Podcasts de história

Detalhe do Grupo Laocoön - Thymbraeus

Detalhe do Grupo Laocoön - Thymbraeus


Laocoön (El Greco)

o Laocoön é uma pintura a óleo criada entre 1610 e 1614 pelo pintor grego El Greco. Faz parte de uma coleção da National Gallery of Art em Washington, D.C ..

Laocoön
ArtistaEl Greco
Ano1610–1614
ModeloPintura a óleo
Dimensões142 cm × 193 cm (56 pol. × 76 pol.)
LocalizaçãoGaleria Nacional de Arte, Washington, D.C.

A pintura retrata a história mitológica grega e romana das mortes de Laocoön, um sacerdote troiano de Poseidon, e seus dois filhos, Antifantes e Timbreu. Laocoön e seus filhos foram estrangulados por serpentes marinhas, uma punição enviada pelos deuses depois que Laocoön tentou alertar seus conterrâneos sobre o cavalo de Tróia. [1] Embora inspirado na escultura helenística monumental recentemente descoberta Laocoön e seus filhos em Roma, Laocoön é um produto do maneirismo, um movimento artístico originado na Itália durante o século 16 que se opôs aos ideais artísticos do Renascimento. [2] A pintura de El Greco rompe deliberadamente com o equilíbrio e a harmonia da arte renascentista com sua forte atmosfera emocional e figuras distorcidas.


Mencionado por Virgílio, Sófocles e outros, Laocoön (da mitologia grega e romana pronunciado lay-AW-koo-on) foi um sacerdote troiano que tentou alertar seu povo sobre o estratagema do Cavalo de Tróia (cavalo gigante de madeira com guerreiros escondidos no barriga) que foi usada por seus inimigos, os gregos (às vezes chamados de & # 8220 os aqueus & # 8221) para entrar e destruir a cidade de Tróia. (Leia sobre a Guerra de Tróia aqui.)

Laocoön e seus dois filhos Antiphantes (mais velho) e Thymbraeus (mais jovem) foram estrangulados e mortos por serpentes marinhas enviadas pelos deuses / deusas & # 8211 em algumas versões, é Atenas, em outras, Apolo. Os eventos variam consideravelmente entre contas diferentes.

História natural: uma seleção por Pliny (1991, Penguin Classics)

Na arte, a figura ganhou fama em grande parte por conta de uma estátua escavada em 1506 perto da igreja de Santa Maria Maggiore, em Roma, em exibição hoje nos Museus do Vaticano. o Laocoön Group ou Laocoön e seus filhos contém esculturas de mármore quase em tamanho natural do pai e dos filhos.

O escritor romano Plínio, o Velho (23 DC-79 DC) referiu-se ao grupo em seu História Natural. Aos 36,37, ele escreve, & # 8220É uma obra a ser colocada acima de tudo o que as artes da pintura e da escultura produziram. Com um único bloco de mármore, os consumados artesãos de Rodes & # 8211 Hagesander, Polydoros e Athenadoros & # 8211 a pedido do conselho projetaram um grupo de Laocoön e seus filhos, com as cobras enroscadas em torno de todos eles. & # 8221

Laocoön and His Sons, Museus do Vaticano, Roma pelo usuário & # 8220Dom Crossley & # 8221, CC BY 2.0, Wikimedia Commons

A escultura como um todo é, de acordo com o classicista britânico Nigel Spivey (da Universidade de Cambridge), & # 8220 o ícone prototípico da agonia humana na arte ocidental & # 8221. A primeira figura a responder à obra de arte foi o cardeal Jacopo Sadoleto, que esteve presente durante a escavação e descobriu que o grito de Laocoön & # 8217 era o & # 8220 gemido heróico de um homem ferido & # 8221. Mais tarde, JJ Winckelmann (1717-1768), um historiador de arte alemão, escreveu: & # 8220Ele não solta nenhum grito dilacerante & # 8230 em vez de um suspiro ansioso e pesado & # 8230 sua miséria nos corta profundamente, mas ansiamos pelo força exemplar do herói & # 8217s para suportá-lo. & # 8221 Spivey continua a contrastar a agonia de Laocoön & # 8217 com a de Cristo. Porque Cristo morreu / acredita-se que morreu para redimir o mundo, seu sofrimento passivo & # 8211 e o dos mártires cristãos subsequentemente & # 8211 foi / é traduzido em sublime vitória. Mas o & # 8220Servo sofredor & # 8221 não tinha absolutamente nenhuma reivindicação de honra em nenhum dos sistemas morais inventados pelos gregos e romanos. Lá, a dor não tinha grande poder. O sacrifício não tornou o mundo um lugar melhor. A perda era inútil. A catástrofe foi final. A Grécia clássica foi o berço do gênero literário que chamamos de & # 8220tragedy & # 8221, do qual Laocoön é um ícone verdadeiro e assustador. [Mais em Criação duradoura: arte, dor e fortaleza (2001, University of California Press)]

