Podcasts de história

Ashland, Kentucky

Ashland, Kentucky

Ashland, a maior cidade do condado de Boyd e do leste de Kentucky, fica às margens do rio Ohio, perto de sua confluência com o rio Big Sandy, cerca de 320 quilômetros a leste de Louisville. Ela forma uma área metropolitana com Huntingdon, West Virginia, à qual está conectada por uma ponte da rodovia interestadual. O assentamento significativo da área começou depois que a Batalha de madeiras caídas removeu a ameaça imediata de ataques indígenas. Os correios de Pollards Mill foram abertos em 1847 e o assentamento foi renomeado para Ashland em 1850, em homenagem à casa de Henry Clay. Ashland foi incorporada como uma vila em 1858 e como uma cidade em 1870. A primeira conexão ferroviária para Ashland foi uma linha de 16 quilômetros conectando-a a Princess. Ashland já foi a estação mais movimentada da ferrovia Chesapeake & Ohio. Ashland Oil, Inc., a maior corporação sediada em Kentucky, foi fundada em 1924 em uma pequena refinaria em Leach Station, ao sul de Ashland na vizinha Catlettsburg, a sede do condado de Boyd. e adultos. Outro museu de história local é o Lawrence County Historical Museum, do outro lado do rio Ohio em Ironton, Ohio. Ashland é a casa da Ashland Community and Technical College, que anteriormente eram duas instituições separadas. Morehead State University em Ashland compartilha o mesmo campus. O King's Daughters Hospital cresceu e se tornou o King's Daughters Medical Center, o maior empregador de Ashland. O Sistema de Saúde Bon Secours opera o Hospital Nossa Senhora de Bellefonte.


Genealogia de Ashland (no condado de Boyd, KY)

NOTA: Registros adicionais que se aplicam a Ashland também podem ser encontrados nas páginas de Boyd County e Kentucky.

Ashland Birth Records

Ashland Cemetery Records

Cemitério de Ashland bilhões de túmulos

Ashland Cemetery Index Biblioteca Pública de Boyd County

Cemitério de Patton bilhões de túmulos

Rose Hill Burial Park bilhões de túmulos

Registros do Censo Ashland

Censo para Boyd County, Ashland 1870 US Gen Web Archives

Censo para o condado de Boyd, ver. 2 1920 US Gen Web Archives

Censo Federal dos Estados Unidos, Pesquisa Familiar 1790-1940

Ashland Church Records

Diretórios da cidade de Ashland

Ashland Death Records

Ashland Daily Independent Obituary Index, 1922-1948, julho de 1970 a junho de 2020 Biblioteca Pública do Condado de Boyd

Histórias e genealogias de Ashland

Ashland Land Records

Ashland Map Records

Mapa do seguro contra incêndio de Sanborn de Ashland, Condado de Boyd, Kentucky, Biblioteca do Congresso de agosto de 1890

Mapa do seguro contra incêndio de Sanborn de Ashland, Condado de Boyd, Kentucky, Biblioteca do Congresso de fevereiro de 1895

Mapa do seguro contra incêndio de Sanborn de Ashland, Condado de Boyd, Kentucky, Biblioteca do Congresso de setembro de 1886

Ashland Marriage Records

Jornais e obituários de Ashland

Ashland Daily Independent Obituary Index, 1922-1948, julho de 1970 a junho de 2020 Biblioteca Pública do Condado de Boyd

Ashland Kentuckian 1856-1856 Biblioteca Pública do Condado de Scott

Jornais offline para Ashland

De acordo com o US Newspaper Directory, os seguintes jornais foram impressos, portanto, pode haver cópias em papel ou microfilme disponíveis. Para obter mais informações sobre como localizar jornais off-line, consulte nosso artigo sobre como localizar jornais off-line.

Ashland Daily News. (Ashland, Ky.) 1889-1902

Ashland Journal. (Ashland, Ky.) 1871-1870s

Ashland Republican. (Ashland, Ky.) 1879-1890s

Daily Independent. (Ashland, Ky.) 1982-Current

Ashland Probate Records

Ashland School Records

Adições ou correções a esta página? Agradecemos suas sugestões por meio de nossa página de contato


Ashland

O marcador histórico nº 1 em Lexington indica a localização de & quotAshland & quot, a casa e propriedade do estadista de Kentucky Henry Clay.

Ashland era o orgulho e a alegria de Clay. Nesta grande propriedade, o & quotGreat Compromiser & quot entretinha os convidados, criava gado premiado e desfrutava de alguns dos melhores momentos de sua vida. Os luxos e benefícios que Ashland oferecia, entretanto, vinham em grande parte do trabalho escravo.

Clay era um homem de seu tempo e região. Ele nasceu na sociedade escravista da Virgínia. Quando ele se mudou para o Kentucky, o Bluegrass State havia modelado seu sistema de trabalho de acordo com o Old Dominion. Os objetivos sociais e ambições políticas de Clay o destinaram a ser um proprietário de escravos do Kentucky.

A atitude de Clay em relação à escravidão é um tanto ambivalente e contraditória. Por um lado, Clay possuía vários escravos ao longo de sua vida. Ele ocasionalmente libertava parte de sua força de trabalho, mas nunca tomou providências para libertar todos os seus escravos. Apesar dessa ampla propriedade de escravos e de sua relutância em emancipá-los, Clay se esforçou muito para encontrar uma maneira de acabar com a escravidão, que ele afirmava ser um fardo para a nação. Às vezes, sua reputação era prejudicada por sua postura. Muitos historiadores afirmam que o esforço de Clay para reduzir a propagação da escravidão ao oeste dos Estados Unidos levou à sua desaprovação da anexação do Texas e da guerra mexicana resultante. Essas decisões acabaram custando-lhe a eleição presidencial em 1844 e a indicação do partido Whig em 1848.

