Podcasts de história

Cronograma do governo de Rashidun

Cronograma do governo de Rashidun


História

Os primeiros quatro califas que governaram após a morte de Maomé são freqüentemente citados como Khulafah Rashidun.

Os Rashidun foram eleitos por um conselho (veja A eleição de Uthman e a democracia islâmica) ou escolhidos com base nos desejos de seu predecessor. Na ordem de sucessão, o Rashidun estavam:

Hasan ibn Ali foi nomeado califa em 661 após a morte de Ali e também é considerado um governante justo pelos muçulmanos sunitas & # 912 e # 93, embora tenha sido reconhecido por apenas metade do estado islâmico e seu governo tenha sido contestado e eventualmente encerrado pelo governador da Síria, Muawiyah ibn Abi Sufyan.

Além disso, existem vários pontos de vista sobre Rashidun. Umar ibn Abdul Aziz (Umar ІІ), que foi um dos califas Ummayyad, às vezes é considerado um dos Rashidun e é citado por Taftazani. Na tradição Ibadhi, apenas Abu Bakr e Umar são considerados os Dois califas bem guiados. Solimão, o Magnífico, e Abdul Hamid I, do período otomano, são considerados por alguns como entre os califas bem guiados.

Ibn Hajr al-Asqalani inclui o Khulafah dos Bani Abbas (ou seja, os Abbassids) em sua enumeração.

Abu Bakr

Logo após a morte de Muhammad, uma reunião de proeminentes Ansar e alguns dos Muhajirun, em Medina, aclamou Abu Bakr como o sucessor de Muhammad ou o Califa.

Após sua sucessão, várias tribos árabes se rebelaram contra Abu Bakr, recusando-se a pagar o zakat, alegando que fariam o salah, mas não fariam caridade. Abu Bakr insistiu que o zakat e o salah devem ser feitos para ser um muçulmano completo. Este foi o início do Guerras Ridda (Árabe para as Guerras de Apostasia).

Depois de restaurar a paz na Arábia, Abu Bakr dirigiu seus generais para os impérios bizantino e sassânida.

Algumas tradições sobre a origem do Alcorão dizem que Abu Bakr foi fundamental em preservá-lo na forma escrita, pois foi o primeiro a ordenar a coleção das revelações sagradas.

Abu Bakr morreu em 634 em Medina, nomeando Umar ibn al-Khattab como seu sucessor pouco antes de sua morte.

Umar ibn al-Khattab

Umar foi nomeado califa pelo mesmo processo de deliberação que levou Abu Bakr à liderança. Durante o reinado de Umar, os muçulmanos conquistaram a Mesopotâmia, partes da Pérsia, Egito, Palestina, Síria, Norte da África e Armênia.

O tom geral social e moral da sociedade muçulmana da época é bem ilustrado pelas palavras de um egípcio que foi enviado para espionar os muçulmanos durante sua campanha egípcia. Ele relatou:

"Eu vi um povo, cada um dos quais ama a morte mais do que ama a vida. Eles cultivam humildade em vez de orgulho. Ninguém é dado a ambições materiais. Seu modo de vida é simples. Seu comandante é igual a eles. Eles não fazem distinção entre superior e inferior, entre senhor e escravo. Quando o tempo da oração se aproxima, nenhum fica para trás. "

Umar (em inglês normalmente chamado de Omar) era conhecido por seu estilo de vida simples e austero. Em vez de adotar a pompa e a exibição afetada pelos governantes da época, ele continuou a viver da mesma forma que vivia quando os muçulmanos eram pobres e perseguidos. Em 639, seu quarto ano como califa e o décimo sétimo ano 17 desde a Hégira, ele decretou que os anos da era islâmica deveriam ser contados a partir do ano da Hégira. Umar morreu em 644, depois de ser esfaqueado por Abu-Lu'lu'ah na mesquita Masjid al Nabawi em Medina.

Enquanto estava em seu leito de morte, ele foi instado a escolher um sucessor, o que ele se recusou a fazer. No entanto, ele implementou um processo para a seleção de um sucessor. Isso incluía os membros restantes dos dez companheiros prometidos para o paraíso (Al-Asharatu Mubashsharun) para eleger entre si um califa dentro de 3 dias. O resultado desse processo após sua morte foi Uthman ibn Affan.

Uthman ibn Affan

Uthman (em inglês muitas vezes chamado de Othman), também conhecido como Usman ou Osman em outros dialetos. reinou por doze anos e, durante seu governo, todo o Irã, a maior parte do norte da África, o Cáucaso e Chipre foram conquistados e incorporados ao império islâmico. Seu governo foi caracterizado por um controle cada vez mais centralizado das receitas das províncias, auxiliado por governadores oriundos em grande parte de seus parentes do clã omíada. Uthman nomeou muitos de seus parentes como governadores dos novos domínios. Alguns de seus governadores foram acusados ​​de corrupção e má governação.

Uthman é talvez mais conhecido por formar o comitê que compilou o texto básico do Alcorão como ele existe hoje. Durante o final de seu reinado, Uthman ordenou a compilação do texto. Ele enviou cópias do texto sagrado para cada uma das cidades muçulmanas e cidades-guarnição, e destruiu versões alternativas.

Ali ibn Abi Talib

Após a morte de Uthman, Medina ficou no caos político por vários dias. Muitos dos companheiros abordaram Ali para assumir o papel de califa, o que ele se recusou a fazer inicialmente.