Aqui está um pequeno vídeo de Smarthistory na escultura:

Apresentado: Detalhe de Laocoön e seus filhos pelo usuário & # 8220Giulio Menna & # 8221, CC BY 2.0, Flickr


GRUPO LAOCOON 2 onças de moeda de prata de alto relevo de 2000 francos Camarões 2020

Esta grande moeda do & bdquoLaokoon Group & rdquo é uma das mais belas e controversas obras-primas da arte da escultura de todos os tempos. A moeda cunhada em prata, decorada com tecnologia de acabamento antigo em ambos os lados e com douramento seletivo no reverso reflete fielmente cada detalhe da peça.

  • Moeda de prata pura antiquada com douramento seletivo de ouro
  • Cunhagem limitada de 500 unidades.
  • Alto relevo
  • 2 onças da melhor prata e 45 mm de diâmetro

Segundo alguns pesquisadores, a escultura foi feita no período helenístico, enquanto, segundo outros, a peça que conhecemos é apenas sua cópia romana. Também existe a hipótese de que o & ldquoLaocoon Group & rdquo é uma falsificação de Michael Angelo.

A estátua de Laoco & oumln e seus filhos, também chamada de Grupo Laoco & oumln, é uma das mais famosas esculturas antigas desde que foi escavada em Roma em 1506 e colocada em exibição pública no Vaticano, onde permanece. É muito provável que seja a mesma estátua elogiada nos mais elevados termos pelo principal escritor romano de arte, Plínio, o Velho. As figuras têm quase o tamanho natural e o grupo tem pouco mais de 2 m de altura, mostrando o sacerdote troiano Laoco & oumln e seus filhos Antifantes e Thymbraeus sendo atacados por serpentes marinhas.

País Camarões
Denominação 2000 francos
Ano 2020
Qualidade Acabamento Antigo
Material Silver 999/1000
Peso (g) 2 oz (62,2g)
Diâmetro 45 mm
Pcs cunhagem 500
Certificado (COA) sim
Caso de apresentação (caixa) sim

PONTOS DE RECOMPENSA: Ganhe Dazzling Point (igual ao custo de um item) com nosso programa de fidelidade para ser convertido em um voucher para uma compra futura.


Agesander, Athenodoros e Polydorus & # x27 & quotThe Death of Laocoön and His Sons & quot (Circa 42 to 20 AC)

Laocoön, filho de Acoetes é uma figura da mitologia grega e romana, um sacerdote troiano de Poseidon (ou Netuno), cujas regras ele desafiou, seja por se casar e ter filhos, ou por ter cometido uma impiedade ao fazer amor com sua esposa na presença de uma imagem de culto em um santuário. Seu papel secundário no Ciclo Épico narrando a Guerra de Tróia foi o de advertir os troianos em vão contra aceitar o Cavalo de Tróia dos gregos - "Uma fraude mortal é esta", disse ele, "planejada pelos chefes aqueus!" execução por duas serpentes enviadas a Tróia do outro lado do mar da ilha de Tenedos, onde os gregos acamparam temporariamente.