Em 1816-1817, Clay ajudou a estabelecer a American Colonization Society, que tinha como objetivo realocar escravos libertos para a costa oeste da África. Ele acreditava que os negros livres & quot não eram escravos e, no entanto, não eram livres. As leis, é verdade, os proclamam livres, mas os preconceitos, mais poderosos do que quaisquer leis, negam-lhes os privilégios dos homens livres. ”Essa atitude paternal, em parte, ajudou Clay a justificar sua propriedade dos afro-americanos.

Como a postura de Clay sobre a escravidão, os relatórios sobre a instituição em Ashland variaram. Um visitante afirmou que as senzalas eram "todas caiadas de branco, limpas e bem mobiliadas" e que os escravos "possuem mais conforto na vida, têm melhores moradias, estão mais bem vestidas e trabalham menos" do que a maioria dos assalariados do norte. Outro relatório, supostamente embelezado pela imprensa abolicionista, afirmava que Clay e seu capataz eram feitores brutais.

Os grandes compromissos políticos de Clay enfatizam sua atitude pessoal de que a escravidão e a União poderiam coexistir, mas, como afirmam os biógrafos David e Jeanne Heidler, & quotQue Henry Clay continuou possuindo escravos enquanto condenava a escravidão era nada menos que trágico, uma falha fundamental em uma situação boa e decente homem. & quot


História e cultura

História antiga
Carinhosamente conhecida como o “Centro do Universo” pelos residentes por sua localização central no estado, Ashland está localizada no coração do Condado de Hanover.

Desenvolvida pela ferrovia como um balneário de fontes minerais, a origem do município remonta ao final da década de 1840. Oficialmente incorporada em 19 de fevereiro de 1858, a cidade foi chamada de "Ashland" em homenagem à propriedade do filho nativo Henry Clay em Kentucky.

Com a mudança do Randolph Macon College para Ashland em 1868, a cidade evoluiu de um resort ferroviário para uma pequena cidade universitária. A construção da Rota 1 dos EUA e, posteriormente, da I-95, moldou ainda mais o caráter e o desenvolvimento da cidade.

Nos Dias de Hoje
Hoje, Ashland é uma comunidade de 11 quilômetros quadrados e mais de 7.000 residentes que desfrutam da prosperidade alimentada pela faculdade, um crescente setor privado e uma forte economia regional.

Ashland é uma cidade nascida da ferrovia e temos orgulho de nossa história. Ruas seguras e um departamento de polícia eficiente também fazem de Ashland uma cidade de ciclistas, corredores e caminhantes.

Crescimento Contínuo
Nosso governo municipal está perto das pessoas e estamos sempre procurando maneiras de melhorar nossa cidade para nossos residentes e cidadãos corporativos. Na verdade, se você tiver dúvidas sobre serviços ou ações governamentais, tudo o que você precisa fazer é descer a rua e falar com o seu vereador.

Por meio de um planejamento cuidadoso, Ashland está comprometida com o crescimento estável que beneficia nossos cidadãos enquanto preserva o distrito histórico, bairros residenciais pitorescos e o sistema de parques e trilhas.

Preservando nosso passado, promovendo nosso futuro. . .
A cidade de Ashland, quando originalmente incorporada em 1858, consistia em uma milha quadrada. Hoje, a cidade cresceu por meio de várias anexações a um tamanho de 7,12 milhas quadradas, uma das maiores cidades em área de terra na Virgínia.

Esse crescimento produziu uma coleção diversificada de bairros e empresas com uma mistura de estilos arquitetônicos, de grandes casas vitorianas a modernos edifícios de escritórios. Portanto, à medida que a cidade continua a evoluir e se expandir, ela se esforçará para manter uma alta qualidade de vida, preservando a diversidade do passado e capturando as tecnologias e o desenvolvimento do futuro.


Condado de Boyd

Por causa do apelo limitado a apenas alguns membros, não temos o hábito de usar muito espaço no TS com listas de sepultamento unifamiliares mais recentes, a menos que o cemitério seja muito antigo, abandonado ou em algum lugar inacessível que provavelmente não seja encontrados por pesquisadores. Mas esse problema também pode ocorrer em grandes cemitérios comunitários, onde existem milhares de lápides para caçar.

A lista a seguir contém inscrições apenas das pedras mais antigas em cada lote familiar da Seção 1, Cemitério Ashland (Ky.), Estabelecido em 1870. As notas são adicionadas por E. J.

