Podcasts de história

Documentos - História

Documentos - História


Seja promulgado que esta Lei possa ser citada como "Uma Lei para Promover a Defesa dos Estados Unidos."

(a) Não obstante as disposições de qualquer outra lei, o Presidente pode, de tempos em tempos, quando julgar no interesse da defesa nacional, autorizar o Secretário de Guerra, o Secretário da Marinha ou o chefe de qualquer outro departamento ou agência do governo -
(I) Para fabricar em arsenais, fábricas e estaleiros sob sua jurisdição, ou de outra forma adquirir, na medida em que os fundos sejam disponibilizados para isso, ou os contratos sejam autorizados de tempos em tempos por
o Congresso, ou ambos, qualquer artigo de defesa para o governo de qualquer país cuja defesa o presidente considere vital para a defesa dos Estados Unidos.
(2) Para vender, transferir a titularidade, trocar, arrendar, emprestar ou de outra forma dispor, a qualquer governo de qualquer artigo de defesa, mas nenhum artigo de defesa não fabricado ou adquirido nos termos do parágrafo (1) será de forma alguma alienado sob este parágrafo, exceto após consulta ao Chefe do Estado-Maior do Exército ou ao Chefe das Operações Navais da Marinha, ou ambos. O valor dos artigos de defesa dispostos de qualquer forma sob a autoridade deste parágrafo, e adquiridos de fundos até agora apropriados, não deve exceder $ 1.300.000.000. O valor de tais artigos de defesa será determinado pelo chefe do departamento ou agência em questão ou por qualquer outro departamento, agência ou oficial designado na forma prevista nas regras e regulamentos emitidos a seguir. Os artigos de defesa adquiridos de fundos doravante destinados a qualquer departamento ou agência do Governo, exceto de fundos autorizados a serem alocados de acordo com esta Lei, não devem ser descartados de qualquer forma sob a autoridade deste parágrafo, exceto na medida daqui em diante autorizada pelo Congresso nas Leis apropriando-se de tais fundos ou de outra forma.
(3) Para testar, inspecionar, provar, consertar, equipar, recondicionar ou, de outra forma, colocar em boas condições de funcionamento, na medida em que os fundos sejam disponibilizados para isso, ou os contratos sejam autorizados de tempos em tempos pelo Congresso, ou ambos , qualquer artigo de defesa para qualquer governo, ou para adquirir qualquer ou todos esses serviços por contrato privado.
(4) Comunicar a qualquer governo qualquer informação de defesa, relativa a qualquer artigo de defesa fornecido a tal governo de acordo com o parágrafo (2) desta subseção.
(5) Para liberar para exportação qualquer artigo de defesa disposto de qualquer forma sob esta subseção para qualquer governo,
(b) Os termos e condições sob os quais qualquer governo estrangeiro recebe qualquer ajuda autorizada nos termos da subseção (a) serão aqueles que o Presidente considerar satisfatórios, e o benefício para os Estados Unidos pode ser o pagamento ou reembolso em espécie ou propriedade, ou qualquer outro benefício direto ou indireto que o Presidente considere satisfatório.
(c) Após 30 de junho de 1943, ou após a aprovação de uma resolução simultânea pelos dois Houscs antes de 30 de junho de 1943, que declara que os poderes conferidos por ou nos termos da subseção (a) não são mais necessários para promover a defesa de nos Estados Unidos, nem o presidente nem o chefe de qualquer departamento ou agência devem exercer quaisquer dos poderes conferidos por ou de acordo com esta seção (a); exceto que até 1º de julho de 1946. qualquer um desses poderes pode ser exercido na medida necessária para cumprir um contrato ou acordo com tal governo estrangeiro feito antes de 1º de julho de 1943, ou antes da aprovação de tal resolução simultânea, o que for mais cedo.
(d) Nada nesta Lei deve ser interpretado no sentido de autorizar ou permitir a autorização de navios de transporte por navios da Marinha dos Estados Unidos.
(e) Nada nesta Lei deve ser interpretado para autorizar ou permitir a autorização da entrada de qualquer embarcação americana em uma área de combate em violação da seção 3 da Lei de Neutralidade de 1939.

Seção 8

Os Secretários de Guerra e da Marinha estão autorizados a comprar ou adquirir armas, munições e instrumentos de guerra produzidos dentro da jurisdição de qualquer país ao qual a seção 3 seja aplicável, sempre que o Presidente considerar tal compra ou aquisição necessária em os interesses da defesa dos Estados Unidos.

Seção 9

O presidente pode, de vez em quando. promulgar as regras e regulamentos que possam ser necessários e adequados para cumprir qualquer uma das disposições desta Lei; e ele pode exercer qualquer poder ou autoridade conferido a ele por esta Lei por meio de tal departamento, agência ou funcionário que ele instruir,


Assista o vídeo: CRIANDO CAPA DE TRABALHO NO DOCUMENTOS GOOGLE - HISTÓRIA FIX (Outubro 2021).