Laocoön alertou seus companheiros troianos contra o cavalo de madeira apresentado à cidade pelos gregos. Na Eneida, Virgílio dá a Laocoön a famosa linha Equo ne credite, Teucri / Quidquid id est, timeo Danaos et dona ferentes, ou & quotNão confie no cavalo, troianos / Seja o que for, temo que os gregos até dêem presentes. & Quot Esta linha é a fonte do ditado: & quotCuidado com os gregos que trazem presentes. & quot

A estátua de Laocoön e seus filhos (italiano: Gruppo del Laocoonte), também chamada de Grupo Laocoön, é uma escultura monumental em mármore atualmente nos Museus do Vaticano, em Roma. A estátua é atribuída pelo autor romano Plínio, o Velho, a três escultores da ilha de Rodes: Agesandro, Atenodoro e Policlito. Mostra o sacerdote troiano Laocoön e seus filhos Antiphantes e Thymbraeus sendo estrangulados por serpentes marinhas.

Várias datas foram sugeridas para a estátua, variando de cerca de 160 a cerca de 20 AEC. As inscrições encontradas em Lindos, em Rodes, datam da Idade Média e de Atenas a um período posterior a 42 aC, tornando os anos 42 a 20 a data mais provável para a criação da estátua de Laocoön. Não se sabe se é uma obra original ou uma cópia de uma escultura anterior. Foi sugerido que os três rodianos eram copistas, possivelmente de uma escultura de bronze de Pérgamo, criada por volta de 200 aC. Plínio em sua História Natural (XXXVI, 37) afirma que ela estava localizada no palácio do imperador Tito. Ele também afirma que ela foi esculpida em uma única peça de mármore, embora, quando descoberta, fosse composta por sete peças interligadas.

A estátua provavelmente foi originalmente encomendada para a casa de um rico romano. Foi desenterrado em 1506 perto do local da Domus Aurea do Imperador Nero, no vinhedo de Felice De Fredis (41 ° 53′31,39 ″ N 12 ° 30′1,12 ″ E / 41,8920528 ° N 12,5003111 ° E / 41.8920528 12.5003111) informado do fato, o Papa Júlio II, um classicista entusiasta, o adquiriu e colocou no Jardim Belvedere do Vaticano (41 ° 54′15 ″ N 12 ° 27′17 ″ E / 41.90417 ° N 12.45472 ° E / 41.90417 12.45472), agora parte dos Museus do Vaticano.

Em 2005, Lynn Catterson argumentou que a escultura era uma falsificação criada por Michelangelo. Richard Brilliant, autor de My Laocoön, descreveu as afirmações de Catterson como & quotincríveis sob qualquer aspecto & quot.


Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится делей петитомолей петиторые бене итоленалей петиторые.

Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится делей петитомолей петиторые бене итоленалей петиторые.

Материалы: алебастр, ручной работы

Leia a descrição completa

Статуя Лаокона и его сыновей

Рост 28см (11 дюймов)
Вес 1,450g

Категоти: Статуи, Скульптуры, Архаика, Греческая римская мифология
Материал: Алебастр

Статуя Лаокона и его сыновей, также называемая Лаокооной группой (итальянская: Gruppo del Laocoonte), была одной из самых известных древних скульптур с тех пор, как она была раскопана в Риме в 1506 году и выставлена ​​на публичную экспозицию в Ватикане, где она и остается . Скорее всего, та же статуя, восхваляемая в высших выражениях главным римским пиватуя восхваляемая в высших выражениях главным римским пиватус. Цифры близки к размеру в жизни, и группа составляет чуть более 2 м (6 футов 7 дюйма) в высоту, показывая троянский священник Лаокон и его сыновья Антифант и Тимбрей подвергаются нападению морских змей.

Группа была названа «прототипной иконой человеческой агонии» в западном искусстве, и в отличие от агонии, часто изображаемой в христианском искусстве, показывающей Страсть Иисуса и мучеников, это страдание не имеет искупительной силы или награды. Страдания показаны через искривленные выражения лиц (Чарльз Дарвин отметил, что выпуклые брови Лаокона физиологически невозможны), которые соответствуют борющимся телам, особенно у самого Лаокона, при этом каждая часть его тела напрягается.