Ashworth, Eliza - nascida em 1836, morta em 1890
Borders, Kate T. - nascida em 1829, morreu em 1815 esposa de Allen P. Borders. No lote de preços.
Bradshaw, Jane - nascido em 1833, falecido em 1887
Bradshaw, Robert W. - nascido em 1810, falecido em 1896
Bradford, Tillie P. (Price) - nascido em abril de 1843, falecido em dezembro de 1903
Bradford, William G. - nascido em julho de 1835, junho de 1907
Condit, Kate (Beatty) - nascida em 1843, falecida em 1922
Condit, William C. - nascido em 1841, falecido em 1926 ministro presbiteriano
Crum, W. H. - nascido em 1849, falecido em 1933
Crump, Nancy S. - nascido em 23 de julho de 1842, falecido em 22 de dezembro de 1920
Crump, Thomas J. - nascido em 10 de julho de 1839, falecido em 1º de fevereiro de 1924
Dibble, Frances A. - nascida em 1838, falecida em 1923
Dow, Harlow - nascido em 1828, morreu em 1908 & quot Perdido na 'Cidade de Pittsburgh & quot on Ohio River & quot. Na trama de Savage.
Ferguson, Dr. H (iram) - morreu em 27 de maio de 1877 com 58 anos, 6 meses e 12 dias. Nasceu na Virgínia
Ferguson, Elizabeth - morreu em 5 de novembro de 1858 com 30 anos, 8 meses e 23 dias
Franklin, Albert - nascido em 1831, falecido em 1893 Major, 13ª Infantaria Voluntária da Virgínia Ocidental, EUA
Gallup, general George W. - nascido em 12 de outubro de 1828, falecido em 31 de dezembro de 1880 nascido em Nova York, filho de Gideon Gallup
Gallup, Rebecca A. - nascida em 8 de janeiro de 1835, morreu em 25 de fevereiro de 1925, filha de Frederick William e Permelia (Van Horn) Moore, Pa.
Gartrell, Eliza Jane (Poage) - nascida em 1835, morreu em 1916, filha de Jonathan H. e Sarah (Moore) Poage
Gartrell, Henry Clay - nascido em 1825, falecido em 1869 nascido em Cincinnati, Ohio
Geiger, Ann (Henderson) - nascida em 1830, falecida em 1912
Geiger, David H. - nascido em 1821, falecido em 1902, filho de Henry (1789-1834)
Grier, Esther - nasceu em 1825, morreu em 1914, filha de Alexander Davis
Grier, John H. - nascido em 1827, morreu em 1854 filho de Henry, da Pensilvânia.
Grier, W. L. - nascido em 1819, falecido em 1897 William Lewis, filho de Henry
Hackworth, Phoebe O. (Owens) - nascida em janeiro de 1836, falecida em janeiro de 1914
Hackworth, W. W. - nascido em julho de 1836, falecido em dezembro de 1914
Hager, Angie R. (Brown) - nasceu em 1844, morreu em 1929, filha de Thomas e Emaline (Damron) Brown. No enredo de Samuel P. Hager
Hager, Bessie (White) - nascido em 1862, falecido em 1950
Hager, Juiz John F. - nascido em 1853, falecido em 1933, nascido na Floyd Co., Ky. Filho de Henry George e Nancy (Franklin) Hager
Hager, Margaret (Maupin) - nascida em 1859, falecida em 1947, nascida em Wayne Co., Va.
Hager, Samuel P. - nascido em 1834, morreu em 1926, filho de Daniel e Violet (Porter) Hager
Hager, Samuel Wilbur - nascido em 1858, falecido em 1918 nascido em Gallia Co., Ohio, filho de William J. e Phoebe (Roach) Hager
Henderson, Elizabeth (Moore) - nascida em 1825, falecida em 1870
Henderson, Frank R. - nascido em 1865, falecido em 1947, nascido na Virgínia
Henderson, Poage - nascido em 1865, falecido em 1918
Henderson, Thomas - nascido em 1817, falecido em 1899
Hord, Margaret - nascida em 1859, morreu em 1946, filha de William Lewis Geiger
Hord, William T. - nascido em 1849, falecido em 1923, filho de John N. e Ann (Beckworth) Hord
Houston, Ella V. - morreu em 28 de novembro de 1890 com 35 anos e 3 meses
Houston, Matthew H. - nascido em 1851, falecido em 1907
Hughes, Harriet - nascida em 1824, falecida em 1897, esposa de John M. Boal
Jones, Belle - nascida em 1858, morreu em 1924 na mesma trama que Neal Jones
Jones, Neal - nascido em 1850, falecido em 1893
Kahne, Henry C. - nascido em 1850, falecido em 1927
Kahne, Nannie B. - nascida em 1852, falecida em 1935
Kenner, Ceres (Wellman) - nascido em 24 de julho de 1847, morreu em 2 de junho de 1918, filha de Jeremiah Kenner
Kenner, Stephen Girard - nascido em 20 de julho de 1848, falecido em 6 de julho de 1913, filho de Hansford Kenner
Kinner, H. H. - nascido em 1825, falecido em 1893
Kinner, M. - nascido em 1830, falecido em 1912
Kinner, Mitchell - morreu em 2 de outubro de 1880 com 10 anos, 6 meses, 22 dias
Lady, Anna (McManaway) - morreu em 4 de novembro de 1881 com 51 anos
Senhora, Daniel A. - morreu em 15 de novembro de 1889 com 59 anos
Lane, Jesse - nascido em 1827, falecido em 1905
Lane, Sarah A. - nascida em 1832, falecida em 1917
Lee, Mary H. - nascida em 1836, morta em 1889
Lee, Morris - morreu em 2 de dezembro de 1882 aos 54 anos de idade
Maupin, Dr. H (enry) B. - nascido em 1816, falecido em 1866 nascido em Cabell Co., Va.
Maupin, Lucinda (Smith) - nasceu em 1837, morreu em 1905, filha de John e Elizabeth (Vaughn) Smith. Nasceu em Cabell Co., casado 2) William H. Pollard, ver T. S., Vol. IV, No. 2, página 24, 1980
Mayo, Fannie L. - morreu em 29 de maio de 1880 com 37 anos, 8 meses, 22 dias
Mayo, J. P. - morreu em 8 de fevereiro de 1885 aos 48 anos
McCown, Henry Moss - nascido em 1838, falecido em 1913 Empresa A, 36ª Infantaria Voluntária da Virgínia, CSA
McCown, maio (Ferguson) - nascido em 1851, falecido em 1925
McMillen, Sophia - nascida em 12 de março de 1802 na Pensilvânia, morreu em 8 de maio de 1880 em Ashland, Kentucky, viúva de Charles McMillen
Means, Amanda W. - nascida em 1826, falecida em 1906
Means, Harriet E. Perkins - nascida em 1826, morreu em 1895, filha do historiador Dr. Samuel Prescott Hildreth
Means, Hugh - nasceu em 1812 na Carolina do Sul, morreu em 1884
Means, John - nasceu em 1829, morreu em 1910, filho de Thomas Williamson e Sarah (Ellison) Means
Meinhart, Mary - nascida em 1818, falecida em 1891
Mitchell Fannie B. - nascido em 1846, falecido em 1891
Mitchell, Shadrack L. - nascido em 1838, falecido em 1930
Montmollin, Cornelia W. - nasceu em 1847, morreu em 1908 no enredo de Charles M. Wilson
Moore, Col. L. T. - nascido em 13 de janeiro de 1829, morreu em 9 de novembro de 1892 Laban, filho de Frederick Moore
Moore, Sarah E. (Everett) - nascida em 28 de março de 1828, morreu em 29 de setembro de 1929, filha de John Everett
Morse, Arthur F. - nascido em 1825, falecido em 1879 nascido em Gloucester, Rhode Island
Morse, Mary E. (Darling) - nascida em 1827, falecida em 1919, filha de Angell e Lucy Darling
Nolte, H (enry) A. - nascido em 1848, falecido em 1916
Nolte, Louise - nascida em 1852, falecida em 1935
Patton, James S. - nascido em 1847, falecido em 1925, filho de William Moore e Rebecca (Boal) Patton
Patton, Minnie M. - nasceu em 1857, morreu em 1949, filha de Laban Theodore Moore
Pollard, Rachel V. (Powers) - nascida em 1844, falecida em 1875
Pollard, William H. - nascido em 1842, morreu em 1904, filho de Henry B. e Sophia (Poage) Pollard
Powell, Mary B. - nascida em 1849, falecida em 1908. Mesma trama de Robert W. Bradshaw.
Price, Jacob - nascido em 1827, falecido em 1892
Price, Robert K. - nascido em 11 de novembro de 1837, falecido em 31 de agosto de 1880
Price, William - nascido em 1831, falecido em 1920 GAR
Putnam, Douglas - nascido em 1838, falecido em 1918
Putnam, Valonia (Reppert) - nascido em 1839, falecido em 1900
Ratliff, Lucinda - nasceu em 1811, morreu em 1865 enterrado na trama de Richardson
Reppert, Louis W. - nascido em 1808, morreu em 1882 na trama de Douglas Putnam
Reppert, Susan - nasceu em 1809, morreu em 1888 na trama de Douglas Putnam
Richardson, Caroline M. (Ratliff) - nascida em 1815, falecida em 1896, nascida no condado de Pike
Richardson, John N. - nascido em 1811, falecido em 1867 nascido em Filadélfia, Pensilvânia, filho de Jonathan C. Richardson
Savage, Frances (Dow) - morreu em 1925
Savage, Juiz Samuel S. - nascido em 1851, falecido em 1903
Seaton, Eliza (Means) - nascida em 1858, falecida em 1942
Seaton, William Biggs - nascido em 1855, falecido em 1927
Stone, Elizabeth J. - nascida em 30 de novembro de 1846, morreu em 13 de janeiro de 1904 casou-se com R. K. Price, em 28 de fevereiro de 1867 casou-se com W. H. Crum, em 31 de janeiro de 1889. No enredo de Robert K. Price
Stone, Ezekiel Z. - nascido em 1839, falecido em 1893, emblema maçônico. No enredo de W. H. Crum
Williamson, Eliza - morreu em 7 de novembro de 1889 com 45 anos, 9 meses e 5 dias. Esposa de John A. Williamson
Wilson, Charles M. - nascido em 1803, falecido em 1891
Wilson, Charlotte S. - nascida em 1810, falecida em 1887
Zeek, Thomas - nascido em 25 de novembro de 1833, falecido em 14 de julho de 1882