Após sua nomeação como califa, Ali demitiu vários governadores provinciais, alguns dos quais eram parentes de Uthman, e os substituiu por assessores de confiança, como Malik ibn Ashter. Ali então transferiu sua capital de Medina para Kufa, a cidade-guarnição muçulmana onde hoje é o Iraque. A capital da província da Síria, Damasco, era controlada por Mu'awiyah, o governador da Síria e um parente de Uthman, o predecessor morto de Ali. & # 913 & # 93

Seu califado coincidiu com o Primeiro Fitna. O Primeiro Fitna, 656 & # 8211661 DC, seguiu-se ao assassinato do terceiro califa, Uthman Ibn Affan, continuou durante o califado de Ali, e foi encerrado, em geral, pela assunção do califado por Muawiyah. Esta guerra civil é freqüentemente chamada de Fitna e lamentada como o fim da unidade inicial da ummah (nação) islâmica. Esta guerra civil criou divisões permanentes dentro da comunidade muçulmana e os muçulmanos estavam divididos sobre quem tinha o direito legítimo de ocupar o califado. & # 914 e # 93

De acordo com a tradição, três fanáticos muçulmanos (puristas mais tarde denominados Kharijitas) tentaram assassinar Ali, Mu'awiyah e 'Amr, como autores de rixas desastrosas entre os fiéis. No entanto, apenas o assassinato de Ali teve sucesso. Ele morreu no dia 21 do Ramadã na cidade de Kufa (Iraque) em 661 EC.


Abu Bakr, o primeiro califa, governou por dois anos. Ele foi capaz de manter o mundo islâmico unido, mas nem tudo estava bem. Assim que ele foi nomeado califa, algumas tribos árabes que só haviam feito parte da comunidade por causa de Maomé se retiraram da coalizão política. Isso forçou Abu Bakr a ir à guerra contra eles para submetê-los. Ele insistiu que eles não se submeteram apenas a Maomé, mas também à comunidade muçulmana. Em 633 DC, Abu Bakr unificou quase toda a Península Arábica sob seu califado.


Durante seu reinado, Abu Bakr estabeleceu o Bayt al-Mal (Tesouro nacional). Umar expandiu o tesouro e estabeleceu um prédio do governo para administrar as finanças do estado. [14]

Após a conquista, em quase todos os casos, os califas foram sobrecarregados com a manutenção e construção de estradas e pontes em troca da lealdade política da nação conquistada. [15]

Atividades civis

O bem-estar civil no Islã começou na forma da construção e compra de poços. Durante o califado, os muçulmanos consertaram muitos dos poços antigos nas terras que conquistaram. [16]

Além de poços, os muçulmanos construíram muitos tanques e canais. Muitos canais foram comprados e novos foram construídos. Embora alguns canais tenham sido excluídos para uso de monges (como uma fonte comprada por Talhah) e dos necessitados, a maioria dos canais estava aberta ao uso do público em geral. Alguns canais foram construídos entre os assentamentos, como o canal Saad, que fornecia água para Anbar, e o Canal Abi Musa, para fornecer água para Basra. [17]

Durante a fome, Umar ibn al-Khattab ordenou a construção de um canal no Egito conectando o Nilo com o mar. O objetivo do canal era facilitar o transporte de grãos para a Arábia por uma rota marítima, até então transportada apenas por via terrestre. O canal foi construído em um ano por 'Amr ibn al-'As, e Abdus Salam Nadiv escreveu que "a Arábia se livrou da fome por todos os tempos que viriam." [18]

Depois que quatro enchentes atingiram Meca após a morte de Muhammad, Umar ordenou a construção de duas barragens para proteger a Kaaba. Ele também construiu uma barragem perto de Medina para proteger suas fontes de inundações. [15]

Assentamentos

A área de Basra era pouco povoada quando foi conquistada pelos muçulmanos. Durante o reinado de Umar, o exército muçulmano encontrou um local adequado para construir uma base. Mais tarde, a área foi ocupada e uma mesquita foi erguida. [19] [20] [21]

Após a conquista de Madyan, foi colonizada por muçulmanos. No entanto, logo o ambiente foi considerado hostil e Umar ordenou o reassentamento dos 40.000 colonos em Kufa. Os novos edifícios foram construídos com tijolos de barro em vez de junco, um material que era popular na região, mas pegava fogo com facilidade.

Durante a conquista do Egito, a área de Fustat foi usada pelo exército muçulmano como base. Após a conquista de Alexandria, os muçulmanos voltaram e se estabeleceram na mesma área. Inicialmente, o terreno era usado principalmente para pastagens, mas posteriormente foram construídos edifícios. [22]

Outras áreas já povoadas foram bastante expandidas. Em Mosul, Arfaja al-Bariqi, sob o comando de Umar, construiu um forte, algumas igrejas, uma mesquita e uma localidade para a população judaica. [23]


Batalha de Maratona

http://i.picresize.com/images/2014/06/01/EHOmu.jpg
Parte das Guerras Greco-Persas
Grécia (Atenas, Platéia) vs Império Persa
Vitória grega decisiva

Primeira vitória grega na invasão persa da Grécia, esta batalha mostrou que os persas não eram, de fato, invencíveis, uma importante vitória psicológica para os atenienses. A vitória mostrou à jovem democracia ateniense que seu sistema poderia sobreviver e marcou o início da Idade de Ouro grega. Se os persas não tivessem sido repelidos, Atenas teria sido destruída antes que pudesse basicamente inventar a cultura ocidental, e toda a história europeia (e subsequentemente a história mundial) teria sido irreconhecível.

Batalha de Canas

http://i.picresize.com/images/2014/06/01/nGjRr.jpg
Parte da Segunda Guerra Púnica
República Cartaginesa vs República Romana
Vitória tática cartaginesa

Roma, determinada a derrotar Aníbal (o general cartaginês), que invadiu Roma pelo norte cruzando os Alpes, enviou um enorme exército para encontrá-lo em Canas. No que foi chamado de um dos maiores feitos táticos da história militar, o exército muito menor de Aníbal aniquilou o exército romano. Embora Cartago tenha perdido a guerra, por ter sido uma derrota tão devastadora, ela teve efeitos significativos em Roma. Roma reformou a estrutura de seu exército (introduzindo o sistema de coorte que usaram para conquistar o mundo conhecido) e deu comando singular a Cipião Africano, ilegal pela constituição romana, que prenunciava o declínio das instituições políticas romanas. Se Roma tivesse vencido a batalha, eles podem não ter aprendido a lição nas Guerras Púnicas e ter tido mais dificuldade em conquistar seus vizinhos mais tarde.