Crie modelos 3D e 360 ​​panoramas e publicá-lo na web



compatível apenas com Windows 10

Um ícone da arte helenística, a escultura figurativa grega conhecida como Grupo Laocoonte, ou Laocoonte e Seus Filhos, é uma estátua monumental que está em exibição no Museu Pio Clementino, nos Museus do Vaticano, em Roma. É uma cópia em mármore de uma escultura de bronze, que - de acordo com o escritor romano Plínio, o Velho (23-79 EC) - retratava o sacerdote troiano Laocoonte e seus dois filhos Antifas e Thymbraeus sendo mortos por cobras gigantes, conforme descrito pelos romanos poeta Virgílio (70 aC - 19 dC) em seu poema épico, a Eneida. A estátua, que foi vista e reverenciada por Plínio, o Velho no palácio de Tito Flávio Vespasiano (39-81 dC), o futuro imperador romano Tito (governou 79-81), foi atribuída por Plínio a três escultores da ilha grega de Rodes: Hagesander, Athenodoros e Polydorus. Esta atribuição coincide com uma inscrição em um fragmento de outros mármores semelhantes descobertos separadamente do próprio Laocoonte. Apesar da incerteza persistente quanto à sua data e detalhes de sua proveniência original, Laocoon and His Sons é considerada uma das maiores obras da escultura grega do período helenístico.

A estátua de Laocoonte foi descoberta em janeiro de 1506, enterrada no solo de um vinhedo de Roma de propriedade de Felice de 'Fredis. Um dos primeiros especialistas a visitar o local da escavação foi Michelangelo (1475-1564), o famoso escultor renascentista. O papa Júlio II, amante da arte grega, ordenou que a obra fosse levada imediatamente ao Vaticano, onde foi instalada no jardim do pátio do Belvedere. Não surpreendentemente, dado o comentário de Plínio de que era "superior a todas as obras de pintura e bronze", a estátua de Laocoonte teve um impacto significativo na arte renascentista italiana em geral e nos escultores renascentistas, em particular.

Na verdade, o Laocoonte rapidamente se tornou uma das obras de arte antiga mais estudadas, reverenciadas e copiadas já expostas. Outros tesouros famosos nos Museus do Vaticano, como o Belvedere Apollo de Leochares (c.330 aC) e o heróico Belvedere Torso de Apolônio (séc. I / II aC) foram ofuscados em comparação. Desde sua descoberta em 1506, muitas cópias foram feitas do Laocoonte, incluindo uma versão em bronze de Baccio Bandinelli (1493-1560), agora na Galeria Uffizi, em Florença, e uma fundição em bronze, feita por Francesco Primaticcio (1504-1570) para o rei francês Francisco I, agora no Louvre, em Paris. Outras cópias podem ser vistas no Grande Palácio dos Cavaleiros de São João em Rodes e no Museu Arqueológico de Odessa.

Como resultado de sua fama duradoura, a estátua de Laocoonte foi removida do Vaticano por Napoleão, em 1799, levada para Paris, onde foi instalada na L ouvre como um exemplar da arte neoclássica. Foi devolvido ao Vaticano em 1816, pelas autoridades britânicas em Paris, após a derrota de Napoleão em Waterloo.

Em 1957, fragmentos esculturais pertencentes a quatro grupos de mármore retratando cenas do poema épico de Homero, a Odisséia (século VIII / IX aC) foram descobertos em Sperlonga, Nápoles. O local da descoberta foi um antigo salão de banquetes usado anteriormente pelo imperador romano Tibério (governou de 14 a 37 dC). Um dos fragmentos, um busto de Odisseu, é estilisticamente muito semelhante a Laocoon and His Sons, enquanto os nomes Hagesander, Athenodoros e Polydorus foram inscritos em outro fragmento.

Em 1906, o braço direito de Laocoonte (ausente da descoberta original em 1506) foi descoberto por acaso no pátio de uma construtora em Roma pelo arqueólogo Ludwig Pollak, diretor do Museo Barracco. Acreditando que poderia ser o braço perdido em questão, Pollak doou-o ao Museu do Vaticano, onde permaneceu por mais de cinquenta anos. Então, em 1960, especialistas em museus verificaram que o braço pertencia ao Laocoonte. Consequentemente, a estátua foi remontada com o novo braço anexado.