Fonte: Contribuição de pesquisadores de "Tree Shaker," Eastern Kentucky Genealogical Society Newsletter, Volume 5, No. 4, Outono de 1981 transcrito por Genealogy Trails Transcription Team


Sobre o Highlands Museum

História e patrimônio, juntamente com energia e emoção, se unem na Country Music Highway no Highlands Museum & amp Discovery Center. Dos 6 meses aos 96 anos, os visitantes encontram atividades e informações que colocam o passado em perspectiva e movem o presente para o futuro.

Durante sua visita, você entrará em uma sala de aula do século XIX e se tornará um aluno da década de 1870. Entre em um mundo médico quando as visitas noturnas eram feitas a cavalo e o pagamento era feito em galinhas. Mergulhe na cultura da música oriental de Kentucky e visite as famílias Cyrus e Judd. Crie sua própria música em nosso palco Karaokê Korner ou no Music Quilt, uma escultura de som interativa. Cumprimente aqueles que serviram durante as guerras do século XX e veja o último telefone de Hitler.

O Discovery Center possui muitas áreas de exploração interativa, incluindo um local de recreação especial para crianças e uma estação de simulação de vôo para pilotos de todas as idades. Caminhe até a cidade de Poage’s Landing no rio Ohio e navegue no Little Joe, um rebocador de verdade. Dramatização na paisagem urbana de uma comunidade ribeirinha. Aprenda sobre o mundo natural ao seu redor na exibição da casa da árvore ou descanse um pouco na varanda da frente e divirta-se com jogos, um jardim de quebra-cabeças e uma casinha de cachorro de fantoches.

Nossa missão

“O Highlands Museum & amp Discovery Center oferece caminhos de descoberta para crianças e visitantes de todas as idades. Exposições interativas, experiências educacionais e programas inovadores, tanto culturais quanto históricos, celebram nosso passado, exploram nosso presente e enriquecem nosso futuro. ”

O museu cumpre sua missão com três objetivos:

  • Educação para todas as idades sobre o passado, o presente e o futuro
  • Coleção e interpretação de patrimônio e artefatos
  • Destino de turismo cultural para US Byway e US 23 Country Music Highway

Uma breve história

O Kentucky Highlands Museum foi organizado em 1984 como um centro histórico e cultural para a área de Ashland, Kentucky. O Museu foi instalado na histórica Mayo Mansion até estabelecer residência no distrito de Main Street no centro de Ashland, no primeiro andar, subsolo e mezanino da antiga loja de departamentos CH Parsons em 1994. Em 1997, o museu, seguindo um processo de planejamento estratégico , mudou seu nome para Highlands Museum & amp Discovery Center com a declaração de missão acima.

