recognizable with its large “cold-blast” tubes on either side of the lantern that circulated cold air to burn a brighter cleaner light than competing designs.

Dietz Vesta lanterns were stamped with a production date starting in 1915. The date stamp is the numeral of the month followed by a two digit year, separated by a dash ( 3-24 would be March of 1924 ). Many stamps also include an S or an M for Syracuse or Main, depending on which facility the lantern was produced at. After 1956 laterns were no longer stamped, and the Main plant shut down in 1931. Before 1915 instead of the date of manufacture, patent dates were stamped on lanterns.

The value of Dietz Vesta lanterns is lower than most because it is so common, most sell for less than $50. Dietz Vestas in excellent condition and with rare railroad markings / globes can bring higher prices, but still top out around $80-90 making this model a great entry point for newer lantern collectors looking for a nice piece.


Assista o vídeo: WESTA RED EFB - ОБЗОР: ПРОВЕРЕННО МОРОЗОМ И ЛЬДОМ! (Dezembro 2021).