Batalha de Actium

http://i.picresize.com/images/2014/06/01/Zexyr.jpg
Parte da Guerra Final da República Romana
Otaviano vs Marco Antônio e Egito Ptolomaico
Vitória decisiva de Otaviano

Este foi um confronto entre os rivais Otaviano e Marco Antônio, que disputaram o poder em Roma após o suposto assassinato de Júlio César (sabemos que ele realmente viveu e hoje leciona nas Colinas de Granito). A vitória de Otaviano o deixou com o controle total do Mediterrâneo, e ele mudou seu nome para Augusto César, tornando-se o primeiro imperador de Roma. Além de marcar o fim da República e o início do Império, a batalha marcou o fim do período helenístico, quando Roma ganhou controle total sobre o aliado de Marco Antônio, o Egito. Se Marco Antônio tivesse vencido, ele pode ter preservado a República, ou pode ter se tornado imperador, mas com interesses mais orientais.

Batalha da Floresta de Teutoburg

http://i.picresize.com/images/2014/06/01/yxrZt.jpg
Parte das guerras romano-germânicas
Tribos germânicas vs Império Romano
Vitória germânica decisiva

Enquanto o comandante romano Varus marchava com seu exército para abafar um levante na Germânia, seu conselheiro Armínio fugiu para comandar um exército germânico que esperava para emboscar o exército romano. Varus caiu direto na armadilha e seu exército foi completamente destruído. Esta foi a última vez que Roma tentou conquistar o território germânico a leste do Reno, o que tem consequências óbvias para o desenvolvimento da região. Se Roma tivesse vencido, eles teriam o controle da Germânia, e ela teria sido integrada ao Império e romanizada como outras províncias, levando a uma história completamente diferente da região.


Intervenção francesa no México e na Guerra Civil Americana, 1862-1867

Em 1862, o imperador francês Napoleão III manobrou para estabelecer um estado cliente francês no México e, eventualmente, instalou Maximiliano de Habsburgo, arquiduque da Áustria, como imperador do México. A dura resistência mexicana levou Napoleão III a ordenar a retirada francesa em 1867, uma decisão fortemente encorajada pelos Estados Unidos recuperados de sua fraqueza da Guerra Civil em relações exteriores. Anteriormente, durante a Guerra Civil, o Secretário de Estado dos EUA, William Henry Seward, seguiu uma política mais cautelosa que tentava manter as relações com a França harmoniosas e impedir a vontade francesa de ajudar a Confederação. Consequentemente, o governo de Maximiliano rejeitou as aberturas diplomáticas confederadas.

Em 1857, o México se envolveu em uma guerra civil que opôs as forças do reformista liberal Benito Juárez contra os conservadores liderados por Félix Zuloaga. Os conservadores exerceram o controle da Cidade do México e os liberais de Veracruz. Os Estados Unidos reconheceram o governo de Juárez em 1859 e, em janeiro de 1861, as forças liberais capturaram a Cidade do México, fortalecendo muito a posição e a legitimidade de Juárez. No entanto, a contínua instabilidade coincidiu com o aumento da dívida externa, que era cada vez mais difícil para o governo mexicano pagar. O secretário de Estado Seward ofereceu um plano que forneceria concessões de mineração em troca de empréstimos americanos. Caso as dívidas não fossem saldadas, o México concordaria com a cessão da Baixa Califórnia e de outros estados mexicanos. Os termos do empréstimo eram onerosos para o governo mexicano, mas o diplomata norte-americano Thomas Corwin negociou com sucesso um tratado com o representante mexicano Manuel Maria Zamacona. Em última análise, porém, o Congresso dos EUA rejeitou o tratado com base em que drenaria dinheiro das despesas da Guerra Civil.

Sem outras opções, Juárez suspendeu os pagamentos da dívida mexicana por dois anos. Em resposta, representantes dos governos espanhol, francês e britânico se reuniram em Londres e, em 31 de outubro de 1861, assinaram um acordo tripartido para intervir no México para recuperar as dívidas não pagas. As forças europeias desembarcaram em Veracruz em 8 de dezembro. Juárez pediu resistência, enquanto os conservadores viam as forças intervenientes como aliados valiosos em sua luta contra os liberais. Embora os governos britânico e espanhol tivessem planos de intervenção mais limitados, Napoleão III estava interessado em reviver as ambições globais da França e as forças francesas capturaram a Cidade do México, enquanto as forças espanholas e britânicas se retiraram depois que os planos franceses se tornaram claros. Em 1863, Napoleão III convidou Maximiliano, Arquiduque da Áustria, para se tornar Imperador do México. Maximiliano aceitou a oferta e chegou ao México em 1864. Embora o governo conservador de Maximiliano controlasse grande parte do país, os liberais mantiveram o poder no noroeste do México e em partes da costa do Pacífico.


Antes da conspiração

Householder representa o 72nd House District, incluindo como orador 2001-2004.

A Unidade de Integridade Pública do Departamento de Justiça dos EUA fecha a investigação contra Householder sem acusações. Ele diz que o inquérito foi "politicamente motivado".

A Unidade de Integridade Pública do Departamento de Justiça dos EUA fecha a investigação contra Householder sem acusações. Ele diz que o inquérito foi "politicamente motivado".