Em 2003-2004, o museu iniciou uma campanha de capital para arrecadar fundos para renovar os espaços do museu da Loja de Departamentos Parsons no centro de Ashland e esclarecer a história da região com exposições interpretativas. A campanha também previa uma doação permanente para apoiar futuras operações

Em 15 de novembro de 2013, o Museu comprou o prédio Parsons de seu senhorio. A compra, denominada "Um Novo Começo", representa um marco na história do Museu porque abre oportunidades para melhorias adicionais e expansão para outros andares do edifício.

Nossa parceria com a Morehead State University em 2014 nos permitiu criar um Centro de Ciência Espacial exibindo satélites, CubeSats e mostrar o Programa Espacial na MSU. O museu completou uma extensa renovação dos banheiros, portas e elevador do nível inferior em 2017 com a ajuda da doação CDBG combinada pela Fundação Woodlands que garante que o museu está em conformidade com a ADA. O recém-reformado 4º andar, o Highlands Centre, é o maior centro de conferências da cidade de Ashland. Está disponível para grandes conferências, reuniões e recepções com capacidade para até 500 pessoas.

Planos estão em andamento para tornar um Centro de Descobertas totalmente novo uma realidade para as crianças de Ashland e arredores.


Nossa história

A Fundação para a Comunidade Tri-State foi formada por um único motivo & ndash para servir. Isso foi há 46 anos e, desde então, muitos se beneficiaram dessa meta.

Tudo começou com alguns empresários da área & ndash G.B. Johnson Jr., da Ashland & rsquos First American Bank Samuel J. MacMullan, da Armco Steel e da Ashland Oil & rsquos Clyde M. Webb. Eles queriam ver o Ashland & rsquos Paramount Theatre restaurado, para ser usado como um centro de artes comunitário.

Os três logo perceberam, no entanto, Ashland precisava de mais do que um centro de artes, precisava de um Fundação. Se moldado com base na bem-sucedida Fundação Greater Cincinnati, poderia servir a toda a comunidade.

Recrutando o Bank of Ashland & rsquos Paul W. Grumbles e o Third National Bank & rsquos John W. Woods III para seu conselho incipiente e assinando o L.W. Pilstl, secretário executivo da Câmara de Comércio da Área de Ashland, como agente registrado, eles começaram a fazer isso acontecer.

E assim foi. Em 24 de junho de 1972, a The Greater Ashland Area Cultural and Economic Development Foundation Inc. foi incorporada em Kentucky. Pouco depois, a Fundação comprou o Paramount Theatre, com fundos fornecidos pela Ashland Oil, Armco Steel, os bancos First American e Third National e o Bank of Ashland.

Durante seus primeiros 10 anos, a Fundação operou o Paramount Arts Center, o Ashland Tennis Center e o Jean Thomas Museum. No entanto, em 1984, um novo propósito foi realizado: & ldquoto servir como base de apoio para todos os projetos de melhoria da comunidade sem fins lucrativos da área. & Rdquo

Nos anos seguintes, o conselho da Foundation & rsquos foi reestruturado, o número de membros aumentou para incluir uma maior representação da comunidade e três objetivos principais foram identificados. A primeira, para estabelecer uma dotação irrestrita, foi realizada em 1985, com a criação do Fundo de Dotação do Século 21.

O segundo objetivo, fornecer um & ldquoumbrella & rdquo para a concessão de doações, ganhou ímpeto à medida que contas de agências, bolsas de estudo, assessoria e fundos restritos foram adicionados à crescente lista de ofertas da Fundação.

O terceiro objetivo, servir como um catalisador ao fornecer iniciativas para novos projetos comunitários, levou a papéis de liderança na formação do Plano Tri-Estadual de Desenvolvimento Cultural, Ashland Teen Center, G.B. Johnson Cultural and Economic Development Center e outros projetos.

PAC Inc., uma organização separada 501 (c) (3) formada para operar o Paramount Arts Center, foi criada em 1990. Além disso, a Greater Ashland Foundation tornou-se a Fundação para a Comunidade Tri-State, refletindo seu foco em expansão no região de três estados e cinco condados. Isso marcou a realização de um sonho apenas vislumbrado por seus fundadores. A Fundação para a Comunidade Triestadual havia se tornado uma fundação comunitária de serviço completo.

Hoje, a Fundação atende 11 municípios em três estados e continua trabalhando para melhorar a vida no Tri-estado.


The Marathon Petroleum Story

Em 1887, várias pequenas empresas de petróleo se uniram para formar a The Ohio Oil Company. Deste começo humilde, evoluímos para a Marathon Petroleum Corporation. Ao longo do caminho, os postos de gasolina ganharam novos olhares e serviços adicionais, novos processos de refino nasceram e o precursor do moderno cartão de crédito foi emitido pela primeira vez. Saiba mais sobre essa história rica e dinâmica explorando a linha do tempo interativa abaixo.

  • Selecione
  • 1880-1889
  • 1900-1949
  • 1950-1999
  • 2000-2019

The Ohio Oil Company foi fundada em Lima, Ohio

John D. Rockefeller & rsquos Standard Oil comprou a Ohio Oil. A sede corporativa foi transferida para Findlay, Ohio.

O primeiro oleoduto da Ohio Oil & rsquos foi construído, indo de Martinsville, Illinois, a Preble, Indiana.

A Suprema Corte quebrou o truste da Standard Oil. A Ohio Oil foi novamente uma empresa independente.

A Ohio Oil criou a Illinois Pipe Line Company e imediatamente desmembrou a empresa.

A Lincoln Oil Refining Company foi comprada, que incluía a refinaria Robinson em Illinois e 17 estações de serviço da marca Linco em Robinson e Terre Haute, Indiana.