A estátua de Laocoonte, com cerca de 2,5 metros de altura, é feita de sete peças de mármore branco interligadas. Sua data exata de criação é incerta, embora - de acordo com várias inscrições encontradas em Rodes datando Hagesander e Athenedoros em algum tempo depois de 42 AC - os especialistas agora acreditam que foi esculpido entre 42-20 AC. Mais importante, não se sabe ao certo se é uma escultura romana original ou uma cópia de uma escultura grega anterior. Dito isso, os especialistas agora acreditam que seus três escultores - Hagesander, Athenodoros e Polydorus - eram copistas altamente qualificados que se especializaram na produção de réplicas de figuras gregas originais para clientes romanos ricos. Assim, com toda a probabilidade, o Laocoonte do Vaticano é uma cópia de um bronze helenístico grego - quase certamente da Escola Pergamon, veja drama semelhante, músculos tensos e rostos contorcidos no Grande Altar de Zeus (c.180 AC, Pergamon, Turquia) . Esta conclusão também é consistente com as descobertas de várias reformas realizadas na estátua. Não se sabe quem encomendou a réplica Laocoon.

A última teoria, proposta em 2005 por Lynn Catterson, é que o Laocoonte é uma falsificação criada em 1506 por Michelangelo. Isso foi considerado "não crível" por Richard Brilliant, em seu livro My Laocoon.

Conforme descrito na Eneida de Virgílio, Laocoonte era um sacerdote troiano. Quando os gregos, que mantinham Tróia sob cerco, deixaram o famoso Cavalo de Tróia na praia, Laocoonte tentou alertar os líderes troianos a não trazê-lo para a cidade, caso fosse uma armadilha. A deusa grega Atena, atuando como protetora dos gregos, puniu Laocoonte por sua interferência fazendo com que ele e seus dois filhos fossem atacados pelas gigantescas serpentes marinhas Porces e Charibéia. Na escultura, um filho pode ser visto se libertando das cobras e olha para o outro lado para ver seu pai e irmão em agonias de morte.

O próprio Michelangelo ficou especialmente impressionado com a enorme escala da obra, bem como sua estética expressiva, tão típica da escultura grega da Escola Pergamon do período helenístico. Qualidades emotivas semelhantes reaparecem nas próprias obras de Michelangelo, como Dying Slave (1513-16, Marble, Louvre, Paris). Mas veja também David de Donatello (1440) para uma interpretação do início da Renascença do nu masculino em pé, e David de Michelangelo (1504) para uma interpretação da Alta Renascença.

O emocionalismo em Laocoonte e seus filhos foi muito influente na escultura barroca posterior (c.1600-1700), bem como nos escultores neoclássicos (c.1770-1830). O historiador de arte alemão Johann Joachim Winckelmann (1717-68) viu a estátua como a personificação da nobreza neoclássica e do heroicismo, embora admitisse a dificuldade inerente - para qualquer observador de Laocoonte - de apreciar a beleza em uma cena de morte. Os comentários de Winckelmann foram posteriormente adotados por Gotthold Ephraim Lessing, em seu influente tratado Laokoon (1766).

Ao todo, a estátua manteve um fascínio contínuo pelas gerações sucessivas de escultores: um fenômeno totalmente atualizado pela exposição do Vaticano de 2006, marcando o 500º aniversário de sua descoberta, e a exposição de 2007 realizada no Henry Moore Institute em Leeds (Reino Unido), intituladoTowards a New Laocoon.

Este objeto faz parte do programa "Scan The World". Scan the World é uma iniciativa sem fins lucrativos introduzida pela MyMiniFactory, por meio da qual estamos criando um arquivo digital de esculturas, obras de arte e pontos de referência totalmente 3D para impressão de todo o mundo para o público acessar gratuitamente. Scan the World é um esforço da comunidade de código aberto. Se você tiver itens interessantes ao seu redor e quiser contribuir, envie um e-mail para [email protected] para descobrir como pode ajudar.

Digitalizado: fotogrametria (processada usando Agisoft PhotoScan)

Torne-se um membro do ArtisGL e baixe o 3D Publisher na Windows 10 Store!


Покупайте на Etsy - вносите свой вклад в доброе дело.

Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится мелей петитомолей петиторые.

Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится мелей петитомолей петиторые.