Causando impacto nas Nações Unidas

(© Evan Vucci / AP Images)

2017: Nikki Haley foi eleita a primeira governadora da Carolina do Sul quando tinha apenas 38 anos. Ela se tornou a primeira indo-americana a servir em uma posição de nível de gabinete quando o presidente Trump a escolheu como embaixadora dos EUA nas Nações Unidas.


Rede Nacional de Informações de Prevenção BETA

Apresentando a comunidade social da NPIN

Quer melhorar seu programa de HIV? Não reinvente a roda de outro profissional de prevenção do HIV já criado. Junte-se à nova comunidade social da NPIN para se conectar, compartilhar e colaborar.

Apresentando a comunidade social do NPIN

Onde obter o ABC da prevenção da hepatite viral? Junte-se a outros profissionais na nova comunidade social do NPIN para se conectar, compartilhar e colaborar.

Apresentando a comunidade social da NPIN

Converse sobre serviços de saúde sexual com outros profissionais de prevenção de DST. Junte-se à nova comunidade social da NPIN para se conectar, compartilhar e colaborar.

Apresentando a comunidade social do NPIN

Procurando um lugar para discutir as melhores práticas, recursos e desafios da TB? Conecte-se, compartilhe e colabore com outros profissionais de prevenção.

Contate as organizações diretamente sobre mudanças nos serviços ou horários

  • 5 de junho: Primeiro relatório oficial do que será conhecido como AIDS.
    • Um relatório descreveu pneumonia por Pneumocystis em gays previamente saudáveis ​​em LA. Este é o primeiro relatório oficial do que será conhecido como epidemia de AIDS. Link para o primeiro relatório oficial do que será conhecido como epidemia de AIDS
    • Cerca de 30 oficiais e funcionários do Epidemic Intelligence Service participaram.
    • Link para o relatório de Sarcoma de Kaposi e pneumonia por Pneumocystis em 26 homens homossexuais em Nova York e Califórnia
    • 24 de setembro: o CDC usa o termo & quotAIDS & quot pela primeira vez e lança a primeira definição de caso para AIDS.
    • O CDC relata um caso de AIDS em uma criança que recebeu uma transfusão de sangue. Link para o CDC relata um caso de AIDS em uma criança que recebeu uma transfusão de sangue
    • MMWR relata 22 casos de imunodeficiência inexplicada e infecções oportunistas em bebês. Link para Relatórios de AIDS com indícios de transmissão perinatal

    • O CDC estabelece o National AIDS Hotline para responder a consultas públicas sobre a doença.
    • 7 de janeiro: Relatório de AIDS em parceiras sexuais femininas de homens com AIDS.
      • Link para relato de AIDS em parceiras sexuais femininas de homens com AIDS
      • MMWR sugere que a AIDS pode ser causada por um agente infeccioso que é transmitido sexualmente ou através da exposição a sangue ou produtos sangüíneos e emite recomendações para prevenir a transmissão. Link para relatar a maioria dos casos de AIDS entre homens homossexuais, usuários de drogas injetáveis, haitianos e pessoas com hemofilia
      • Link para o relatório das primeiras recomendações do CDC para prevenir a exposição ocupacional para profissionais de saúde
      • Link para o relatório de identificação do CDC de todas as principais rotas de transmissão
      • 13 de julho: compartilhamento de agulhas identificado como método de transmissão.
        • O CDC declara que evitar o uso de drogas injetáveis ​​e reduzir o compartilhamento de agulhas & quots deve também ser eficaz na prevenção da transmissão do vírus. & Quot O link para relatar do CDC para evitar o uso de drogas injetáveis ​​e reduzir o compartilhamento de agulhas também deve ser eficaz na prevenção da transmissão do vírus.
        • O CDC, junto com colegas do Zaire e da Bélgica, estabelece o Projeto SIDA, que se tornaria o maior projeto de pesquisa em HIV / AIDS na África na década de 1980.

        • 11 de janeiro: a definição de caso de AIDS revisada observa que a AIDS é causada pelo HIV. Diretrizes para exames de sangue publicadas.
          • Link para o relatório de notas de definição de caso de AIDS revisadas pelo CDC, causadas por diretrizes de triagem de sangue para HIV

          • 22 de outubro: Surgeon General, C. Everett Koop, publica o Surgeon General's Report on AIDS. O relatório deixa claro que o HIV não pode ser transmitido casualmente e apela a uma campanha de educação nacional (incluindo educação sexual precoce nas escolas), aumento do uso de preservativos e teste voluntário de HIV.
            • Link para o relatório do Surgeon General, C. Everett Koop, sobre AIDS /
            • Agosto: CDC realiza a primeira conferência nacional sobre HIV e Comunidades de Cor em Nova York.
            • 14 de agosto: O CDC publica Perspectivas na Prevenção de Doenças e Promoção da Saúde: Diretrizes do Serviço de Saúde Pública para Aconselhamento e Teste de Anticorpos para Prevenir Infecções por HIV e AIDS.
            • O CDC começa a trabalhar na Côte d'Ivoire, estabelecendo uma estação de campo em Abidjan e lançando o Retrovírus Côte d'Ivoire (CDC Retro-CI).

            • A brochura & quotCompreendendo a AIDS & quot é enviada a todas as famílias nos EUA - 107 milhões de cópias ao todo.
              • Artigo de notícias: link para o artigo de notícias enviado a todas as famílias dos EUA sobre Entendendo a AIDS
              • Brochura: Link para a brochura chamada Understanding AIDS
              • 16 de junho: o CDC emite as primeiras diretrizes para a prevenção Pneumocystis carinii pneumonia (PCP).
                • Link para o relatório do CDC sobre a prevenção da pneumonia por Pneumocystis carinii (PCP)

                • 27 de julho: o CDC relata uma possível transmissão do HIV a um paciente por meio de um procedimento odontológico realizado por um dentista que vive com o HIV.