A Ohio Oil comprou a Transcontinental Oil. O negócio trouxe poços de petróleo e gás natural, três refinarias, usinas de armazenamento a granel e postos de abastecimento. Incluía o nome do produto Marathon, a marca registrada do corredor grego Pheidippides e o slogan & ldquoBest in the Long Run & rdquo.

As ações da Ohio Oil Company & rsquos foram negociadas publicamente na Bolsa de Valores de Nova York pela primeira vez.

O craqueamento térmico deu lugar ao novo processo de craqueamento catalítico & ldquocat & rdquo, aumentando o rendimento da refinaria. A Ohio Oil iniciou uma campanha de grande sucesso exaltando as virtudes da gasolina Marathon & ldquoCat & rdquo.

Os postos de gasolina Ohio Oil & rsquos Marathon ganharam um novo visual, oferecendo pneus, baterias e acessórios, além de manutenção automotiva nos postos de atendimento. & ldquoBest in the Long Run & rdquo tornou-se um local familiar para os motoristas do meio-oeste.

A Ohio Oil Company foi a primeira a introduzir a placa de crédito de metal, a precursora do cartão de crédito, para construir fidelidade.

A Aurora Gasoline Company foi adquirida. A aquisição incluiu 680 estações de serviço com o Speedway 79 Stratofuel.

A refinaria de Detroit foi comprada do falecido filantropo Max Fisher.

A Marathon Pipe Line Company foi criada como uma subsidiária.

The Ohio Oil Company mudou oficialmente seu nome corporativo para Marathon Oil Company em conjunto com o 75º aniversário da empresa.

A marca registrada Pheidippides encerrou sua execução de 31 anos.

A Plymouth Oil Company foi adquirida, juntamente com a refinaria Texas City, que lançou a empresa no negócio de atacado de gasolina.

A Emro Marketing foi incorporada pela Marathon Oil para supervisionar os postos de serviço operados pela empresa. O nome Emro veio da adição de um E ao símbolo da Bolsa de Valores de Nova York para Marathon Oil (MRO).

A Marathon adquiriu a refinaria de Garyville, na Louisiana.

A Marathon resistiu a uma tentativa hostil de aquisição da Mobil Oil Corporation e negociou a venda da empresa para a U.S. Steel Corporation.

A sede corporativa da Marathon Oil Company mudou-se para Houston, Texas.

Emro mudou-se para a nova sede corporativa em Enon, Ohio.

A Emro foi reconhecida pela primeira vez como Rede de Lojas de Conveniência do Ano.

A Marathon Oil e a Ashland Inc. formaram uma joint venture chamada Marathon Ashland Petroleum LLC, que acrescentou refinarias em Catlettsburg (Kentucky), Canton (Ohio) e St. Paul Park (Minnesota), bem como uma frota privada de barcaças terrestres.

A Emro Marketing Company e o Super America Group se fundiram para formar a Speedway SuperAmerica LLC.

A construção da Cardinal Pipeline foi concluída no centro de Ohio.

A Ashland Inc. transferiu sua participação na Marathon Ashland Petroleum para a Marathon Oil.

Um grande projeto de expansão de $ 3,2 bilhões na refinaria de Garyville foi concluído.

A refinaria de St. Paul Park e os ativos da Speedway SuperAmerica em Minnesota foram vendidos.

Em 1º de julho de 2011, a Marathon Petroleum Corporation (MPC) tornou-se uma empresa independente de refino, marketing e transporte, com sede em Findlay, Ohio.

MPC concluiu o Projeto de Atualização do Petróleo Pesado de Detroit na refinaria de Detroit.

A MPC formou a MPLX LP, uma parceria limitada master midstream.

MPC comprou a refinaria Galveston Bay em Texas City, Texas.

MPC comprou a instalação de biodiesel de Cincinnati. A fábrica ampliou o portfólio de combustíveis renováveis ​​da MPC & rsquos.

MPC adquiriu as operações de varejo da Hess e ativos relacionados. A aquisição incluiu 1.256 lojas em 16 estados.

A MPLX adquiriu a MarkWest Energy Partners L.P., aumentando ainda mais os negócios de midstream da MPLX & rsquos.

MPLX concluiu a construção do Oleoduto Cornerstone em Ohio.

A Marathon Petroleum Corporation adquiriu a Andeavor, que estendeu suas operações em todo o país. Incluídas na aquisição estavam 10 refinarias: Anacortes (Washington), Dickinson (Dakota do Norte), El Paso (Texas), Gallup (Novo México), Kenai (Alasca), Los Angeles (Califórnia), Mandan (Dakota do Norte), Martinez ( Califórnia), Salt Lake City (Utah) e St. Paul Park (Minnesota), aproximadamente 3.300 pontos de venda e o parceiro geral da Andeavor Logistics.

A MPLX LP adquiriu a Andeavor Logistics LP, criando uma empresa líder, de grande porte e diversificada no segmento de midstream.


Fundação e história inicial

Poage Settlement

Ashland, inicialmente conhecida como "Poage Settlement" e "Poage's Landing", foi colonizada por pelo menos dois grupos relacionados da família Poage de

  • Paisagem urbana
  • Cultura
  • Demografia
  • Economia
  • Educação
  • Geografia
  • Governo
  • História
  • prefeito
  • meios de comunicação
  • Parques
  • Pessoas