Leia a descrição completa

СДЕЛАНО В ГРЕЦИИ - РУЧНОЙ РАБОТЫ
твердые и тяжелые

Размеры (приблизительно):
Рост: 28 см (11 в)
Ширина: 17,5 см (6,9 дюйма)
Глубина: 8,5 см (3,35 дюйма)

Материал: Литой мрамор
Литые мраморные статуи сделаны из композитного материала, в котором натуральный измельченный греческий мраморный камень смешивается с небольшим количеством смолы, которая работает как клей. Затем смесь выливается в форму дизайна статуи. Поскольку порошок настолько хорош, мелкие детали могут быть воспроизведены с помощью этого метод. 90% Все скульптуры закончены вручную, чтобы обеспечить лучшее качество.

Пожалуйста, обратите внимание: наши статуи не вырезаны. 100% Натуральные мраморные статуи ручной резьбой и команда очень здоровенная цена. Наши предложения продукции предназначены для того, чтобы быть доступными для большинства насел.

Наша статуя основана на скульптуре «Лаокон и его сыновья», также называемой Лаокон группой », которая была одной из самых известных древних скульптур с тех пор, как она была раскопана в Риме в 1506 году и выставлена ​​на публичную экспозицию в Ватикане, где она и остается. Цифры близки к размеру в жизни, и группа составляет чуть более 2 м (6 футов 7 дюйма) в высоту, показывая троянский священник Лаокон и его сыновья Антифант и Тимбрей подвергаются нападению морских змей.

Профессиональная упаковка - Мы принимаем дополнительную осторожность в безопасной упаковке наших хрупких предметов для обеспечения безопасной доставки.

Мы отправляем по всему миру из Греции, 12-48 часов после оплаты (не включает Сб, Солнце или праздники), через греческую почтовую службу для всех международных пакетов. Все пакеты включают номера отслеживания.


Покупайте на Etsy - вносите свой вклад в доброе дело.

Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится делей петитомолей петиторые бене итоленалей петиторые.

Мы не просто торговая площадка для необычных вещей, мы сообщество людей, которые заботятится делей петитомолей петиторые бене итоленалей петиторые.

Leia a descrição completa

СДЕЛАНО В ГРЕЦИИ - РУЧНОЙ РАБОТЫ
твердые и тяжелые

Размеры (приблизительно):
Рост: 28 см (11 в)
Ширина: 17,5 см (6,9 дюйма)
Глубина: 8,5 см (3,35 дюйма)

Материал: Литой мрамор
Литые мраморные статуи сделаны из композитного материала, в котором натуральный измельченный греческий мраморный камень смешивается с небольшим количеством смолы, которая работает как клей. Затем смесь выливается в форму дизайна статуи. Поскольку порошок настолько хорош, мелкие детали могут быть воспроизведены с помощью этого метод. 90% Все скульптуры закончены вручную, чтобы обеспечить лучшее качество.

Пожалуйста, обратите внимание: наши статуи не вырезаны. 100% Натуральные мраморные статуи ручной резьбой и команда очень здоровенная цена. Наши предложения продукции предназначены для того, чтобы быть доступными для большинства насел.

Наша статуя основана на скульптуре «Лаокон и его сыновья», также называемой Лаокон группой », которая была одной из самых известных древних скульптур с тех пор, как она была раскопана в Риме в 1506 году и выставлена ​​на публичную экспозицию в Ватикане, где она и остается. Цифры близки к размеру в жизни, и группа составляет чуть более 2 м (6 футов 7 дюйма) в высоту, показывая троянский священник Лаокон и его сыновья Антифант и Тимбрей подвергаются нападению морских змей.

Профессиональная упаковка - Мы принимаем дополнительную осторожность в безопасной упаковке наших хрупких предметов для обеспечения безопасной доставки.

Мы отправляем по всему миру из Греции, 12-48 часов после оплаты (не включает Сб, Солнце или праздники), через греческую почтовую службу для всех международных пакетов. Все пакеты включают номера отслеживания.


Victor Travel Blog

A escultura do Grupo Laocoonte nos Museus do Vaticano. Roma, Itália.