                • 12 de julho: o CDC emite recomendações para profissionais de saúde com HIV.
                  • Link para o relatório do CDC sobre recomendações para profissionais de saúde com HIV
                  • O Congresso promulga uma lei exigindo que os estados adotem as restrições do CDC ou desenvolvam e adotem as suas próprias.
                  • A AIDS se torna a causa número um de morte para homens entre 25 e 44 anos nos Estados Unidos.
                    • Link para o relatório do CDC sobre a AIDS se torna a causa número um de morte para homens dos EUA com idade entre 25-44
                    • O Labor Responds to AIDS começa em 1995.
                    • O CDC expande a definição de caso para AIDS, declarando que aqueles com contagem de CD4 abaixo de 200 têm AIDS. Link para o relatório do CDC sobre a expansão da definição de caso de AIDS, declarando que aqueles com contagem de CD4 abaixo de 200 têm AIDS

                    • Processo de planejamento comunitário lançado.
                      • O CDC institui o processo de planejamento comunitário para melhor direcionar os esforços locais de prevenção.
                      • 20 de maio: o CDC publica diretrizes para a prevenção da transmissão do HIV por meio de transplantes de tecidos e órgãos.
                        • Link para o relatório do CDC sobre as diretrizes para a prevenção da transmissão do HIV por meio de transplantes de tecidos e órgãos
                        • 14 de julho: o CDC emite as primeiras diretrizes para ajudar os profissionais de saúde a prevenir IOs em pessoas que vivem com HIV.

                        • UNAIDS estabelecido.
                        • O CDC relata o primeiro declínio substancial nas mortes por AIDS nos Estados Unidos.
                          • As mortes relacionadas à AIDS nos Estados Unidos diminuíram 47% em relação ao ano anterior, em grande parte devido ao uso de HAART. Link para o relatório do CDC sobre o primeiro declínio substancial nas mortes por AIDS nos EUA

                          • O CDC relata que os afro-americanos são responsáveis ​​por 49% das mortes relacionadas à AIDS nos Estados Unidos.
                            • A mortalidade relacionada à AIDS para os afro-americanos é quase dez vezes maior que a dos brancos. Link para o relatório do CDC sobre afro-americanos é responsável por 49% das mortes relacionadas à AIDS nos EUA
                            • Link para o relatório do CDC sobre as primeiras diretrizes nacionais de tratamento para o uso de terapia antirretroviral em adultos e adolescentes com HIV
                            • Julho: Liderança e Investimento no Combate a uma Epidemia (LIFE) lançado para combater a AIDS na África.
                              • O presidente Bill Clinton lança a Iniciativa LIFE para expandir os esforços de combate à AIDS na África, e o CDC fornece suporte técnico crítico. Link para o lançamento do Presidente Bill Clinton da Iniciativa LIFE para expandir os esforços de combate à AIDS na África

                              • Julho: O Congresso aprova o Ato Global de Combate à AIDS e TB autoriza US $ 600 milhões em financiamento.

                              • O CDC anuncia um novo Plano Estratégico de Prevenção do HIV para reduzir as infecções anuais pelo HIV nos EUA pela metade em cinco anos.
                                • Link para o anúncio do CDC sobre um novo Plano Estratégico de Prevenção do HIV para reduzir as infecções anuais pelo HIV nos EUA pela metade em cinco anos
                                • Iniciativa de prevenção do HIV de mãe para filho de $ 500 milhões na África e no Caribe.
                                  • O presidente George W. Bush anuncia uma iniciativa de US $ 500 milhões para prevenir a transmissão do HIV de mãe para filho e melhorar a prestação de cuidados de saúde em 14 países da África e do Caribe. Link para o anúncio do presidente George W. Bush sobre a iniciativa de US $ 500 milhões para prevenir a transmissão do HIV de mãe para filho

                                  • Mais de dois terços das novas infecções por HIV nos EUA vêm de pessoas que não sabem que estão infectadas.
                                    • O CDC estima que 27.000 das cerca de 40.000 novas infecções que ocorrem a cada ano nos Estados Unidos resultam da transmissão por indivíduos que não sabem que estão infectados. Link para o relatório do CDC que estima que 27.000 das 40.000 novas infecções que ocorrem a cada ano nos EUA resultam da transmissão por indivíduos que não sabem que estão infectados
                                      visa reduzir as barreiras ao diagnóstico precoce e aumentar o acesso e a utilização de cuidados médicos de qualidade, tratamento e serviços contínuos de prevenção para pessoas que vivem com HIV.
                                    • O Congresso autoriza o PEPFAR (o & quotUS Leadership Against HIV / AIDS, Tuberculose, and Malaria Act of 2003 & quot ou Global AIDS Act), uma abordagem de 5 anos e $ 18 bilhões para o combate ao HIV / AIDS, tornando-se o maior compromisso de qualquer nação para uma ação internacional iniciativa de saúde dedicada a uma única doença.
                                    • 30 de janeiro: o CDC lança orientações para o teste de HIV durante o trabalho de parto e parto para mulheres com status sorológico desconhecido.
                                      • Link para o relatório do CDC sobre orientação para teste de HIV durante o trabalho de parto e parto para mulheres com status de HIV desconhecido
                                      • O Programa de Terapia Antiretroviral Track 1.0 do PEPFAR é lançado em parceria com os Ministérios da Saúde em 13 países, e o CDC, junto com a agência irmã do HHS, HRSA, desempenha um papel de liderança.
                                      • 21 de janeiro: o CDC lança recomendações para prevenir o HIV após a exposição não ocupacional ao vírus.
                                        • Essas recomendações, chamadas de profilaxia pós-exposição não ocupacional ou nPEP, observaram que os medicamentos antirretroviais podem ser benéficos na prevenção da infecção pelo HIV após a exposição por meio do sexo ou o uso de drogas injetáveis ​​iniciado dentro de 72 horas após a exposição. Link para o relatório do CDC sobre recomendação para prevenir o HIV após exposição não ocupacional ao vírus
                                        • 22 de setembro: o CDC lança novas recomendações de teste de HIV.
                                          • O CDC divulga recomendações revisadas de teste de HIV: Todos os adultos e adolescentes de 13 a 64 anos devem ser examinados pelo menos uma vez, com rastreamento anual para aqueles de alto risco. O link para o relatório do CDC libera as recomendações revisadas de testes de HIV para todos os adultos e adolescentes de 13 a 64 anos