  • Ashland Inc.
  • Aeroporto Regional de Ashland
  • Ashland Town Centre
  • Ben Williamson Memorial Bridge
  • Camayo Arcade
  • Museu e Centro de Descobertas Highlands
  • O Independente
  • King's Daughters Medical Center
  • Mayo Mansion
  • Paramount Arts Center
  • Ponte Memorial Simeon Willis
  1. ^ a b Stambaugh, Carrie. "Montes serão isolados do público". Daily Independent. 4 de julho de 2009. Acessado em 29 de setembro de 2013.
  2. ^ Woodward, Susan L. & al. Indian Mounds of Middle Ohio Valley: um guia para os locais de Adena e Ohio Hopewell, pp. 37 e segs. McDonald & Woodward Publishing Company, 1986. Acessado em 29 de setembro de 2013.
  3. ^ Formulário de National Park Service.Application para os montes indianos no Central Park. Acessado em 29 de setembro de 2013.
  4. ^ A Enciclopédia de Kentucky
  5. ^ The Herald-Dispatch
  6. ^ Convenção da área de Ashland e departamento dos visitantes. "Atrações". 2 de setembro de 2006.
  7. ^ "Kentucky Atlas & Gazetteer." University of Kentucky. 8 de janeiro de 2007 [6].
  8. ^ a b c d e f g h i j "Uma história de Ashland, Kentucky, 1854–2004." Comitê do Bicentenário de Ashland. 2004. 2 de janeiro de 2007.
  9. ^ a b c d e f g h "Uma história de Ashland, Kentucky, 1786–1954." Comitê do Centenário de Ashland. 1954. 2 de janeiro de 2007.
  10. ^ "Dow Jones sobe para alto em meio ao otimismo das taxas de juros.".
  11. ^ Abandonado: entrada no shopping Kyova
  12. ^ a b Campos, Ben. "Thomas recebe cinco anos." Daily Independent de 26 de abril de 2006. 30 de dezembro de 2006 [7].
  13. ^ a b Campos, Ben. "Thomas afirma que ela era verdadeira." Daily Independent, 15 de novembro de 2006. 30 de dezembro de 2006 [8].
  14. ^ a b Campos, Ben. "Former officers renew lawsuit." Daily Independent October 18, 2006. December 30, 2006 [9].
  15. ^ James, Mike. "Thomas pleads guilty to charges." Daily Independent July 14, 2006. December 30, 2006 [10].

Ashland, Kentucky - History

This photograph was taken on May 17, 1917 at Ashland. The family assembled for a party to celebrate the birthdays of “Aunt Mag” Magdelen Harvey McDowell and Madeline McDowell Breckinridge. The original is at the Univeristy of Kentucky in the HCMF McDowell Family Papers.

Did your grandmother tell you you were related to Henry Clay? Did your Great Great Uncle Bob work at Ashland during the McDowell era? Does your family Bible say your ancestors were enslaved by Henry Clay? Did Great, Great, Great Grandpa Joe attend Kentucky University? If you have questions like these we may be able to provide answers! We maintain a large genealogical database, have voluminous records, and know where to find many more. We are pleased to share this information with you and will do our best to provide answers to your family history questions. Please direct genealogical inquiries to Curator Eric Brooks at [email protected] or 859-266-8581 x203 or the address below. Please provide as much information as you possibly can and go as far back as your information permits. The more data you can provide, the better your chances of finding further answers at Ashland. Please allow ample time for research. It is generally a time consuming process and the curator has only volunteer assistance with such requests. It may be possible to schedule a time to do research at Ashland. This must be done under the supervision of the curator and within the confines of his schedule. Please make your inquiry well in advance of your desired research trip.

Resources for Further Research

The following resources are recommended for further research:

The Clay Family by Zachary F. Smith and Mary Rogers Clay. Filson Club Publications No. 14. Filson Club, Louisville, KY 1899. This volume is probably the most definitive resource on the Clay family. It is somewhat rare and generally only available in Special Collections libraries.

Henry Watkins of Henrico County by Jane McMurtry Allen. Gateway Press, Inc. Baltimore, 1985. One of two good resources on the family of Henry Clay’s stepfather Henry Watkins (who was not the one in the book title).

Some Watkins Families of Virginia and their Kin by John Hale Stutesman. Gateway Press, Inc. Baltimore, 1989. the other good volume on the Watkins family. This one is a little larger and more recent.

Genealogical Narrative of the Hart Family by Mrs. Sarah S. Young. S.C. Toof & Co. Steam Printers, Memphis 1882. This is the main work on Henry Clay’s wife’s family. It is also rather rare and generally found in special collections.

Some Descendants of John Clay (Emigrant to Jamestown 1613) Through his son Charles Clay (ca 1638-1686) and his wife Hannah Wilson Compiled by Robin Clay Oliver. This source gathers much research on the larger family of which Henry Clay is a member and is a valuable starting point. It can be found and purchased on the internet.

Bill Labach’s Genealogy
This website is managed by a Henry Clay descendant and is a tree of the Clay family of which Henry Clay is a part.

Henry Clay Papers at University of Kentucky Department of Special Collections and Digital Projects
UK Special Collections has several large and important collections of papers on Henry Clay and his family. This is an excellent starting point for research.

Transylvania Univiersity Library Special Collections
Transylvania has a small but important collection of Clay papers. It also houses the records of the Kentucky University, the institution that owned Ashland from 1866 through 1882.


Artigos de pesquisa relacionados

Ashland is a home rule-class city in Boyd County, Kentucky, in the United States. Ashland, the largest city in Boyd County, is located upon a southern bank of the Ohio River. The population was 21,684 at the 2010 census. Ashland is the smaller of two primary cities in the Huntington-Ashland metropolitan area, which is referred to locally as the "Tri-State area" and had a population of 361,487 in 2017, while the Kentucky portion was home to 110,641 in 2017. Ashland serves as an important economic and medical center for northeastern Kentucky and is part of the fifth-largest metropolitan area in Kentucky.