A escultura Laocoon é a própria morte perfeitamente executada. Eu era criança quando vi esta estátua pela primeira vez. Eu não percebi seu valor. Acabei de olhar para os belos corpos de um avô e de seus netos. Ah, sim, eu não sabia que era o sacerdote troiano Laocoonte e seus filhos, Antifantas e Timbreu. Se há barba, então ele deve ser um homem velho, ponto final! Mas esse velho estava em condições físicas tão perfeitas que não conseguia tirar os olhos dele. Acho que os gregos antigos conheciam algum tipo de segredo para conseguir essa forma e mantê-la sem usar os esteróides de que precisamos hoje em dia para recriar tal aparência.

Esta é a única estátua que na minha infância não consegui desenhar com sucesso no catálogo devido à enorme quantidade de detalhes. Era muito mais fácil com as esculturas de Vênus de Milo ou Apolo. E agora imagine quanto esforço foi necessário para cortá-lo de um bloco de mármore sólido. Como aprendi mais tarde, havia dois bloqueios, mas ainda assim, isso torna o processo mais fácil?

Venus de Milo. Museu do Louvre, Paris, França.

O Apolo Belvedere ou Apolo do Belvedere. Os Museus do Vaticano, Roma, Itália.

Eu tinha 12 ou 13 anos quando nossos pais trouxeram meu irmão e eu para o Hermitage, o museu em São Petersburgo, e eu vi a verdadeira - como eu pensava - estátua de Laocoonte. A famosa escultura antiga era incrivelmente grande e absolutamente viva. Parece que estava mudando bem na frente de seus olhos se você assistisse fixamente e, em seguida, fechasse os olhos e os abrisse novamente. Mas eu ainda não percebi que de fato essa escultura simbolizava uma morte terrível.

Para comparar com os tempos modernos, é como se alguém tivesse criado uma estátua demonstrando a morte de uma família judia em uma câmara de gás no campo de concentração fascista de Auschwitz, mas estava além da minha compreensão infantil na época. Fiquei tentando entender como eles poderiam cortá-lo de uma pedra. Como aqueles três gênios de Rodes - Idade do Século, Athenodoros e Polidoro - desenharam essa cena em suas mentes ou em um papel, ou talvez no próprio bloco de mármore? Mas essa imagem seria bidimensional e o resultado se tornaria tridimensional.

Se você me perguntar o que realmente ficou na memória de minha infância depois de visitar Hermitage em São Petersburgo, eu diria: Laocoonte com seus filhos, e os negros Atlantes do lado de fora do Hermitage apoiando o telhado da galeria do Palácio de Inverno. Como você pode ver, em ambos os casos se trata de corpos poderosos e musculosos de homens reais. Acho que mesmo naquela época, havia um preparador físico adormecido dentro de mim que acordou apenas aos 29 anos.

Agora, 40 anos depois, estou diante da estátua original do grupo Laocoön no pequeno pátio de esculturas do museu Belvedere, no Vaticano. Oh Deus, a estátua é tão pequena! Lembro-me daquele enorme e poderoso.

É só porque o menino cresceu, mas a estátua não.

Laocoonte e a estátua de seus filhos. Palácio de inverno, Museu Hermitage, São Petersburgo, Rússia.

Laocoonte e a estátua de seus filhos no Palazzo Grimani. Veneza, Itália.

Quando, após dez anos de cerco, os antigos gregos desesperaram de conquistar a cidade de Tróia, eles decidiram usar um truque: eles construíram um enorme cavalo de madeira e esconderam uma tropa de guerreiros bem armados dentro dele, enquanto eles próprios embarcaram em um navio e deixou Troy. A felicidade dos troianos não conhecia limites. Eles haviam vencido, o cerco foi levantado e os inimigos recuaram deixando uma lembrança para eles. Então, imediatamente, ele teve que ser arrastado para dentro da cidade, mesmo que uma parte da muralha defensiva precisasse ser demolida para isso.

Meio ridículo, não é? Can you imagine if after 800 days of the Leningrad siege, the Hitlerites unexpectedly went away, having left a huge, beautifully painted panzer as a present to the defenders of the city? And what is more beyond belief, the happy citizens of Leningrad dragged this panzer into their city without even taking a look inside?!