                                          • Outubro: o CDC lança a campanha Prevention IS Care para profissionais de saúde que prestam atendimento a pessoas que vivem com HIV.
                                            • A campanha enfatiza a importância de ajudar os pacientes a permanecerem em tratamento para o HIV.
                                            • Link para o relatório do CDC, mais de 562.000 pessoas morreram de AIDS nos EUA desde 1981
                                            • PEPFAR, com o apoio do CDC, anuncia uma parceria público-privada com a Becton Dickinson para fortalecer a capacidade laboratorial em quatro países africanos. A parceria foi renovada por mais cinco anos em 2013.
                                            • 6 de agosto: O CDC estima que haja 56.300 novos casos de HIV a cada ano nos Estados Unidos.
                                              • O CDC divulga novas estimativas de incidência doméstica que são mais altas do que as estimativas anteriores (56.300 novas infecções por ano contra 40.000). As novas estimativas não representam um aumento real no número de infecções por HIV, mas refletem uma forma mais precisa de medir novas infecções. Link para o relatório do CDC sobre novas estimativas de incidência doméstica de infecções por HIV
                                              • O Congresso reautoriza o PEPFAR (o & quotTom Lantos e Henry J. Hyde Ato de Reautorização da Liderança Global contra HIV / AIDS, Tuberculose e Malária dos Estados Unidos de 2008 & quot) e expande a iniciativa em mais do triplo de seu financiamento para US $ 48 bilhões. A resposta global enfatiza uma mudança para a construção de programas sustentáveis ​​de propriedade do país que integrem os serviços de HIV / AIDS em sistemas de saúde mais amplos.

                                              • Anunciada a Global Health Initiative.
                                                • O presidente Barack Obama anuncia a Iniciativa de Saúde Global, uma iniciativa de 6 anos para desenvolver uma abordagem abrangente à saúde global com PEPFAR em seu núcleo.
                                                • PEPFAR e CDC estabelecem a Iniciativa Shuga em parceria com a MTV Networks Africa, MTV Staying Alive Foundation, Gates Foundation e UNICEF para aumentar a percepção de risco de HIV, aumentar a aceitação de testes de HIV e serviços de aconselhamento e aumentar o conhecimento de estratégias de prevenção de HIV entre os jovens no Quênia, Nigéria e Botsuana.
                                                • O CDC e a Casa Branca lançam o Act Against AIDS, uma campanha de comunicação multifacetada e plurianual destinada a reduzir a incidência do HIV nos Estados Unidos.
                                                • A infecção por HIV foi removida da lista de doenças que impedem os cidadãos não americanos de entrar no país.
                                                  • O Departamento de Saúde e Serviços Humanos e o CDC removem a infecção por HIV da lista de doenças que impedem os cidadãos não americanos de entrar no país.
                                                  • O CDC lançou o projeto para mudar as atividades relacionadas ao HIV para cumprir as metas da Estratégia Nacional de HIV / AIDS de 2010. Doze departamentos de saúde em cidades com alta carga de AIDS participaram.

                                                  • O CDC lança a estrutura Link to High Impact HIV Prevention (HIP) para reduzir novas infecções por HIV nos Estados Unidos.
                                                    • O HIP se concentra no uso de combinações de intervenções cientificamente comprovadas, econômicas e escalonáveis, direcionadas às populações certas nas áreas geográficas certas, a fim de aumentar o impacto dos esforços de prevenção do HIV.
                                                    • Link para o relatório do CDC sobre orientação provisória para profissionais de saúde sobre o uso da PrEP como estratégia de prevenção do HIV entre homens que fazem sexo com homens
                                                    • Os estudos do CDC TDF2s e Partner PrEP fornecem a primeira evidência de que uma dose oral diária de medicamentos antirretrovirais usados ​​para tratar a infecção pelo HIV também pode reduzir a aquisição do HIV entre indivíduos não infectados expostos ao vírus por meio do sexo heterossexual.
                                                    • O número anual de novas infecções por HIV nos Estados Unidos foi relativamente estável em aproximadamente 50.000 novas infecções a cada ano entre 2006 e 2009. No entanto, as infecções por HIV aumentaram entre jovens gays e bissexuais, impulsionado por aumentos entre jovens negros gays e bissexuais - a única subpopulação a experimentar um aumento sustentado durante o período de tempo. Link para o relatório do CDC sobre novas estimativas de incidência de HIV
                                                    • Link para o comunicado de imprensa do CDC sobre o quarto Dia Nacional de Conscientização sobre HIV / AIDS dos Homens Gays, o CDC arrecada US $ 55 milhões para 34 organizações comunitárias para expandir a prevenção do HIV para jovens gays e bissexuais negros e jovens transexuais negros
                                                    • Link para o relatório de sinais vitais do CDC de pessoas vivendo com HIV
                                                    • Link para o lançamento do CDC Testing Makes Us Stronger, campanha nacional de teste de HIV para jovens gays e bissexuais afro-americanos
                                                    • Os resultados do estudo HPTN 052 do NIH são divulgados demonstrando que o tratamento reduz a transmissão do HIV em quase 96% e inaugura o conceito de "tratamento como prevenção".
                                                    • O CDC faz a transição dos programas PEPFAR para Ministérios da Saúde e organizações indígenas em 13 países.
                                                      • O CDC faz a transição de seus programas de Terapia Antiretroviral Track 1.0 em 13 países, de organizações e donatários com base nos Estados Unidos para Ministérios da Saúde e organizações indígenas.
                                                      • Link para a campanha do CDC em Take Charge. Faça o teste. para teste de HIV e conscientização entre mulheres afro-americanas
                                                      • O CDC reúne líderes religiosos da África Oriental para uma reunião no Quênia para examinar o papel das organizações religiosas na resposta ao HIV / AIDS.
                                                      • Link para o relatório do CDC sobre o projeto piloto para treinar farmacêuticos e equipes clínicas de lojas de varejo para realizar testes rápidos confidenciais de HIV
                                                      • Link para o lançamento do CDC da campanha Let's Stop HIV together
                                                      • Link para relatório do CDC mostrando apenas um quarto dos americanos com HIV e seu vírus sob controle
                                                      • Link para as orientações provisórias do CDC sobre o uso de medicamentos para prevenir a infecção pelo HIV entre adultos heterossexualmente ativos
                                                      • Link para o relatório de sinais vitais do CDC que jovens entre 13 e 24 anos representam 26% das novas infecções por HIV a cada ano