Russell is a home rule-class city on the south bank of the Ohio River in Greenup County, Kentucky, United States. The population was 3,380 as of the 2010 census, down from 3,645 in 2000. Russell is a suburb of Ashland and part of the Huntington-Ashland-Ironton metropolitan area. It has close economic affiliations with its neighbors, Ashland and Flatwoods in Kentucky and Ironton, Ohio.

o Hopewell tradition describes the common aspects of Native American culture that flourished in settlements along rivers in the northeastern and midwestern Eastern Woodlands from 100 BCE to 500 CE, in the Middle Woodland period. The Hopewell tradition was not a single culture or society, but a widely dispersed set of populations connected by a common network of trade routes. This is known as the Hopewell exchange system.

Algoma Steel Inc. is an integrated primary steel producer located on the St. Marys River in Sault Ste. Marie, Ontario, Canada. Its products are sold in Canada and the United States as well as overseas. Algoma Steel was founded in 1902 by Francis Clergue, an American entrepreneur who had settled in Sault Ste. Marie. The company emerged from bankruptcy protection in 2004. In April 2007, Algoma Steel was purchased by India's Essar Group for US$ 1.63 billion, continuing operations as a subsidiary known as Essar Steel Algoma Inc.

UMA steel mill ou steelworks is an industrial plant for the manufacture of steel. It may be an integrated steel works carrying out all steps of steelmaking from smelting iron ore to rolled product, but may also be a plant where steel semi-finished casting products are made from molten pig iron or from scrap.

o Adena culture was a Pre-Columbian Native American culture that existed from 800 BC to 100 AD, in a time known as the Early Woodland period. The Adena culture refers to what were probably a number of related Native American societies sharing a burial complex and ceremonial system. The Adena culture was centered on the location of the modern state of Ohio, but also extended into contiguous areas of northern Kentucky, eastern Indiana, West Virginia, and parts of extreme western Pennsylvania.

Ashland Global Specialty Chemicals Inc. is an American chemical company which operates in more than 100 countries. Headquartered in Covington, Kentucky, the company traces its roots back to the city of Ashland, Kentucky, where it was headquartered from 1924 to 1999. The company currently has five wholly owned divisions, which include Chemical Intermediates and Solvents, Composites, Industrial Specialties, Personal and Home Care, & Pharmaceuticals, Food and Beverage, and Agriculture. Until 2017, the company was the primary manufacturer of Valvoline.

ArcelorMittal Kryvyi Rih (former Kryvorizhstal is Ukraine's largest integrated steel company located in Kryvyi Rih city.

AK Steel Holding Corporation is an American steelmaking company headquartered in West Chester Township, Butler County, Ohio. The company, whose name was derived from the initials of Armco, its predecessor company, and Kawasaki Steel Corporation, was acquired by Cleveland-Cliffs in 2020.

IISCO Steel Plant of Steel Authority of India Limited is an integrated steel plant located at Burnpur, a neighbourhood in Asansol city, in the Asansol subdivision of Paschim Bardhaman district, West Bengal, India.

o Ashland Independent School District is a school district based in Boyd County, Kentucky. The district serves the area within the city limits of Ashland.

Boyd County is a county located in the U.S. state of Kentucky. As of the 2010 census, the population was 49,542. The county seat is Catlettsburg, and its largest city is Ashland. The county was formed in 1860. Its 160 square miles (410 km 2 ) are found at the northeastern edge of the state near the Ohio River and Big Sandy River, nestled in the verdant rolling hills of Appalachia.

o Tennessee Coal, Iron and Railroad Company (1852�), also known as TCI e a Tennessee Company, was a major American steel manufacturer with interests in coal and iron ore mining and railroad operations. Originally based entirely within Tennessee, it relocated most of its business to Alabama in the late nineteenth century. With a sizable real estate portfolio, the company owned several Birmingham satellite towns, including Ensley, Fairfield, Docena, Edgewater and Bayview.

o Pittsburgh Coal Seam is the thickest and most extensive coal bed in the Appalachian Basin hence, it is the most economically important coal bed in the eastern United States. The Upper Pennsylvanian Pittsburgh coal bed of the Monongahela Group is extensive and continuous, extending over 11,000 mi 2 through 53 counties. It extends from Allegany County, Maryland to Belmont County, Ohio and from Allegheny County, Pennsylvania southwest to Putnam County, West Virginia.

Thomas Williamson Means was a settler of Hanging Rock, Ohio, and a native of South Carolina. Together with his brother Hugh he became notable in Ashland, Kentucky, after he built the Buena Vista Furnace and became a director of the Kentucky Coal, Iron & Manufacturing Company. He was also the father of Ashland Mayor John Means. Means owned furnaces in Alabama, Kentucky, Ohio, and Virginia.

Visakhapatnam Steel Plant is the integrated steel plants of Rashtriya Ispat Nigam Limited in Visakhapatnam. Founded in 1971, the plant focuses on producing value-added steel, with 214,000 tonnes produced in August 2010, out of 252,000 tonnes total of saleable steel produced.

Normal is a residential unincorporated community, located within the city of Ashland, Kentucky along U.S. Route 23 and U.S. Route 60 and the Ohio River. It was annexed by the City of Ashland in 1905. Previously, Normal was an independent community with post office. Normal Presbyterian Church, founded in 1890, is one of the last surviving remnants of the original community of Normal. The originally wooden church was razed in 1957 when the current brick structure was completed across 44th Street. The Normal Post Office was in operation from

John Russell was an Irish-American industrialist active in the development of Ashland, Kentucky, and the founding of Russell, Kentucky, which was named in his honor.

In 2014, the United States was the world’s third-largest producer of raw steel, and the sixth-largest producer of pig iron. The industry produced 29 million metric tons of pig iron and 88 million tons of steel. Most iron and steel in the United States is now made from iron and steel scrap, rather than iron ore. The United States is also a major importer of iron and steel, as well as iron and steel products.

o Shriver Circle Earthworks are an Ohio Hopewell culture archaeological site located in Chillicothe in Ross County, Ohio. At 1,200 feet (370 m) in diameter the site is one of the largest Hopewell circular enclosures in the state of Ohio.