However, it happened that there was at least one person in Troy who stayed in his right mind–the priest Laocoön. He ferociously protested against taking this “gift” into the city, assuming there was something dangerous inside it, presaging the disaster to the whole city in the end. But he did not know that the fall of Troy was expected by more powerful forces than a troop of Greeks who wanted only to ravage the rich city on the pretext of releasing the “captured” Helen of Troy.

As soon as Laocoon got to the seashore together with his sons in order to make sacrifice to the gods in hopes of averting the disasters, those same gods, in the person of Athena set two sea serpents on them. Those snakes wrapped themselves around their bodies and started to strangle and tear them apart. This very moment was captured by Agesander, Athenodoros, and Polydorus in their immortal creation of art–the moment of the death of Laocoon and his family.

We can only rejoice that Laocoon and his sons were going to perform the sacrificial ritual absolutely naked, which would in reality be inherently out of the question. However, had it not been for this creative urge of the authors to implement the Greek fairytale into the marble, we might never have seen the paragon of the masculine figure of two generations.

Laocoon and his sons statue in the Palazzo Grimani. Venice, Italy.

But we need to get back to history here.

Initially the sculpture of Laocoon was cast in bronze, and later copied in the marble version. The bronze statue did not survive as the metal was highly valued, and obviously this work of art could have been melted down for some other needs. The marble copy has survived to modern times, and if it is worse than the original, then I just can’t imagine how it could have looked in bronze.

Pliny the Elder thought this sculptural composition was the best among all embodiments of Laocoon’s theme however, it had also been lost until 1506 when an Italian villager suddenly discovered it in his own garden. Experts who were called upon identified it as the statue described by Pliny the Elder. By the way, Michelangelo Buonarroti was one of those experts.

Pope Giulio proposed that Michelangelo recreate the missing arms of Laocoon and his younger son, but the master refused. At first glance it seems to be a rather strange decision. Such a proposal means fame and money. The master found an elegant excuse: My skill cannot be compared to the talents of the ancient Greeks.

Well, it can, dear maestro, it surely can, but probably there had been some other grounds. I assume it could be the unwillingness to work the masterpieces of other artists, because this statue would never be called the “Laocoon by Michelangelo,” but every single piece of your art should bear only your name.

The Laocoon’s missing arm was recreated by one of Michelangelo’s students, and all subsequent copies have been created with a right hand extended upwards. However, at the beginning of the 20th century, the original arm was unexpectedly found in Italy and it turned out to be bent back! It makes us wonder: Did Michelangelo know or feel something when he rejected the proposal to create the new right arm of Laocoon?

With or without the arm, the death scene of the father and two of his sons has become one of the greatest creations of world art, exerting a massive impact on the oeuvre of many further generations of artists.


Laocoön

Laocoön, a Trojan prince, brother of Anchises and priest of Apollo Thymbraeus or Poseidon. Of his story as told by Arctinus ( Iliu Persis see epic cycle), Bacchylides, and Sophocles ( Laocoön ), we know little. In the standard version (Verg. Aen. 2. 40–56, 199–231 Apollod. Epit. 5. 17–18), he protested against drawing the Wooden Horse (see epeius (2) ) within the walls of Troy, and two great serpents coming over the sea from the island of Tenedos killed him and his two sons (so Euphorion ( 2 ) in Arctinus, Laocoön and one son in Bacchylides, Sophocles, Apollodorus ( 6 ), and Quintus Smyrnaeus (12. 444–97), only the sons). According to Hyginus ( Fab. 135. 1) the serpents were sent by Apollo to punish him for having married in spite of his priesthood, in Quintus Smyrnaeus and Virgil, by Athena on account of his hostility to the Horse.

In art, Laocoön is the subject of the famous marble group in the Vatican showing father and sons in their death-agony. It was made by three Rhodian sculptors (see hagesander, athenodorus, and polydorus). The group was exhibited in the palace of Titus, and was said by Pliny ( 1 ) ( HN 36. 37) to have surpassed all other works of painting and sculpture. The death of Laocoön is shown on two wall-paintings from Pompeii, and late Imperial gems. Two south Italian vases show Laocoön as devotee of Apollo Thymbraeus.


Assista o vídeo: Laocoön: Time and Space Insights from the Director (Novembro 2021).