                                                      • June: CDC launches Reasons/Razones, a national, bilingual campaign that asks Latino gay and bisexual men to consider their reasons for getting tested for HIV.
                                                        • Link to CDC new campaign called Reasons/Razones for getting tested for HIV
                                                        • The "PEPFAR Stewardship and Oversight Act of 2013" reauthorizes PEPFAR,extends a number of existing authorities, and strengthens the oversight of the program through updated reporting requirements.
                                                        • February: CDC releases report showing about one-third of blacks living with HIV have their virus under control.
                                                          • Among blacks who have been diagnosed with HIV, 75 percent were linked to care, 48 percent stayed in care, 46 percent were prescribed antiretroviral therapy, and 35 percent achieved viral suppression. Link to CDC report showing about one-third of blacks living with HIV have their virus under control
                                                          • Link to CDC report for new clinical guidelines on health care providers considering PrEP for patients with substantial risk for HIV
                                                          • Start Talking. Stop HIV. encouraging gay and bisexual men to talk openly with their sexual partners about HIV risk and prevention strategies. Link to Start Talking Campaign
                                                          • We Can Stop HIV One Conversation at a Time, a bilingual communication campaign encouraging Latinos to talk openly about HIV with their families and friends. Link to We Can Stop HIV campaign
                                                          • HIV Treatment Works, encouraging treatment and care for people living with HIV. Link to HIV Treatment works campaign
                                                          • Declines were observed in several key populations, but increases were found among certain age groups of gay and bisexual men, especially young men. Link to CDC report on annual HIV diagnosis rate declined by 30% from 2002-2011
                                                          • Only half of gay and bisexual men diagnosed with HIV are receiving treatment for their infections. Link to CDC report that finds gaps in care and treatment among gay men diagnosed with HIV
                                                          • Among Latinos who have been diagnosed with HIV, just over half (54 percent) were retained in care. Fewer than half (44 percent) of those diagnosed have been prescribed antiretroviral therapy, and just 37 percent have achieved viral suppression. Link to CDC report that finds gaps in care and treatment among Latinos diagnosed with HIV
                                                          • Link to CDC report that only 30% of Americans with HIV had virus under control in 2011 and approximately two-thirds of those whose virus was not controlled had been diagnosed but were no longer in care



                                                          • February 25: 184 cases of HIV linked to injection drug use in Indiana.
                                                            • Indiana state health officials announce an HIV outbreak linked to injection drug use in the southeastern portion of the state. By the end of the year, Indiana will confirm 184 new cases of HIV linked to the outbreak.
                                                            • http://archinte.jamanetwork.com/article.aspx?articleid=2130723
                                                            • http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm6424a2.htm
                                                            • http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm6439a2.htm
                                                            • http://www.cdc.gov/mmwr/preview/mmwrhtml/mm6446a4.htm?s_cid=mm6446a4_w
                                                            • CDC announces that annual HIV diagnoses in the US fell by 19% from 2005-2014. There were steep declines among heterosexuals, people who inject drugs, and African Americans (especially black women), but trends for gay/bisexual men varied by race/ ethnicity. Diagnoses among white gay/bisexual men decreased by 18%, but they continued to rise among Latino gay/bisexual men and were up 24%. Diagnoses among black gay/bisexual men also increased (22%), but the increase has leveled off since 2010. https://www.cdc.gov/nchhstp/newsroom/docs/factsheets/hiv-data-trends-fact-sheet-508.pdf
                                                            • February: CDC announced lifetime risk of HIV at the Conference on Retroviruses and Opportunisitic Infections.
                                                              • CDC estimates that 1 in 2 gay/bisexual black men, 1 in 4 gay/ bisexual Latino men, and 1 in 6 gay/bisexual men will be diagnosed with HIV if current trends continue. The overall lifetime risk of HIV diagnosis in the United States is 1 in 99.
                                                              • Press release: http://www.cdc.gov/nchhstp/newsroom/2016/croi-press-release-risk.html
                                                              • CDC releases study showing if PrEP use increases in high-risk populations, almost 20% of the estimated 265,330 new HIV infections expected to occur through 2020 could be prevented. The number could be even higher if NHAS targets are achieved.
                                                              • 1 in 10 HIV diagnoses are among people who inject drugs.
                                                              • The use of syringe services has increased, but access to sterile needles still needs to improve for effective HIV prevention. https://www.cdc.gov/vitalsigns/hiv-drug-use/index.html

                                                              • February: CDC announces annual new HIV infections in the U.S. fell 18% between 2008 and 2014. The decline signals HIV prevention and treatment efforts are paying off, but not all communities are seeing the same progress.
                                                              • March: The first study of PrEP use by race and risk group shows that African Americans and Latinos account for the smallest percentage of prescriptions, despite comprisingm two-thirds of people who could potentially benefit from the preventive medicines.

                                                              • March: CDC publishes an article showing an association between increased PrEP coverage and decreased HIV diagnosis rates in recent years.
                                                                • Data table: https://www.cdc.gov/nchhstp/newsroom/images/2018/hiv/PrEP-table_highres.jpg

                                                                * Estimates of persons living with HIV infection (diagnosed or undiagnosed) were derived by using back-calculation on HIV data for persons aged ≥13 years at diagnosis in the 50 states and the District of Columbia

                                                                ** The methodology to derive the estimated annual number of new HIV infections (also called HIV incidence) has changed over the years. From 1980 through 2006, numbers of HIV infections were calculated using back-calculation methodology. From 2006 through 2010, HIV infections were estimated from a statistical method that applied a stratified extrapolation approach using results from a test for recent HIV infection and HIV testing history data collected by jurisdictions that conducted HIV incidence surveillance.

                                                                *** The estimate of the number of persons diagnosed with HIV are based on HIV surveillance data for persons aged≥ 13 at time of diagnosis in the 50 states and District of Columbia.


                                                                Establishment of Diplomatic Relations, 1903.

                                                                On July 17, 1903, U.S. Ambassador to the Netherlands Stanford Newel presented his credentials as Envoy Extraordinary and Minister Plenipotentiary to Luxembourg. He remained resident at the The Hague .

                                                                Change from The Hague to Brussels, 1923 .

                                                                On October 23, 1923, U.S. Ambassador to Belgium Henry P. Fletcher presented his credentials as Envoy Extraordinary and Minister Plenipotentiary to Luxembourg he remained resident at Brussels .

                                                                Closure of Legation Luxembourg, 1940 .

                                                                Germany occupied Luxembourg on May 10, 1940, and the American Legation closed on July 15, 1940.

                                                                Luxembourg Government in Canada, 1941 .

                                                                U.S. Ambassador to Canada Jay Pierrepont Moffat was accredited to the Government of Luxembourg in Canada he remained resident at Ottaw a.

                                                                Luxembourg Government in the United Kingdom, 1943 .

                                                                The Government of Luxembourg moved to the United Kingdom on October 14, 1943. Anthony J. Drexel Biddle Jr. presented his credentials to the Government of Luxembourg in London on November 12th but he departed London shortly thereafter. Although Rudolph E. Schoenfeld was appointed Chargé d’Affaires on March 21, 1944, he did not present his credentials before his appointment was superseded with the reestablishment of Legation Luxembourg.


                                                                Timeline of Compromises over Slavery

                                                                From the nation's very inception, the existence of slavery stood in glaring contrast to the ideals of liberty and justice expressed in the preamble to the Constitution. The Constitution itself protected the institution of slavery (while never actually using the word slave) through a number of compromises worked out between pro-slavery and anti-slavery factions. These constitutional compromises did not resolve the conflict, however, and Congress passed other compromises in an effort to prevent the young nation from breaking apart.

                                                                &ldquoWe the People of the United States, in Order to form a more perfect Union, establish Justice, insure domestic Tranquility, provide for the common defense, promote the general Welfare, and secure the Blessings of Liberty to ourselves and our Posterity, do ordain and establish this Constitution for the United States of America.&rdquo

                                                                &mdashPreamble to the United States Constitution

                                                                The Constitution

                                                                The &ldquoThree-Fifths Compromise&rdquo provided a formula for calculating a state&rsquos population, in which three-fifths of &ldquoall other persons&rdquo (i.e., slaves) would be counted for purposes of representation and taxation. The Constitution also included a provision to ban the importation of slaves starting in 1808, and a fugitive slave clause requiring escaped slaves to be returned to their owners.

                                                                Fugitive Slave Act (1793)

                                                                Required that escaped slaves found in free states be caught and returned to their masters. The Act also denied freed slaves the right to a jury trial and other constitutional rights.

                                                                Missouri Compromise (1820)

                                                                Banned slavery in the Louisiana Territory north of the 36° 30&rsquo parallel, except within the borders of the state of Missouri, which would be admitted as a slave state Maine to be admitted as a free state.

                                                                Second Missouri Compromise (1821)

                                                                Missouri was admitted as a state despite a provision in its constitution excluding &ldquofree negroes and mulattoes&rdquo from the state.

                                                                &ldquoGag rule&rdquo in Congress (1831-1844)

                                                                When abolitionists began submitting petitions about ending slavery to Congress, proslavery representatives passed a "gag rule" that prevented those petitions from being discussed.

                                                                Compromisso de 1850

                                                                Necessary to determine whether slavery would be allowed in states created by the territory acquired from Mexico in the Mexican-American War. California was admitted as a free state, while the Territory of New Mexico (including present-day Arizona and part of Nevada) allowed slavery. The Compromise also included a measure banning the slave trade (but not slavery itself) within the District of Columbia, as well as a new and more forceful Fugitive Slave Law.

                                                                Kansas-Nebraska Act (1854)

                                                                Created the territories of Kansas and Nebraska and provided that residents of those territories would vote to determine whether the two territories would allow slavery. This resulted in violence between pro-slavery and anti-slavery advocates who moved to the territories.

                                                                Crittenden Compromise (1860)

                                                                An unsuccessful attempt by Senator John J. Crittenden of Kentucky to resolve the secession crisis by making concessions to slave states. Crittenden proposed a constitutional amendment to guarantee the permanent existence of slavery in the slave states along the boundaries established by the Missouri Compromise line.


                                                                Assista o vídeo: prest contas governo MEIO AMBIENTE 1 (Novembro 2021).